Voltar para home page
Saúde

Botox: odontologia utiliza a técnica para proporcionar mais saúde bucal

Muito conhecido para fins dermatológicos, o botox também pode ser usado na adontologia

Muito conhecido para fins dermatológicos, o botox também pode ser usado na adontologia

Botox? Odontologia? Você sabe qual a relação entre as duas coisas? A toxina botulínica, popularmente conhecida como botox, se tornou mais famosa para fins dermatológicos. Sua utilidade, no entanto, vai além dos tratamentos estéticos: essa substância, quando aplicada por dentistas, pode auxiliar o tratamento de alguns problemas bucais, como sorriso gengival e bruxismo.

Aplicação de botox: quais os benefícios para a saúde da sua boca?

Por princípio, o botox interfere diretamente no funcionamento dos músculos, inibindo o impulso nervoso e a consequente contração involuntária; o que varia sua utilidade e resultados alcançados é o local de aplicação e a dose utilizada. É importante ressaltar que os benefícios não são definitivos: após um período de três a seis meses, os efeitos são consideravelmente reduzidos e, então, é possível fazer uma nova aplicação.

A substância não possui muitas contraindicações por conta do seu caráter pouco invasivo, mas intolerantes à lactose ou outros componentes da toxina, gestantes, mulheres em período de amamentação e portadores de doenças autoimunes devem evitar o procedimento.

Botox para bruxismo: combatendo as dores

Para os casos de bruxismo (aquele ato involuntário de ranger ou apertar os dentes, principalmente à noite), a toxina botulínica pode ser uma grande aliada. Quem sofre com o problema pode desgastar os dentes, gerando dores de cabeça, na face e nas articulações do rosto. Por não ter uma causa específica (o estresse é uma possibilidade), o foco do tratamento é cuidar dos sintomas e efeitos provocados pelos movimentos.

E é nessa hora que o botox entra em ação: quando aplicado nos músculos responsáveis pela mastigação (que são os mesmos que se contraem no bruxismo), os estímulos involuntários são bloqueados. Assim, mesmo em momentos de estresse e tensão, o paciente não conseguirá fazer o movimento durante o sono.

A autoestima e o sorriso gengival

Ao sorrir, o lábio superior de algumas pessoas se eleva mais do que o necessário, aumentando a exposição da gengiva. Essa condição não afeta a saúde bucal do paciente, mas chega a comprometer a autoestima. Por isso, muitos buscam tratamento - e a solução definitiva ocorre apenas por meio de cirurgia.

Por se tratar de um procedimento invasivo, com período de cuidados no pós-operatório, algumas pessoas podem optar, então, pelo uso do botox. O dentista aplica a substância no lábio superior, diminuindo a tensão muscular na região. Dessa forma, a exposição da gengiva diminui durante o sorriso, suavizando a sensação do paciente e se tornando uma boa opção de tratamento.

Últimas novidades

Como funciona a vacina contra HPV?

Saúde

Como funciona a vacina contra HPV?

A vacina contra HPV (Papilomavírus Humano) é uma das formas mais eficazes de prevenir a infecção, que pode ter vários tipos e níveis de gravidade. A transmissão ocorre pelo contato sexual ou de mãe para filho e pode atingir pele e mucosas. Além disso, algumas versões do vírus são agentes causadores de diversos cânceres, incluindo o do colo de útero - que, segundo a Organização Mundial da Saúde, afeta cerca de 290 milhões de mulheres no mundo inteiro. A vacina tem uma ação preventiva contra os tipos mais comuns da infecção e pode ser administrada ainda na adolescência.

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

Emergência

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma dos problemas mais comuns no mundo inteiro. Também conhecido com derrame cerebral, ele acontece por causas variadas e pode levar à morte - ou provocar consequências graves que afetam toda a vida do paciente. A junção de alguns sintomas ajudam a identificar o problema, que precisa de um atendimento médico imediato. O AVC ainda é cercado de mitos e dúvidas, mas uma coisa é certa: o problema pode ser evitado com atitudes simples no dia a dia.

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

Terapias

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

A meditação é um método milenar associado à saúde e ao bem-estar físico e mental. Não se sabe ao certo quando ou onde surgiu, já que a prática acompanha a humanidade desde os seus primórdios, mas uma coisa é certa: a meditação tem ganhado mais popularidade e, inclusive, é indicada no tratamento de diversos transtornos. O método pode ser resumido como um treinamento da mente para esvaziar ou redirecionar os pensamentos. Na prática, é muito mais do que isso e a ciência pode comprovar. Veja abaixo 4 benefícios da meditação com respaldo científico!

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Alimentação saudável

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Causa animal, saúde, cuidado com o meio ambiente ou consumo consciente: as motivações para uma pessoa se tornar vegetariana são muitas. O vegetarianismo consiste, basicamente, em não consumir produtos de origem animal (carnes, laticínios e ovos), com algumas variações. Uma pesquisa divulgada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), em abril de 2018, mostrou o crescimento da prática no país: cerca de 14% dos brasileiros se consideram vegetarianos, um aumento de 75% em comparação a 2012. Não há contraindicação para esse tipo de dieta, mas é necessário que você faça um acompanhamento médico para adequar a alimentação sem prejudicar a sua saúde.

Ver mais