Voltar para home page
Bem-estar

Como desacelerar antes de dormir? Veja os benefícios dessa prática na qualidade do seu sono!

Pessoas que têm mais dificuldade para dormir precisam seguir um "ritual" para garantir uma boa noite de sono. Veja algumas dicas!

Pessoas que têm mais dificuldade para dormir precisam seguir um "ritual" para garantir uma boa noite de sono. Veja algumas dicas!

Um dia cheio de tarefas, estresse ou ansiedade pode impactar diretamente o seu sono. Insônia e noites mal dormidas são uma resposta natural do nosso corpo a essas situações. Além de ter o humor e produtividade prejudicados no dia seguinte, qualquer alteração no período destinado ao descanso pode se refletir na saúde: é na hora de dormir que o nosso corpo repõe energia, fortalece o sistema imunológico, libera hormônios e estabiliza a memória. Por isso, esse momento precisa ser relaxante e sem interrupções.

Quais fatores influenciam a dificuldade de pegar no sono?

A insônia atinge 73 milhões de brasileiros, segundo a Associação Brasileira do Sono (ABS), e é um problema de saúde pública. Mas, além dos fatores fisiológicos que atrapalham esse momento, o estresse pode ser um dos causadores da dificuldade para dormir. A insônia aguda é uma resposta do organismo a situações de muita pressão ou irritabilidade. Mesmo cansado, você pode simplesmente não conseguir dormir por não desapegar dos pensamentos e problemas. Por outro lado, a depressão e ansiedade também podem ter relação com a insônia. Mas, fique atento: caso você apresente insônia frequente, é importante buscar ajuda de um médico.

A importância de desacelerar antes de dormir

Não dormir a quantidade de horas necessárias para o corpo descansar ou se manter ativo o tempo todo não são mais quesitos valorizados. É preciso desacelerar: além de manter uma rotina de sono, com pelo menos de 6 a 8 horas sem interrupções, é importante que essas horas sejam aproveitadas com qualidade. A mudança de alguns hábitos pode te ajudar a afastar a insônia e dormir muito melhor.

#1 Antes de tudo, prepare o ambiente onde você dorme

O seu quarto precisa ser um ambiente propício para relaxar. A temperatura precisa estar confortável - não muito quente e nem muito fria - e é importante não ter interrupções, por isso, feche as janelas se houver muito barulho e as cortinas para não entrar claridade da rua. Tenha uma atenção com a sua cama também: o travesseiro precisa ter a altura ideal e o colchão deve ser adequado para não prejudicar a coluna cervical. Um quarto arejado e sempre limpo também contribui para um sono mais relaxado.

#2 As horas que antecedem o sono precisam ser mais relaxantes

É normal usar o período após a chegada do trabalho para adiantar a vida ou fazer tarefas domésticas. Mas, para ter um sono de qualidade, é importante reservar as horas que antecedem o momento para atividades mais relaxantes. Evite fazer exercícios à noite, mas se esse for o único horário disponível, prefira aqueles de baixo impacto com, pelo menos, 3 horas de antecedência ao horário de dormir. Em relação à alimentação, faça refeições leves e não tome bebidas estimulantes.

Outra questão muito importante é evitar o uso de eletrônicos próximo da hora de deitar. Mesmo aquele seriado leve ou o hábito de checar as mensagens na cama pode tirar o foco do sono. Para criar um clima mais relaxante ainda, a dica é tomar um banho quente antes de dormir e investir em exercícios de respiração, que vão te ajudar a acalmar a mente e tirar a atenção dos problemas.

#3 Deixe os problemas para o dia seguinte

Infelizmente não existe uma fórmula mágica para desviar os problemas do dia a dia, mas buscar resoluções perto da hora de dormir só vai atrapalhar o seu sono. Primeiro que você estará cansado e provavelmente não chegará a uma conclusão efetiva, segundo que reviver as preocupações na cama pode piorar ainda mais o quadro de insônia, até mesmo elevando-a ao nível crônico. Por mais que esteja à frente de situações estressantes, é importante desacelerar e se permitir descansar. Se você estiver com muitas ideias na cabeça, pode tirar alguns minutos para organizar e anotar em um papel as tarefas mais importantes do dia seguinte.

Fonte: Ministério da Saúde

Últimas novidades

Como funciona a vacina contra HPV?

Saúde

Como funciona a vacina contra HPV?

A vacina contra HPV (Papilomavírus Humano) é uma das formas mais eficazes de prevenir a infecção, que pode ter vários tipos e níveis de gravidade. A transmissão ocorre pelo contato sexual ou de mãe para filho e pode atingir pele e mucosas. Além disso, algumas versões do vírus são agentes causadores de diversos cânceres, incluindo o do colo de útero - que, segundo a Organização Mundial da Saúde, afeta cerca de 290 milhões de mulheres no mundo inteiro. A vacina tem uma ação preventiva contra os tipos mais comuns da infecção e pode ser administrada ainda na adolescência.

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

Emergência

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma dos problemas mais comuns no mundo inteiro. Também conhecido com derrame cerebral, ele acontece por causas variadas e pode levar à morte - ou provocar consequências graves que afetam toda a vida do paciente. A junção de alguns sintomas ajudam a identificar o problema, que precisa de um atendimento médico imediato. O AVC ainda é cercado de mitos e dúvidas, mas uma coisa é certa: o problema pode ser evitado com atitudes simples no dia a dia.

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

Terapias

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

A meditação é um método milenar associado à saúde e ao bem-estar físico e mental. Não se sabe ao certo quando ou onde surgiu, já que a prática acompanha a humanidade desde os seus primórdios, mas uma coisa é certa: a meditação tem ganhado mais popularidade e, inclusive, é indicada no tratamento de diversos transtornos. O método pode ser resumido como um treinamento da mente para esvaziar ou redirecionar os pensamentos. Na prática, é muito mais do que isso e a ciência pode comprovar. Veja abaixo 4 benefícios da meditação com respaldo científico!

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Alimentação saudável

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Causa animal, saúde, cuidado com o meio ambiente ou consumo consciente: as motivações para uma pessoa se tornar vegetariana são muitas. O vegetarianismo consiste, basicamente, em não consumir produtos de origem animal (carnes, laticínios e ovos), com algumas variações. Uma pesquisa divulgada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), em abril de 2018, mostrou o crescimento da prática no país: cerca de 14% dos brasileiros se consideram vegetarianos, um aumento de 75% em comparação a 2012. Não há contraindicação para esse tipo de dieta, mas é necessário que você faça um acompanhamento médico para adequar a alimentação sem prejudicar a sua saúde.

Ver mais