Voltar para home page
Emergência

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

Entenda abaixo como o AVC se desenvolve e quais os sintomas

Entenda abaixo como o AVC se desenvolve e quais os sintomas

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma dos problemas mais comuns no mundo inteiro. Também conhecido com derrame cerebral, ele acontece por causas variadas e pode levar à morte - ou provocar consequências graves que afetam toda a vida do paciente. A junção de alguns sintomas ajudam a identificar o problema, que precisa de um atendimento médico imediato. O AVC ainda é cercado de mitos e dúvidas, mas uma coisa é certa: o problema pode ser evitado com atitudes simples no dia a dia.

O que é um AVC e quais as causas mais comuns?

O derrame cerebral ocorre quando os vasos que transportam sangue para o cérebro sofrem alguma alteração. A região do cérebro afetada sofre uma paralisia por conta da circulação sanguínea interrompida.

O AVC pode ser isquêmico ou hemorrágico. A diferença entre os dois tipos, segundo o Ministério da Saúde, é:

  • AVC hemorrágico: representa cerca de 15% dos casos e ocorre quando um vaso cerebral se rompe, causando uma hemorragia no local. Apesar de ser menos comum, provoca mais mortes.

Como identificar um AVC?

O corpo dá alguns alertas de que está sofrendo um Acidente Vascular Cerebral. A maioria desses sinais são conhecidos. É muito importante que a pessoa receba um atendimento imediato, pois quanto antes for diagnosticado, maiores são as chances de recuperação completa. Veja abaixo os sintomas mais comuns:

  • Fraqueza ou sensação de formigamento em um lado do corpo, que geralmente abrange o rosto, braço ou perna;
  • Dificuldade para falar;
  • Confusão mental e dificuldade de compreensão;
  • Visão alterada;
  • Dor de cabeça repentina;
  • Equilíbrio e coordenação motora afetados;
  • Tontura.

Acidente Vascular Cerebral: fatores de risco e prevenção

Geralmente, o AVC é decorrente de algum outro problema de saúde. Os fatores de risco mais comuns são as doenças cardiovasculares, como hipertensão. Colesterol alto, tabagismo, diabetes do tipo II, obesidade e sedentarismo também podem ser agravantes para o problema. Velhice e histórico familiar também aumentam a probabilidade de ocorrer um Acidente Vascular Cerebral.

O AVC pode ser prevenido com a adoção de um estilo de vida mais saudável. Além de manter uma alimentação equilibrada e praticar exercícios físicos com frequência, é preciso ter atenção com a pressão cardíaca e taxas do organismo, como colesterol e glicose. Não fumar e não exagerar nas bebidas alcoólicas também são fatores que previnem o AVC e outros problemas graves de saúde.

Fonte: Ministério da Saúde

Últimas novidades

Vacina para o novo coronavírus: conheça 2 pesquisas promissoras em andamento

Saúde

Vacina para o novo coronavírus: conheça 2 pesquisas promissoras em andamento

Os resultados de uma vacina contra a Covid-19 podem estar próximos. A pandemia do novo coronavírus alterou o modo de vida da sociedade. O isolamento social trouxe novas formas de consumo, hábitos e trabalho, além da forma como lidamos com a saúde. Desde então, muitos institutos de pesquisa espalhados pelo mundo estão estudando os efeitos do vírus e possibilidades de imunização.

Formigamento nas mãos: 5 principais motivos por trás do incômodo

Saúde

Formigamento nas mãos: 5 principais motivos por trás do incômodo

A sensação de formigamento nas mãos é algo comum para muita gente e, embora seja um sintoma simples, precisa de atenção. Isso porque diversos motivos podem estar por trás do formigamento, desde um problema de circulação até um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O indicado é observar o quadro e, dependendo da forma como se manifesta, o atendimento médico pode ser necessário.

Quais as principais causas de queda de cabelo?

Saúde

Quais as principais causas de queda de cabelo?

A queda de cabelo é um problema muito comum, mas quando identificar se está perdendo mais fios do que o considerado saudável? O normal é que uma pessoa perca de 100 a 150 fios por dia de forma natural para que o cabelo cresça novamente. Quando a quantidade ultrapassa isso, é sinal de que pode haver um problema clínico por trás. A queda excessiva de cabelo pode ser observada na escovação diária, durante a lavagem ou até mesmo depois de acordar, quando se percebe muitos fios no travesseiro.

Como lidar com os distúrbios do sono na quarentena?

Bem-estar

Como lidar com os distúrbios do sono na quarentena?

A quarentena tem afetado, em grande parte da população, o modo de viver e de interagir com o mundo. Viver numa situação de pandemia também trouxe muita preocupação, que se reflete em ansiedade e distúrbios do sono. Insônia, sono muito leve, acordar várias vezes, não conseguir manter uma rotina de sono ou se sentir extremamente cansado mesmo depois de dormir bem são os problemas mais comuns nesse período de isolamento social.

Ver mais