Voltar para home page
Bem-estar

5 dicas para ter mais produtividade no trabalho e nas tarefas diárias

É possível mudar hábitos para aproveitar mais a vida sem deixar de cumprir as obrigações. Veja algumas dicas para aumentar a sua produtividade!

É possível mudar hábitos para aproveitar mais a vida sem deixar de cumprir as obrigações. Veja algumas dicas para aumentar a sua produtividade!

Uma rotina corrida, muitas responsabilidades e prazos a cumprir podem afetar toda a vida de uma pessoa, desde a produtividade no trabalho até a disposição para realizar tarefas comuns do dia a dia. A sua saúde também pode ser prejudicada pela vida agitada: o estresse é um fator de risco para desencadear doenças como ansiedade, insônia, depressão, obesidade e alterações imunológicas. Por isso, é sempre importante olhar para si e entender os aspectos que estão atrapalhando a produtividade. Assim, é possível mudar hábitos para aproveitar mais a vida sem deixar de cumprir suas obrigações.

Como ser mais produtivo?

A ciência está buscando cada vez mais entender as respostas do corpo humano aos estímulos cognitivos. Entidades como a American College of Lifestyle Medicine, por exemplo, comprovaram que a mudança de comportamentos não saudáveis pode prevenir e tratar doenças, além de contribuir para um estilo de vida mais equilibrado e feliz. Como tudo se interliga, essas práticas também podem te ajudar a ser mais produtivo no cotidiano. Veja algumas dicas!

#1 Estabeleça prioridades

Ser multitarefas já foi considerado um sinônimo de competência. Mas, estudos recentes derrubaram essa teoria e mostraram que o estímulo de muitas áreas do cérebro ao mesmo tempo diminui a qualidade desempenhada em uma das atividades. O ideal em uma agenda cheia de compromissos e entregas é definir as prioridades e aquilo que pode esperar. A partir disso, é importante também não se cobrar tanto por deixar uma tarefa para depois.

#2 Durma melhor

Desprezar uma boa noite de sono é o primeiro passo para falhar nas obrigações diárias. A sonolência, geralmente causada por dormir poucas horas, diminui a concentração e prejudica o desempenho. O mais indicado é fazer mudanças de hábitos para aproveitar melhor a noite de sono e conseguir recarregar as energias, como dormir e acordar sempre no mesmo horário e desacelerar aos poucos antes de ir para a cama.

#3 Se exercite

Não há dúvidas que a prática de exercícios físicos só beneficia a saúde: o sedentarismo prejudica a nossa disposição para tarefas comuns, além de ser um fator de risco para o desenvolvimento de doenças graves. Uma caminhada de 30 minutos é capaz de melhorar as funções do nosso corpo, mas você também pode se dedicar à natação, corrida, musculação ou yoga. E lembre-se de não praticar nenhuma atividade física sem orientação profissional.

#4 Desacelere

Diminuir o ritmo é se dar um tempo para recarregar as energias. Por isso, tenha o controle das suas tarefas e se permita parar um pouco para relaxar, isso faz parte do cuidado com a saúde mental. A meditação, por exemplo, é uma prática que pode beneficiar todas as áreas da sua vida: te dá mais disposição, discernimento para lidar com qualquer pressão e melhora a capacidade de concentração.

#5 Cuide da sua alimentação

A alimentação saudável é a base para que outras áreas da vida funcionem melhor. No caso da falta de disposição e baixa produtividade, isso pode ter relação com alguma deficiência de nutrientes no organismo. Invista em refeições ricas em fibras e vitaminas para ter mais saúde, um sono melhor e mais energia para as suas tarefas diárias.

Últimas novidades

Como funciona a vacina contra HPV?

Saúde

Como funciona a vacina contra HPV?

A vacina contra HPV (Papilomavírus Humano) é uma das formas mais eficazes de prevenir a infecção, que pode ter vários tipos e níveis de gravidade. A transmissão ocorre pelo contato sexual ou de mãe para filho e pode atingir pele e mucosas. Além disso, algumas versões do vírus são agentes causadores de diversos cânceres, incluindo o do colo de útero - que, segundo a Organização Mundial da Saúde, afeta cerca de 290 milhões de mulheres no mundo inteiro. A vacina tem uma ação preventiva contra os tipos mais comuns da infecção e pode ser administrada ainda na adolescência.

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

Emergência

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma dos problemas mais comuns no mundo inteiro. Também conhecido com derrame cerebral, ele acontece por causas variadas e pode levar à morte - ou provocar consequências graves que afetam toda a vida do paciente. A junção de alguns sintomas ajudam a identificar o problema, que precisa de um atendimento médico imediato. O AVC ainda é cercado de mitos e dúvidas, mas uma coisa é certa: o problema pode ser evitado com atitudes simples no dia a dia.

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

Terapias

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

A meditação é um método milenar associado à saúde e ao bem-estar físico e mental. Não se sabe ao certo quando ou onde surgiu, já que a prática acompanha a humanidade desde os seus primórdios, mas uma coisa é certa: a meditação tem ganhado mais popularidade e, inclusive, é indicada no tratamento de diversos transtornos. O método pode ser resumido como um treinamento da mente para esvaziar ou redirecionar os pensamentos. Na prática, é muito mais do que isso e a ciência pode comprovar. Veja abaixo 4 benefícios da meditação com respaldo científico!

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Alimentação saudável

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Causa animal, saúde, cuidado com o meio ambiente ou consumo consciente: as motivações para uma pessoa se tornar vegetariana são muitas. O vegetarianismo consiste, basicamente, em não consumir produtos de origem animal (carnes, laticínios e ovos), com algumas variações. Uma pesquisa divulgada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), em abril de 2018, mostrou o crescimento da prática no país: cerca de 14% dos brasileiros se consideram vegetarianos, um aumento de 75% em comparação a 2012. Não há contraindicação para esse tipo de dieta, mas é necessário que você faça um acompanhamento médico para adequar a alimentação sem prejudicar a sua saúde.

Ver mais