Voltar para home page
Bem-estar

Álcool gel pode causar intoxicação e queimaduras? Veja quais cuidados tomar durante o uso!

O álcool gel é completamente seguro? Veja algumas recomendações sobre o seu uso!

O álcool gel é completamente seguro? Veja algumas recomendações sobre o seu uso!

Com a pandemia do novo coronavírus, o álcool gel se tornou um item indispensável nas casas, comércios e bolsas dos brasileiros: esse é um método seguro para higienizar as mãos e os objetos contra o agente causador da Covid-19. Porém, até para a proteção é necessário cautela. O álcool, mesmo no formato em gel, pode causar intoxicação se não for utilizado de forma adequada. É preciso ficar atento ao uso para que a higiene não se torne um problema de saúde. Confira!

Intoxicação por álcool em gel é mais comum em crianças

As crianças podem se tornar um grupo vulnerável quando falamos da Covid-19: até os 2 anos de idade, não é recomendado que elas usem máscaras nesse caso, lavar as mãos com água e sabão é a higienização mais recomendada, restrinja o uso do álcool gel para as ocasiões em que a lavagem das mãos não for possível.

As crianças, principalmente as menores de 5 anos, costumam levar as mãos à boca com frequência, é essencial que se tome o máximo de cuidado possível, pois isso pode levar a um quadro de intoxicação. O índice de possibilidade de intoxicação é baixo, mas a atenção dos pais e responsáveis é fundamental. O ideal é que a aplicação de álcool gel seja supervisionada por um adulto.

Excesso de álcool gel pode causar dermatite

Os adultos também devem ficar atentos ao uso do álcool gel na hora de higienizar as mãos. A intoxicação é um risco muito menor nesse grupo, mas outras áreas do corpo podem sair prejudicadas, e a pele é a principal delas. O uso constante e indiscriminado do álcool gel acaba removendo a camada de gordura da pele responsável pela proteção contra germes comuns no dia a dia. Sem essa proteção, a pele fica exposta, facilitando as infecções e inflamações cutâneas, como a dermatite.

Exposição imediata ao sol depois do uso de álcool gel pode causar manchas na pele

Existem alguns cuidados que podem e devem ser tomados com o uso do álcool gel no cotidiano. O método de higiene é utilizado devido à sua praticidade e por secar rapidamente na pele, mas o recomendado é que você espere um pouco para se expor ao sol. Isso porque o álcool gel pode causar manchas e queimaduras na pele. Além disso, dentro de casa, o ideal é que os frascos de álcool gel ou líquido fiquem longe do alcance das crianças para evitar a ingestão. Se isso ocorrer, consulte um médico imediatamente.

Últimas novidades

Mês das crianças: veja os cuidados de saúde importantes na primeira e segunda infância

Bem-estar

Mês das crianças: veja os cuidados de saúde importantes na primeira e segunda infância

No mês de outubro é comemorado o Dia das Crianças. Conhecido como um momento para presentear os pequenos e incentivar as brincadeiras, a data também é uma oportunidade para falar sobre saúde. Na primeira e segunda infância (do nascimento até os 6 anos de idade e dos 6 anos até a puberdade, respectivamente), a criança passa por diversos níveis de aprendizado e desenvolvimento.

Outubro rosa: 5 formas de se proteger contra o câncer de mama

Saúde

Outubro rosa: 5 formas de se proteger contra o câncer de mama

Outubro é o mês de conscientização sobre a prevenção do câncer de mama. Causado pela multiplicação desequilibrada das células da mama, dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer) apontam que esse tipo de câncer deve atingir cerca de 66 mil pessoas no Brasil em 2020. O câncer de mama é um dos mais comuns que atinge as mulheres no Brasil e no mundo, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Apesar de raro, o câncer de mama também pode atingir homens.

5 doenças, além da Covid-19, que precisam da sua atenção em 2020

Saúde

5 doenças, além da Covid-19, que precisam da sua atenção em 2020

A pandemia do novo coronavírus impactou a vida das pessoas e sua relação com a própria saúde. Cuidados como o isolamento social, higienização constante das mãos com água e sabão ou álcool em gel e uso de máscara se tornaram a nova rotina para se manter longe da Covid-19. Entretanto, apesar de protegido contra o novo vírus, outras doenças podem ser tão preocupantes quanto e que necessitam de atenção, com uma vantagem: elas podem ser evitadas com os cuidados necessários.

Como incluir as oleaginosas na alimentação?

Alimentação saudável

Como incluir as oleaginosas na alimentação?

Castanhas, nozes, amêndoas, avelãs… o que esses alimentos têm em comum? Além de estarem no grupo das oleaginosas, ele são ricos em diversas substâncias que fazem muito bem para a saúde em geral, como antioxidantes e minerais. As oleaginosas estão associadas à diminuição dos riscos de ter doenças no coração, melhor funcionamento do sistema nervoso e ação anti-inflamatória, dentre outros benefícios comprovados.

Ver mais