Voltar para home page
Saúde

5 efeitos do estresse no seu corpo

O estresse atinge cerca de 90% da população, segundo a OMS, e pode desencadear diversos problemas físicos

O estresse atinge cerca de 90% da população, segundo a OMS, e pode desencadear diversos problemas físicos

O estresse é um dos problemas mais comuns da atualidade. Conflitos familiares, altas cargas de trabalho, questões financeiras e instabilidade são as principais causas desse problema que, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), atinge 90% da população. Muito associado a aspectos comportamentais e psicológicos, o estresse é uma condição que também pode se manifestar com sintomas físicos. Dores musculares são os efeitos mais comuns, mas alguns problemas mais sérios também podem se desencadear a partir do estresse. Veja abaixo!

1) Estresse aumenta a frequência cardíaca e pressão arterial

Em um momento de muito estresse, o corpo pode responder com ansiedade e sensação de que o coração está batendo mais rápido. O estresse que ocorre de forma contínua pode desencadear problemas cardíacos mais sérios. Acontece que, nesses momentos, o corpo libera mais adrenalina - aquele hormônio responsável por nos ajudar a lidar com situações que demandam respostas rápidas. Quando presente em nosso corpo em doses elevadas e contínuas, a ação vasoconstritora da adrenalina pode levar à uma má perfusão do coração e causar um infarto, por exemplo. Em outros casos, pode contribuir para o desenvolvimento de arritmias e hipertensão arterial.

2) Imunidade baixa é um efeito do estresse

É muito comum que depois de um período estressante o nosso corpo tenha as defesas afetadas. A gripe constante é um dos sinais mais comuns. Um estudo publicado na Revista Americana de Epidemiologia constatou que o estresse deixa o corpo mais suscetível a contrair infecções diversas. A imunidade baixa em decorrência do estresse também pode gerar problemas como a candidíase, otites e alergias pelo corpo.

3) Estresse pode afetar o sono

A dificuldade para dormir tem muita relação com distúrbios psicológicos, como a ansiedade e o estresse. O sono é afetado porque a pessoa não consegue se desligar dos problemas que está passando no dia a dia. Uma dica para lidar com isso é mudar hábitos que você tem perto da hora de dormir. Criar mecanismos para desacelerar a mente pode ajudar a afastar as preocupações nesse momento importante para recarregar as energias.

4) Estresse e cansaço excessivo pode ter relação

Além das dores musculares e pontos de tensão pelo corpo, a pessoa que sofre de estresse pode experimentar um cansaço que não passa mesmo depois de uma boa noite de sono. A falta de energia pode atrapalhar o rendimento profissional e até as relações pessoais.

5) Em períodos de estresse, o estômago reclama

O sistema gástrico é um dos primeiros a reclamar em situações de estresse. Isso ocorre porque o problema provoca alterações nas taxas de acidez do estômago. Em casos mais leves, a pessoa pode sentir muita azia e ter dificuldades na digestão. O estresse contínuo, por sua vez, pode causar gastrite e até úlceras. O ideal é marcar uma consulta com um médico de confiança logo que perceber os primeiros sinais.

Últimas novidades

Como funciona a vacina contra HPV?

Saúde

Como funciona a vacina contra HPV?

A vacina contra HPV (Papilomavírus Humano) é uma das formas mais eficazes de prevenir a infecção, que pode ter vários tipos e níveis de gravidade. A transmissão ocorre pelo contato sexual ou de mãe para filho e pode atingir pele e mucosas. Além disso, algumas versões do vírus são agentes causadores de diversos cânceres, incluindo o do colo de útero - que, segundo a Organização Mundial da Saúde, afeta cerca de 290 milhões de mulheres no mundo inteiro. A vacina tem uma ação preventiva contra os tipos mais comuns da infecção e pode ser administrada ainda na adolescência.

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

Emergência

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma dos problemas mais comuns no mundo inteiro. Também conhecido com derrame cerebral, ele acontece por causas variadas e pode levar à morte - ou provocar consequências graves que afetam toda a vida do paciente. A junção de alguns sintomas ajudam a identificar o problema, que precisa de um atendimento médico imediato. O AVC ainda é cercado de mitos e dúvidas, mas uma coisa é certa: o problema pode ser evitado com atitudes simples no dia a dia.

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

Terapias

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

A meditação é um método milenar associado à saúde e ao bem-estar físico e mental. Não se sabe ao certo quando ou onde surgiu, já que a prática acompanha a humanidade desde os seus primórdios, mas uma coisa é certa: a meditação tem ganhado mais popularidade e, inclusive, é indicada no tratamento de diversos transtornos. O método pode ser resumido como um treinamento da mente para esvaziar ou redirecionar os pensamentos. Na prática, é muito mais do que isso e a ciência pode comprovar. Veja abaixo 4 benefícios da meditação com respaldo científico!

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Alimentação saudável

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Causa animal, saúde, cuidado com o meio ambiente ou consumo consciente: as motivações para uma pessoa se tornar vegetariana são muitas. O vegetarianismo consiste, basicamente, em não consumir produtos de origem animal (carnes, laticínios e ovos), com algumas variações. Uma pesquisa divulgada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), em abril de 2018, mostrou o crescimento da prática no país: cerca de 14% dos brasileiros se consideram vegetarianos, um aumento de 75% em comparação a 2012. Não há contraindicação para esse tipo de dieta, mas é necessário que você faça um acompanhamento médico para adequar a alimentação sem prejudicar a sua saúde.

Ver mais