Voltar para home page
Saúde

Cefaleia e enxaqueca: descubra as causas, sintomas e tratamentos

  A   cefaleia caracteriza as dores em diferentes partes da cabeça, entre elas a enxaqueca, e pode ter variadas causas

A cefaleia caracteriza as dores em diferentes partes da cabeça, entre elas a enxaqueca, e pode ter variadas causas

Durante a vida, mais de 90% das pessoas sentirão alguma dor de cabeça pelo menos uma vez, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). A cefaleia caracteriza as dores em diferentes partes da cabeça, entre elas a enxaqueca, e pode acontecer por várias razões - e com intensidade e frequências variadas. Por isso, é comum que muitas pessoas tenham dúvidas sobre quando é o momento de procurar um especialista e verificar as possíveis causas da dor.

Sabendo disso, o médico Marcio Nattan, coordenador do Centro de Cefaleia do Hospital Samaritano Higienópolis e neurologista do Hospital Carlos Chagas, conversou com a rádio Gazeta AM, em São Paulo, sobre o assunto (confira a entrevista completa no link ao final da página).

Enxaqueca: sintomas e causas têm relação genética

A causa mais comum para dores de cabeça recorrentes leva outro nome: enxaqueca. Esse problema, que tem origem genética, pode ser influenciado por diversos fatores, como questões hormonais. Não há um exame específico para confirmar o diagnóstico - e, por isso, a conversa com um especialista para analisar todo o quadro do paciente é essencial.

Ter dor de cabeça constante é normal?

Sentir dor de cabeça não é normal, mas também não é causada por doenças na maioria das vezes. É preciso observar todo o quadro: quando ela se torna recorrente, vem acompanhada de outros sintomas, fica muito forte ou surge aparentemente sem motivo, é a hora de procurar um médico para verificar as possíveis causas.

Exames e especialista a procurar quando a cefaleia for frequente

Para analisar casos de cefaleia, o ideal é buscar um neurologista. Ele irá considerar todo o histórico e relato do paciente para verificar a necessidade de exames complementares. Em alguns casos, não é necessário fazer exames de imagem - na enxaqueca, por exemplo, esse tipo de avaliação não é conclusiva para o diagnóstico final.

Crianças devem ter cuidados especiais?

Não, a análise para crianças e adultos é a mesma: antes de procurar um médico, verifique a recorrência e contexto das dores.

Enxaqueca tem cura?

A doença não tem cura. Porém, ela não é constante - atua por meio de crises. O tratamento serve para tornar esses momentos de dor cada vez mais escassos, aumentando os “ciclos de calmaria”. A partir dos 40 anos, a tendência é que as crises diminuam ou até mesmo parem de ocorrer.

Casos no Brasil

O país tem alto índice de casos, assim como outras nações. Mas, ao olhar especificamente para a enxaqueca crônica, os números são substancialmente maiores. São muitos motivos possíveis para isso - mas se destacam o reduzido acesso à saúde (quanto menor a possibilidade de tratamento, maiores as chances de piora a longo prazo) e a demora do paciente para procurar um especialista.

Clique aqui para conferir a entrevista completa do Dr. Márcio Nattan!

Últimas novidades

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

Saúde

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

A herpes labial é causada pelo vírus HSV (Herpes Simplex Virus) e se divide em dois tipos, o HSV-1, que geralmente fica alocado na cavidade bucal, e o HSV-2, que atinge os genitais. Ambos são extremamente contagiosos, mas o primeiro é o mais comum. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial da Saúde estima que 67% da população está infectada por ele.

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

Exercício físico

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

A quarentena fez muita gente aderir aos exercícios físicos caseiros - e isso é um bom sinal. Ficar em casa sem se movimentar pode gerar diversos problemas de saúde típicos do sedentarismo. As dores na coluna são um dos principais exemplos. No entanto, para que a atividade física renda os benefícios desejados, é preciso cuidado e respeito aos limites do corpo.

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Bem-estar

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Os meses de isolamento por causa da pandemia do coronavírus podem deixar algumas consequências na vida da população mesmo quando a rotina voltar ao normal. As pessoas tiveram que se adaptar a um novo modo de vida em meio à incertezas sobre a saúde. A volta à vida normal, mesmo quando os casos da doença diminuírem consideravelmente, pode ser difícil para algumas pessoas.

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Alimentação saudável

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Você consome feijão todos os dias? Apesar de ser um item muito consumido no Brasil, pouca gente sabe da importância não apenas do feijão, mas de todas as leguminosas, para a saúde do nosso corpo. Assim como os legumes, verduras, frutas e hortaliças, as leguminosas devem fazer parte das refeições diariamente. Ricas em fibras, proteínas, carboidratos, também são uma fonte poderosa de ferro.

Ver mais