Voltar para home page
Terapias

7 sinais que indicam a depressão

A depressão é uma doença séria e que precisa de cuidados específicos. Fique atento aos sinais!

A depressão é uma doença séria e que precisa de cuidados específicos. Fique atento aos sinais!

A depressão é uma doença psiquiátrica séria que atinge, em média, 2 milhões de pessoas por ano em todo o Brasil. Por muito tempo tratada como um momento breve de tristeza, a depressão está desenhando seus contornos na medicina e sendo considerada como realmente é: uma doença real, perigosa e que pode ser fatal se não tratada corretamente. Para isso, é necessário que o paciente receba o máximo de apoio de familiares e amigos. Se você suspeita que algum conhecido pode estar entrando em depressão, fique atento a 7 sinais que ele pode manifestar.

1. Não dormir ou dormir demais

Distúrbios do sono são muito comuns em pessoas depressivas. Por isso, é normal apresentar excesso de sono ou quadros de insônia. Falta de energia, desânimo para fazer coisas essenciais, como tomar banho ou comer, são indícios de depressão. Por outro lado, a inquietação e alerta constante podem atrapalhar o sono.

2. Engordar muito ou perder peso em excesso sem dieta

Outra forma que o depressivo tem de canalizar os problemas emocionais é nos hábitos alimentares: alguns acabam comendo demais e optam por alimentos nada saudáveis, enquanto outros simplesmente não conseguem comer. Ambas as formas revelam desequilíbrio e demonstram que algo não anda bem.

3. Dificuldade em fazer atividades cotidianas

Levantar, escovar os dentes, tomar banho, trocar de roupa, ir trabalhar… parecem atividades comuns, até mesmo banais do dia a dia, correto? Para quem está em depressão, não é tão simples assim. A dificuldade em fazer essas pequenas coisas é um sinal muito característico da doença.

4. Estar sempre cansado

A fadiga é um sintoma muito expressivo da depressão. A doença faz com que o paciente se sinta em um estado contínuo de cansaço para fazer qualquer coisa, o que pode influenciar ou não nos distúrbios de sono.

5. Dificuldade de concentração e memória falha

É muito comum que pessoas com depressão tenham problemas para se concentrar, trabalhar, estudar e até mesmo dificuldades de memória. Não raro, elas esquecem coisas comuns e cotidianas, como o que aconteceu no dia anterior, se choveu pela manhã ou o que comeram no almoço.

6. Falta de confiança em si mesmo

“É tudo culpa minha”, “não sou bom o suficiente”, “não tenho vontade de fazer nada” são frases comuns na cabeça de quem sofre com a depressão. A autodepreciação e falta de autoconfiança são características da doença, assim como a falta de vontade de viver e desânimo para realizar projetos e desempenhar tarefas.

7. Pensamentos suicidas

Se alguém que você conhece fala com frequência frases como “eu não deveria estar aqui”, “queria morrer e/ou sumir”, isso deve ser um alerta. Todos os sinais citados nos tópicos anteriores levam a um estado de desgaste emocional, psicológico e físico. Quem tem depressão pode não encontrar motivos para continuar - é como se todos os sonhos e projetos se perdessem no caminho. O acompanhamento de um psiquiatra, além do apoio e compreensão de amigos e familiares, são fundamentais no tratamento da depressão.

Últimas novidades

Saúde mental na adolescência e juventude: há sempre uma saída!

Saúde

Saúde mental na adolescência e juventude: há sempre uma saída!

A saúde mental na adolescência e juventude é um assunto muito importante e que deve ser falado. Essa é uma fase de mudanças em todos os sentidos, que quase sempre vêm acompanhadas de dúvidas e cobranças.  Qual profissão devo seguir? Como conseguir emprego? Será que devo me casar? Está na hora de ter filhos? Aluguel ou casa própria? Se pudéssemos olhar dentro da mente de um jovem, certamente encontraremos mais perguntas do que respostas.

Psicólogo ou psiquiatra: entenda o papel dos especialistas em saúde mental

Terapias

Psicólogo ou psiquiatra: entenda o papel dos especialistas em saúde mental

Nem todo mundo sabe quais são as diferenças entre psicólogo e psiquiatra, mas cada profissional tem uma função bem específica dentro do campo da saúde mental. Tudo começa, inclusive, pela formação de cada profissional, já que são especializados em áreas diferentes. Em muitos casos, o psicólogo e o psiquiatra trabalham em conjunto e de forma complementar, cada um auxiliando em um aspecto da vida do paciente.

Como é feito o tratamento de canal?

Odontologia

Como é feito o tratamento de canal?

Cuidar da saúde dos dentes é fundamental para manter um sorriso bonito. Consultas regulares ao dentista são super importantes, pois alguns procedimentos de rotina são necessários e somente o especialista poderá avaliar, por exemplo, quando realizar o tratamento de canal.  Só de ouvir o nome, a maioria das pessoas tem receio de realizar esse procedimento. Para esclarecer como é realizado o tratamento de canal, quais são as etapas e quais os cuidados necessários após o procedimento, o Cuidados Mil preparou uma matéria com tudo o que você precisa saber sobre esse assunto.

Qual a importância das vacinas para prevenir doenças e garantir a saúde da população?

Saúde

Qual a importância das vacinas para prevenir doenças e garantir a saúde da população?

Com a pandemia do novo coronavírus, as vacinas voltaram a ser a prioridade entre a comunidade científica e a própria população. O que poucos sabem é que as vacinas fazem parte da realidade há séculos e são consideradas umas das principais medidas preventivas contra doenças graves. No Brasil, a vacina surgiu em 1804 para combater a varíola, um quadro contagioso e muito perigoso para a época, mas que já foi erradicado depois de uma campanha de vacinação em massa organizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) por volta de 1970. Ainda assim, muitas pessoas não entendem o processo de desenvolvimento de imunizações e nem a importância de não deixar de se vacinar.

Ver mais