Voltar para home page
Saúde

Botox: odontologia utiliza a técnica para proporcionar mais saúde bucal

Muito conhecido para fins dermatológicos, o botox também pode ser usado na adontologia

Muito conhecido para fins dermatológicos, o botox também pode ser usado na adontologia

Botox? Odontologia? Você sabe qual a relação entre as duas coisas? A toxina botulínica, popularmente conhecida como botox, se tornou mais famosa para fins dermatológicos. Sua utilidade, no entanto, vai além dos tratamentos estéticos: essa substância, quando aplicada por dentistas, pode auxiliar o tratamento de alguns problemas bucais, como sorriso gengival e bruxismo.

Aplicação de botox: quais os benefícios para a saúde da sua boca?

Por princípio, o botox interfere diretamente no funcionamento dos músculos, inibindo o impulso nervoso e a consequente contração involuntária; o que varia sua utilidade e resultados alcançados é o local de aplicação e a dose utilizada. É importante ressaltar que os benefícios não são definitivos: após um período de três a seis meses, os efeitos são consideravelmente reduzidos e, então, é possível fazer uma nova aplicação.

A substância não possui muitas contraindicações por conta do seu caráter pouco invasivo, mas intolerantes à lactose ou outros componentes da toxina, gestantes, mulheres em período de amamentação e portadores de doenças autoimunes devem evitar o procedimento.

Botox para bruxismo: combatendo as dores

Para os casos de bruxismo (aquele ato involuntário de ranger ou apertar os dentes, principalmente à noite), a toxina botulínica pode ser uma grande aliada. Quem sofre com o problema pode desgastar os dentes, gerando dores de cabeça, na face e nas articulações do rosto. Por não ter uma causa específica (o estresse é uma possibilidade), o foco do tratamento é cuidar dos sintomas e efeitos provocados pelos movimentos.

E é nessa hora que o botox entra em ação: quando aplicado nos músculos responsáveis pela mastigação (que são os mesmos que se contraem no bruxismo), os estímulos involuntários são bloqueados. Assim, mesmo em momentos de estresse e tensão, o paciente não conseguirá fazer o movimento durante o sono.

A autoestima e o sorriso gengival

Ao sorrir, o lábio superior de algumas pessoas se eleva mais do que o necessário, aumentando a exposição da gengiva. Essa condição não afeta a saúde bucal do paciente, mas chega a comprometer a autoestima. Por isso, muitos buscam tratamento - e a solução definitiva ocorre apenas por meio de cirurgia.

Por se tratar de um procedimento invasivo, com período de cuidados no pós-operatório, algumas pessoas podem optar, então, pelo uso do botox. O dentista aplica a substância no lábio superior, diminuindo a tensão muscular na região. Dessa forma, a exposição da gengiva diminui durante o sorriso, suavizando a sensação do paciente e se tornando uma boa opção de tratamento.

Últimas novidades

Hepatite virais: quais são as causas, sintomas e tratamentos?

Saúde

Hepatite virais: quais são as causas, sintomas e tratamentos?

As hepatites virais afetam mais de 400 milhões de pessoas todos os anos no mundo inteiro, segundo a Organização Pan-Americana de Saúde. Considerado um grave problema de saúde pública, os tipos mais comuns da doença no Brasil são as hepatites A, B e C. A infecção atinge o fígado e pode não apresentar sintomas, possibilitando o diagnóstico apenas em graus mais avançados da doença.

Nutrientes e saúde mental: saiba como a deficiência de vitaminas e minerais pode afetar o psicológico

Saúde

Nutrientes e saúde mental: saiba como a deficiência de vitaminas e minerais pode afetar o psicológico

Todo mundo sabe o impacto que uma dieta rica e nutritiva exerce na prevenção doenças cardíacas e endócrinas, mas você costuma associar a saúde mental com a sua alimentação? A maioria das pessoas não. Estresse, cansaço mental e ansiedade são transtornos muito comuns. No caso da depressão, o Brasil é considerado o país da América Latina com mais casos: segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 5,8% dos brasileiros sofrem com o problema - no mundo todo, são 322 milhões de pessoas.

Como desacelerar antes de dormir? Veja os benefícios dessa prática na qualidade do seu sono!

Bem-estar

Como desacelerar antes de dormir? Veja os benefícios dessa prática na qualidade do seu sono!

Um dia cheio de tarefas, estresse ou ansiedade pode impactar diretamente o seu sono. Insônia e noites mal dormidas são uma resposta natural do nosso corpo a essas situações. Além de ter o humor e produtividade prejudicados no dia seguinte, qualquer alteração no período destinado ao descanso pode se refletir na saúde: é na hora de dormir que o nosso corpo repõe energia, fortalece o sistema imunológico, libera hormônios e estabiliza a memória.

Como a amamentação interfere a saúde das crianças?

Saúde

Como a amamentação interfere a saúde das crianças?

A amamentação é uma maneira eficaz, segura e acessível para criar vínculos de afeto e proporcionar todas as necessidades nutricionais que um bebê precisa para se desenvolver bem. O leite materno é a melhor estratégia para reduzir a mortalidade infantil e também tem implicações benéficas na saúde emocional da mãe. É por isso que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o aleitamento materno exclusivo até os seis meses e complementado até dois anos de idade.

Ver mais