Voltar para home page
Saúde

7 dicas de saúde masculina para os homens acima da meia idade

A mudança de hábitos pode garantir uma velhice mais independente e saudável

A mudança de hábitos pode garantir uma velhice mais independente e saudável

A saúde masculina ainda é negligenciada em grande parte do mundo. Alimentação desequilibrada, falta de exercícios físicos e pouca atenção para prevenir doenças: esses hábitos são mais comuns entre o público masculino do que entre as mulheres. Um estudo do Ministério da Saúde, feito em 2016, apontou que cerca de 31% dos homens ainda não costumam visitar um médico para avaliações gerais de saúde. Isso, junto a fatores genéticos e hormonais, explicam a expectativa de vida mais baixa em relação ao público feminino.

Nunca é tarde para mudar hábitos e se preocupar com a saúde. Veja alguns cuidados essenciais, principalmente em homens acima da meia idade, para uma vida mais saudável.

1) Não negligencie o seu coração

Qual o nível de atenção que você está dando ao seu coração? Se a resposta for “pouco”, é hora de repensar essa atitude. O órgão é um dos que merece mais atenção no seu corpo: estima-se que 31,5% das mortes entre a população brasileira são causadas por doenças cardiovasculares, segundo o Ministério da Saúde. A obesidade e hipertensão arterial são os fatores que mais prejudicam o coração - cerca de 52,6% dos homens estão acima do peso ideal.

2) Alimentação equilibrada é sinônimo de saúde

A despreocupação com a saúde no universo masculino inclui a falta de cuidado com a alimentação. Confiantes de que nunca vão adoecer, eles costumam consumir mais mais gorduras, sal, açúcar e alimentos processados. Começar a priorizar uma alimentação saudável ainda na juventude pode prevenir muitas doenças e garantir a qualidade de vida na velhice.

3) Movimente o seu corpo

É comprovado pela ciência que a prática de exercícios físicos previne doenças, melhora a função cardíaca, fortalece os ossos, diminui o estresse e ansiedade e melhora a disposição. Você pode fazer corrida, natação, musculação ou yoga - se não tiver muito tempo, 30 minutos de caminhada já vão te fazer muito bem. Não há restrições de atividades para homens, mas é sempre importante fazer uma avaliação com o seu médico antes de iniciar alguma.

4) Se mantenha hidratado

Apesar de ser algo essencial para a nossa sobrevivência, beber a quantidade de água recomendada - no mínimo 2 litros por dia - é um sacrifício para muitas pessoas. A água faz parte de diferentes processos do organismo, sendo fundamental para regular a temperatura corporal, auxiliar a digestão e melhorar o funcionamento dos rins e a circulação sanguínea. Para não esquecer de beber água, tenha sempre uma garrafa de água próxima de você ou programe alertas no celular.

5) Pare de fumar (ou nem comece)

O tabagismo é uma doença que traz muitos malefícios à saúde. Além de ser responsável por seis milhões de mortes por ano no mundo, é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças graves, como câncer, problemas cardíacos e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

6) Previna o câncer de próstata com visitas ao urologista

A visita ao urologista é fundamental a partir dos 40 anos para exames de rotina. Essa avaliação é necessária para prevenir o câncer e problemas da próstata. Homens com mais de 50 anos - ou aos 45 quando tiver casos de câncer na família - precisam marcar consultas com o especialista anualmente.

7) Saúde mental também importa

Manter a saúde mental é fundamental em qualquer fase. Assim como cuidar do corpo físico, a atenção ao estado psicológico pode influenciar muito a qualidade de vida. É muito comum que homens ignorem os sinais de transtornos como ansiedade e depressão - o que dificulta os diagnóstico e tratamento. Fique atento a sintomas como estresse contínuo, tristeza, cansaço extremo e falta de disposição para realizar atividades comuns. Buscar ajuda não significa fragilidade!

Últimas novidades

Como funciona a vacina contra HPV?

Saúde

Como funciona a vacina contra HPV?

A vacina contra HPV (Papilomavírus Humano) é uma das formas mais eficazes de prevenir a infecção, que pode ter vários tipos e níveis de gravidade. A transmissão ocorre pelo contato sexual ou de mãe para filho e pode atingir pele e mucosas. Além disso, algumas versões do vírus são agentes causadores de diversos cânceres, incluindo o do colo de útero - que, segundo a Organização Mundial da Saúde, afeta cerca de 290 milhões de mulheres no mundo inteiro. A vacina tem uma ação preventiva contra os tipos mais comuns da infecção e pode ser administrada ainda na adolescência.

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

Emergência

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma dos problemas mais comuns no mundo inteiro. Também conhecido com derrame cerebral, ele acontece por causas variadas e pode levar à morte - ou provocar consequências graves que afetam toda a vida do paciente. A junção de alguns sintomas ajudam a identificar o problema, que precisa de um atendimento médico imediato. O AVC ainda é cercado de mitos e dúvidas, mas uma coisa é certa: o problema pode ser evitado com atitudes simples no dia a dia.

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

Terapias

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

A meditação é um método milenar associado à saúde e ao bem-estar físico e mental. Não se sabe ao certo quando ou onde surgiu, já que a prática acompanha a humanidade desde os seus primórdios, mas uma coisa é certa: a meditação tem ganhado mais popularidade e, inclusive, é indicada no tratamento de diversos transtornos. O método pode ser resumido como um treinamento da mente para esvaziar ou redirecionar os pensamentos. Na prática, é muito mais do que isso e a ciência pode comprovar. Veja abaixo 4 benefícios da meditação com respaldo científico!

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Alimentação saudável

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Causa animal, saúde, cuidado com o meio ambiente ou consumo consciente: as motivações para uma pessoa se tornar vegetariana são muitas. O vegetarianismo consiste, basicamente, em não consumir produtos de origem animal (carnes, laticínios e ovos), com algumas variações. Uma pesquisa divulgada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), em abril de 2018, mostrou o crescimento da prática no país: cerca de 14% dos brasileiros se consideram vegetarianos, um aumento de 75% em comparação a 2012. Não há contraindicação para esse tipo de dieta, mas é necessário que você faça um acompanhamento médico para adequar a alimentação sem prejudicar a sua saúde.

Ver mais