Voltar para home page
Saúde

7 dicas de saúde masculina para os homens acima da meia idade

A mudança de hábitos pode garantir uma velhice mais independente e saudável

A mudança de hábitos pode garantir uma velhice mais independente e saudável

A saúde masculina ainda é negligenciada em grande parte do mundo. Alimentação desequilibrada, falta de exercícios físicos e pouca atenção para prevenir doenças: esses hábitos são mais comuns entre o público masculino do que entre as mulheres. Um estudo do Ministério da Saúde, feito em 2016, apontou que cerca de 31% dos homens ainda não costumam visitar um médico para avaliações gerais de saúde. Isso, junto a fatores genéticos e hormonais, explicam a expectativa de vida mais baixa em relação ao público feminino.

Nunca é tarde para mudar hábitos e se preocupar com a saúde. Veja alguns cuidados essenciais, principalmente em homens acima da meia idade, para uma vida mais saudável.

1) Não negligencie o seu coração

Qual o nível de atenção que você está dando ao seu coração? Se a resposta for “pouco”, é hora de repensar essa atitude. O órgão é um dos que merece mais atenção no seu corpo: estima-se que 31,5% das mortes entre a população brasileira são causadas por doenças cardiovasculares, segundo o Ministério da Saúde. A obesidade e hipertensão arterial são os fatores que mais prejudicam o coração - cerca de 52,6% dos homens estão acima do peso ideal.

2) Alimentação equilibrada é sinônimo de saúde

A despreocupação com a saúde no universo masculino inclui a falta de cuidado com a alimentação. Confiantes de que nunca vão adoecer, eles costumam consumir mais mais gorduras, sal, açúcar e alimentos processados. Começar a priorizar uma alimentação saudável ainda na juventude pode prevenir muitas doenças e garantir a qualidade de vida na velhice.

3) Movimente o seu corpo

É comprovado pela ciência que a prática de exercícios físicos previne doenças, melhora a função cardíaca, fortalece os ossos, diminui o estresse e ansiedade e melhora a disposição. Você pode fazer corrida, natação, musculação ou yoga - se não tiver muito tempo, 30 minutos de caminhada já vão te fazer muito bem. Não há restrições de atividades para homens, mas é sempre importante fazer uma avaliação com o seu médico antes de iniciar alguma.

4) Se mantenha hidratado

Apesar de ser algo essencial para a nossa sobrevivência, beber a quantidade de água recomendada - no mínimo 2 litros por dia - é um sacrifício para muitas pessoas. A água faz parte de diferentes processos do organismo, sendo fundamental para regular a temperatura corporal, auxiliar a digestão e melhorar o funcionamento dos rins e a circulação sanguínea. Para não esquecer de beber água, tenha sempre uma garrafa de água próxima de você ou programe alertas no celular.

5) Pare de fumar (ou nem comece)

O tabagismo é uma doença que traz muitos malefícios à saúde. Além de ser responsável por seis milhões de mortes por ano no mundo, é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças graves, como câncer, problemas cardíacos e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

6) Previna o câncer de próstata com visitas ao urologista

A visita ao urologista é fundamental a partir dos 40 anos para exames de rotina. Essa avaliação é necessária para prevenir o câncer e problemas da próstata. Homens com mais de 50 anos - ou aos 45 quando tiver casos de câncer na família - precisam marcar consultas com o especialista anualmente.

7) Saúde mental também importa

Manter a saúde mental é fundamental em qualquer fase. Assim como cuidar do corpo físico, a atenção ao estado psicológico pode influenciar muito a qualidade de vida. É muito comum que homens ignorem os sinais de transtornos como ansiedade e depressão - o que dificulta os diagnóstico e tratamento. Fique atento a sintomas como estresse contínuo, tristeza, cansaço extremo e falta de disposição para realizar atividades comuns. Buscar ajuda não significa fragilidade!

Últimas novidades

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Saúde

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Diabetes é uma das doenças mais comuns e que mais matam no mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), existem mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença no Brasil e os números não param de crescer. Em muitos casos, uma pessoa pode ser diabética sem saber. A diabetes pode se manifestar nos tipos I e II: com ações diferentes no organismo, cada uma demanda um cuidado específico. Entenda mais e veja como evitar as complicações graves.

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

Bem-estar

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

As recomendações dos principais órgãos de saúde são claras: é preciso ficar em casa para se proteger do novo coronavírus. A quarentena, no entanto, pode ser muito estressante: afinal, estamos no meio de uma pandemia e longe dos amigos e família. Nesse momento, se promover alguns momentos de autocuidado e relaxamento podem ajudar. Pensando nisso, separamos 5 práticas para você cuidar do seu bem-estar físico e emocional e deixar os seus dias mais leves durante esse período difícil. Confira!

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

Saúde

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

A candidíase é uma doença causada por fungos que, em geral, atinge mais a região genital do corpo. Apesar da infecção poder afetar ambos os sexos, as mulheres são as que mais sofrem com o incômodo. A candidíase causa muito desconforto e pode ser desencadeada por desequilíbrios no sistema imunológico, estresse e uso de roupas muito apertadas. Os sintomas mais comuns são ardência, coceira, inchaço, corrimento, dor ao urinar e durante as relações sexuais. Entenda mais sobre o problema e como aliviar!

Como manter o sono regulado na quarentena?

Bem-estar

Como manter o sono regulado na quarentena?

A má qualidade de sono pode trazer diversos prejuízos para a saúde do corpo e da mente. É durante a noite que o organismo passa por processos metabólicos importantes para o seu funcionamento. Dormir a quantidade de horas recomendadas é fundamental para que o corpo se recupere energeticamente. Durante a quarentena, no entanto, as mudanças de rotina, associadas com o estresse e alimentação, podem desregular o sono e até mesmo contribuir para a insônia. Confira algumas dicas de como combater esse problema e dormir melhor nesse período complicado!

Ver mais