Voltar para home page
Saúde

Cirurgia bariátrica: o que você precisa saber?

Cirurgia bariátrica: entenda como funciona o procedimento cirúrgico

Cirurgia bariátrica: entenda como funciona o procedimento cirúrgico

Necessária para muitas pessoas, a cirurgia bariátrica, chamada também de gastroplastia, é uma intervenção que pode ser feita em pessoas com obesidade mórbida - isto é, quando a condição afeta a saúde, bem-estar e qualidade de vida do paciente. De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, a cirurgia é indicada para pessoas com o Índice de Massa Corporal (IMC) maior que 35 Kg/m² que apresentem problemas decorrentes ou não da obesidade, como hipertensão, apneia do sono, diabetes, aumento do colesterol e doenças nas articulações. Para pacientes que apresentam o IMC acima de 40 kg/m² e não conseguem emagrecer com intervenções clínicas e medicamentosas, a cirurgia também é recomendada, segundo a instituição.

A gastroplastia ainda é cercada de dúvidas e nem todo mundo que está acima do peso pode fazer. Descubra abaixo as principais questões que você deve se atentar!

Nem toda cirurgia bariátrica é igual

Primeiro, é necessário saber que a gastroplastia se divide em 3 tipos: as restritivas, as mistas e as disabsortivas. A cirurgia restritiva caracteriza-se apenas por restringir o tamanho do estômago, reduzindo a quantidade de alimento suportada por ele. A cirurgia mista combina essa redução a um desvio do trânsito intestinal, modificando a configuração de todo o sistema digestivo. Já a cirurgia disabsortiva reduz a absorção dos alimentos, o que impede que as gorduras contidas neles sejam absorvidas também. Tanto a disabsortiva quanto a restritiva podem ser inseridas na gastroplastia mista.

Avaliação psicológica é necessária antes do procedimento

É preciso entender que não é só o corpo que muda com a cirurgia bariátrica: a mente deve estar preparada, pois existirá uma grande mudança na imagem do paciente e ele deve aprender a lidar isso. Muitas vezes, a obesidade vem acompanhada de transtornos psicológicos, que podem ser agravados depois do procedimento. É por isso que o paciente passa por uma série de especialistas antes da cirurgia, para entender como a transição mudará toda a sua vida.

Alimentação regrada para o resto da vida

Se você vislumbra a cirurgia bariátrica como forma de emagrecimento rápido, pense duas vezes. Além de ser um procedimento invasivo, o paciente que se submeteu a cirurgia deve ser acompanhado com um profissional de nutrição pelo resto da vida. É fundamental manter uma alimentação equilibrada e uma dieta regrada, com reposição de vitaminas e minerais que criam deficiência após a intervenção cirúrgica, como a vitamina D, B12, cálcio, ácido fólico e ferro. É indispensável que esses nutrientes sejam devolvidos para o organismo para manter a boa saúde.

Talvez uma cirurgia plástica seja necessária

Se o obeso em questão acumulou muita pele flácida após a perda de peso, pode ser necessária uma cirurgia plástica para a remoção. Não somente por uma questão estética, mas também por melhorar a qualidade de vida e locomoção do pós-operado. Isso é algo que você precisa considerar e estar preparado antes da cirurgia bariátrica.

Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia

Últimas novidades

O que é autismo? Entenda mais sobre o Transtorno do Espectro Autista

Saúde

O que é autismo? Entenda mais sobre o Transtorno do Espectro Autista

O autismo (ou Transtorno do Espectro Autista, o TEA) é uma condição psiquiátrica que atinge aproximadamente 2 milhões de pessoas no Brasil. O transtorno leva a alcunha de “espectro” por interferir e dificultar várias áreas do desenvolvimento humano: socialização, comunicação verbal e não-verbal, aprendizagem e emoções. O TEA pode se manifestar em diferentes níveis e intensidade, o que define quais áreas serão mais afetadas.

O que 30 minutos de caminhada por dia fazem por você?

Exercício físico

O que 30 minutos de caminhada por dia fazem por você?

Além de garantir um corpo mais saudável, fazer exercícios físicos pode prevenir muitas doenças. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera o sedentarismo o quarto maior fator de risco de morte no mundo, mas nem todos têm tempo ou dinheiro para, por exemplo, frequentar uma academia. Por outro lado, caminhar é uma alternativa simples, fácil e indicada para todas as idades. Descubra os benefícios que apenas 30 minutos de caminhada por dia podem fazer por você!

Quando a febre indica que é hora de procurar um médico?

Saúde

Quando a febre indica que é hora de procurar um médico?

A febre é um aumento da temperatura corporal e costuma ser um sinal de que algo não vai bem. Geralmente, é indicativo de que o organismo está combatendo alguma infecção causada por algum vírus ou bactéria. A febre pode ser um sintoma de uma simples gripe, mas também de doenças mais graves, como dengue, zika e chikungunya, por isso é muito importante saber a hora certa de trocar os cuidados caseiros pela ajuda médica.

7 sinais que indicam a depressão

Terapias

7 sinais que indicam a depressão

A depressão é uma doença psiquiátrica séria que atinge, em média, 2 milhões de pessoas por ano em todo o Brasil. Por muito tempo tratada como um momento breve de tristeza, a depressão está desenhando seus contornos na medicina e sendo considerada como realmente é: uma doença real, perigosa e que pode ser fatal se não tratada corretamente. Para isso, é necessário que o paciente receba o máximo de apoio de familiares e amigos, além de tratamento,. Se você suspeita que algum conhecido pode estar entrando em depressão, fique atento a 7 sinais que ele pode manifestar.

Ver mais