Voltar para home page
Saúde

7 dicas para evitar a dor nas costas

Dor nas costas pode ser causada por hábitos ruins

Dor nas costas pode ser causada por hábitos ruins

Se você nunca sentiu dor nas costas saiba que é um dos poucos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% da população brasileira já sofreu ou irá sofrer com esse problema - e, de acordo com a Fundação Oswaldo Cruz, 36% sentem o problema de forma crônica.

Veja as causas da dor na coluna e como evitar

Muitas questões de saúde e doenças podem ser os causadores da dor na coluna. Mas, no geral, os maus hábitos e postura inadequada são os principais culpados. Por isso, confira 7 questões que devem ser levadas em consideração para garantir uma vida com mais conforto e menos dores:

- Carregar peso em excesso: o exagero na hora de arrumar a bolsa ou mochila é muito problemático para a saúde da coluna ao longo da vida. A quantidade de objetos carregados deve somar, no máximo, 10% do peso corporal de quem está levando o acessório. As bolsas, ao forçarem apenas um dos ombros, sobrecarregam a coluna e desequilibram a musculatura, facilitando o desgaste das região; as mochilas, se possível, devem ter alças largas.

- Sedentarismo: algumas dores e lesões são causadas porque a musculatura do local não está fortalecida o suficiente para aguentar os esforços básicos do dia a dia. O corpo sedentário perde parte de sua elasticidade e, em um movimento brusco, por exemplo, pequenas contusões podem acontecer.

- Colchão e travesseiro inadequados: dores na coluna ou no pescoço ao acordar podem ser um alerta para rever os travesseiros e colchão utilizados. Os tipos muito moles ou muito rígidos podem prejudicar a saúde; o ideal é escolher os que se ajustam ao contorno do corpo, permitindo o relaxamento sem afundar muito ao deitar. Além disso, é importante conferir e respeitar a validade desses produtos que nos garantem o conforto.

- Má postura: Seja no escritório ou no sofá de casa, a coluna deve estar sempre ereta, com os pés apoiados no chão e evitando ao máximo ficar com as pernas cruzadas. Outro ponto de atenção deve ser ao levantar um peso do chão: dobre os joelhos e contraia o abdômen para impedir a sobrecarga na região lombar.

- Pouca movimentação ao longo do dia: o corpo humano precisa de movimentos regulares para manter o correto funcionamento da estrutura e, assim, evitar dores. Por isso, é importante variar a postura e, se passar muito tempo sentado, levantar com frequência para alongar ou caminhar um pouco. Mesmo na posição correta, regiões da coluna podem ser sobrecarregadas pela falta de movimentação.

- Sobrepeso: o excesso de peso contribui para as dores nas costas por forçar a coluna vertebral e favorecer a má postura. Por isso, é importante cuidar da alimentação e adotar hábitos saudáveis para garantir que o peso corporal estará dentro do estipulado para a idade e altura.

- Tabagismo: fumar contribui para o desgaste precoce de algumas regiões da coluna. Isso acontece por conta da diminuição do fluxo sanguíneo que fumar acarreta, prejudicando a chegada de nutrientes necessários para a saúde de todo o corpo. Ao longo do tempo os riscos de fumantes desenvolverem dores crônicas ou doenças são maiores do que quem não tem esse hábito.

Fontes: Ministério da Saúde

Últimas novidades

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Saúde

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Diabetes é uma das doenças mais comuns e que mais matam no mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), existem mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença no Brasil e os números não param de crescer. Em muitos casos, uma pessoa pode ser diabética sem saber. A diabetes pode se manifestar nos tipos I e II: com ações diferentes no organismo, cada uma demanda um cuidado específico. Entenda mais e veja como evitar as complicações graves.

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

Bem-estar

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

As recomendações dos principais órgãos de saúde são claras: é preciso ficar em casa para se proteger do novo coronavírus. A quarentena, no entanto, pode ser muito estressante: afinal, estamos no meio de uma pandemia e longe dos amigos e família. Nesse momento, se promover alguns momentos de autocuidado e relaxamento podem ajudar. Pensando nisso, separamos 5 práticas para você cuidar do seu bem-estar físico e emocional e deixar os seus dias mais leves durante esse período difícil. Confira!

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

Saúde

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

A candidíase é uma doença causada por fungos que, em geral, atinge mais a região genital do corpo. Apesar da infecção poder afetar ambos os sexos, as mulheres são as que mais sofrem com o incômodo. A candidíase causa muito desconforto e pode ser desencadeada por desequilíbrios no sistema imunológico, estresse e uso de roupas muito apertadas. Os sintomas mais comuns são ardência, coceira, inchaço, corrimento, dor ao urinar e durante as relações sexuais. Entenda mais sobre o problema e como aliviar!

Como manter o sono regulado na quarentena?

Bem-estar

Como manter o sono regulado na quarentena?

A má qualidade de sono pode trazer diversos prejuízos para a saúde do corpo e da mente. É durante a noite que o organismo passa por processos metabólicos importantes para o seu funcionamento. Dormir a quantidade de horas recomendadas é fundamental para que o corpo se recupere energeticamente. Durante a quarentena, no entanto, as mudanças de rotina, associadas com o estresse e alimentação, podem desregular o sono e até mesmo contribuir para a insônia. Confira algumas dicas de como combater esse problema e dormir melhor nesse período complicado!

Ver mais