Voltar para home page
Bem-estar

Autocuidado não é autocobrança: saiba como encaixá-lo na sua rotina

Alguns hábitos de autocuidado ajudam a ter uma vida melhor, mas é preciso se respeitar também

Alguns hábitos de autocuidado ajudam a ter uma vida melhor, mas é preciso se respeitar também

Você certamente já ouviu alguém ou leu um conteúdo na internet falando sobre autocuidado e seus benefícios. Mas, afinal, o que é isso? Para muitos acaba se tornando, infelizmente, mais um compromisso em uma agenda já lotada: fazer academia todos os dias, dormir horas a mais e investir em um novo padrão de alimentação radicalmente saudável e que demanda tempo para organizar.

Não há dúvida de que esses hábitos de autocuidado trazem diversas vantagens e deveriam ser praticados por todos. Mas nem sempre é possível - e é nesse aspecto que vale ter atenção. Ao transformar esses comportamentos em “regras universais”, sem considerar as particularidades de cada um, o autocuidado se transforma em autocobrança.

O que é autocuidado?

Em 2019, uma pesquisa divulgada pela American Association for the Advancement of Science revelou que, para 44% dos americanos, só é possível realizar o autocuidado quando há tempo disponível. Em paralelo, 35% acredita que essa prática só funciona quando investimos dinheiro.

Esse tipo de pensamento impede muita gente de começar a cuidar de si mesmo, mas não precisa ser assim. Todos nós dormimos, nos alimentamos e temos maneiras de lidar com o estresse; a diferença é se o fazemos de uma forma negativa ou positiva para a saúde.

Só começar a praticar o que nos faz bem depois de terminar todas as tarefas profissionais, pessoais e do lar tornaria essa rotina impossível para muitos. Mas o autocuidado, na verdade, também se trata de construir novos hábitos dentro do dia a dia já existente.

Como colocar o autocuidado em prática? Exercício físico e dormir melhor ajudam

Para começar, é preciso analisar o que contribui ou não para dias mais tranquilos e manter na rotina apenas os bons hábitos: por exemplo, evitar o contato com as telas antes de dormir e criar um ambiente agradável no quarto ajudam a melhorar a qualidade do sono - o que é essencial para a saúde do corpo e mente.

Outra sugestão é dar preferências às caminhadas e bicicletas em vez de usar carros. Estudos recentes indicam que 7.500 passos por dia já trazem benefícios para a saúde - e para alcançar essa meta nem é preciso mexer tanto nos compromissos do dia.

Autocuidado ajuda a lidar com sintomas de estresse

Sabemos que a melhor forma de lidar com os sintomas de estresse é algo bem pessoal, mas existem algumas opções simples que valem a tentativa. Aplicativos de meditação, criar e ouvir uma playlist com músicas que tragam boas lembranças, transformar uma tarefa obrigatória em um hobby (como cozinhar) e tirar alguns minutos do dia para “não fazer nada” e respirar podem ser o suficiente para melhorar o bem-estar.

Além disso, estar em contato com quem gostamos e viver momentos de alegria é muito importante - mas cuidado para isso não sobrepor as necessidades individuais. Quando outras questões forem mais urgentes, é preciso saber dizer “não” sem se sentir culpado.

Claro que todas essas dicas são sugestões que podem ajudar a quem deseja colocar o autocuidado em prática - mas lembre-se: no final, esse conceito é pessoal. É preciso analisar o que nosso corpo físico e mente sentem mais falta no momento e buscar formas de colocar na rotina, sempre respeitando as particularidades e necessidades de cada um.

Últimas novidades

O que é autismo? Entenda mais sobre o Transtorno do Espectro Autista

Saúde

O que é autismo? Entenda mais sobre o Transtorno do Espectro Autista

O autismo (ou Transtorno do Espectro Autista, o TEA) é uma condição psiquiátrica que atinge aproximadamente 2 milhões de pessoas no Brasil. O transtorno leva a alcunha de “espectro” por interferir e dificultar várias áreas do desenvolvimento humano: socialização, comunicação verbal e não-verbal, aprendizagem e emoções. O TEA pode se manifestar em diferentes níveis e intensidade, o que define quais áreas serão mais afetadas.

O que 30 minutos de caminhada por dia fazem por você?

Exercício físico

O que 30 minutos de caminhada por dia fazem por você?

Além de garantir um corpo mais saudável, fazer exercícios físicos pode prevenir muitas doenças. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera o sedentarismo o quarto maior fator de risco de morte no mundo, mas nem todos têm tempo ou dinheiro para, por exemplo, frequentar uma academia. Por outro lado, caminhar é uma alternativa simples, fácil e indicada para todas as idades. Descubra os benefícios que apenas 30 minutos de caminhada por dia podem fazer por você!

Quando a febre indica que é hora de procurar um médico?

Saúde

Quando a febre indica que é hora de procurar um médico?

A febre é um aumento da temperatura corporal e costuma ser um sinal de que algo não vai bem. Geralmente, é indicativo de que o organismo está combatendo alguma infecção causada por algum vírus ou bactéria. A febre pode ser um sintoma de uma simples gripe, mas também de doenças mais graves, como dengue, zika e chikungunya, por isso é muito importante saber a hora certa de trocar os cuidados caseiros pela ajuda médica.

7 sinais que indicam a depressão

Terapias

7 sinais que indicam a depressão

A depressão é uma doença psiquiátrica séria que atinge, em média, 2 milhões de pessoas por ano em todo o Brasil. Por muito tempo tratada como um momento breve de tristeza, a depressão está desenhando seus contornos na medicina e sendo considerada como realmente é: uma doença real, perigosa e que pode ser fatal se não tratada corretamente. Para isso, é necessário que o paciente receba o máximo de apoio de familiares e amigos, além de tratamento,. Se você suspeita que algum conhecido pode estar entrando em depressão, fique atento a 7 sinais que ele pode manifestar.

Ver mais