Voltar para home page
Saúde

Como funciona a vacina contra HPV?

A vacina contra HPV é a forma mais eficaz de prevenir a infecção pelo vírus

A vacina contra HPV é a forma mais eficaz de prevenir a infecção pelo vírus

A vacina contra HPV (Papilomavírus Humano) é uma das formas mais eficazes de prevenir a infecção, que pode ter vários tipos e níveis de gravidade. A transmissão ocorre pelo contato sexual ou de mãe para filho e pode atingir pele e mucosas. Além disso, algumas versões do vírus são agentes causadores de diversos cânceres, incluindo o do colo de útero - que, segundo a Organização Mundial da Saúde, afeta cerca de 290 milhões de mulheres no mundo inteiro. A vacina tem uma ação preventiva contra os tipos mais comuns da infecção e pode ser administrada ainda na adolescência.

Vírus HPV: o que é e como se desenvolve?

Existem mais de 150 tipos de vírus HPV, que podem atingir homens e mulheres. A infecção, normalmente, fica um longo tempo no organismo sem apresentar sintomas. Em casos mais raros, o HPV pode ser transmitido da mãe para o bebê durante o parto. O vírus, segundo o Ministério da Saúde, é classificado em tipos de baixo e alto risco de câncer. Os tipos 6 e 11 são os mais comuns causadores das características verrugas que aparecem na área genital e ânus - que podem se apresentar em variados tamanhos e quantidade. No geral, essas lesões não estão associadas ao câncer.

Já os vírus HPV com alto risco para o câncer são 12 tipos: 16, 18, 31, 33, 35, 39, 45, 51, 52, 56, 58 e 59. De acordo com o Ministério da Saúde, os tipos 16 e 18 são os maiores causadores do câncer de colo do útero, além dos tumores no ânus, vagina e vulva. Além disso, os vírus de alto risco também podem influenciar o câncer de boca e garganta.

Vacina HPV: quais os tipos que previnem o vírus?

No Brasil existem duas vacinas contra HPV disponíveis: a quadrivalente protege contra os tipos 6, 11, 16 e 18; já a bivalente age contra os vírus 16 e 18. Essas imunizações são comercializadas e o valor varia entre R$250 e R$350. O Sistema Único de Saúde oferece a vacina quadrivalente para meninas e meninos entre 9 a 14 anos - nessa fase da vida, a imunização permite a produção de anticorpos e evita o contato com o vírus antes do início da vida sexual. Pessoas transplantadas ou que vivem com o vírus HIV também têm direito à imunização gratuita.

Vacina contra HPV é a melhor forma de prevenir infecções

A vacina não é prescrita como tratamento contra o HPV, ou seja: se a pessoa já foi contaminada por algum tipo do vírus, a imunização não terá efeitos na infecção daquele tipo específico. Como forma de prevenção, a vacina é aplicada em duas doses, com intervalo de seis meses entre cada uma. Além da imunização, o uso de preservativos durante as relações sexuais ajuda a prevenir a infecção, mas não é um método totalmente seguro, já que as lesões também podem surgir nas áreas não protegidas. O exame preventivo (papanicolau) precisa ser feito regularmente para identificar precocemente qualquer lesão no colo do útero.

Fonte: Ministério da Saúde

Últimas novidades

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

Emergência

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma dos problemas mais comuns no mundo inteiro. Também conhecido com derrame cerebral, ele acontece por causas variadas e pode levar à morte - ou provocar consequências graves que afetam toda a vida do paciente. A junção de alguns sintomas ajudam a identificar o problema, que precisa de um atendimento médico imediato. O AVC ainda é cercado de mitos e dúvidas, mas uma coisa é certa: o problema pode ser evitado com atitudes simples no dia a dia.

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

Terapias

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

A meditação é um método milenar associado à saúde e ao bem-estar físico e mental. Não se sabe ao certo quando ou onde surgiu, já que a prática acompanha a humanidade desde os seus primórdios, mas uma coisa é certa: a meditação tem ganhado mais popularidade e, inclusive, é indicada no tratamento de diversos transtornos. O método pode ser resumido como um treinamento da mente para esvaziar ou redirecionar os pensamentos. Na prática, é muito mais do que isso e a ciência pode comprovar. Veja abaixo 4 benefícios da meditação com respaldo científico!

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Alimentação saudável

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Causa animal, saúde, cuidado com o meio ambiente ou consumo consciente: as motivações para uma pessoa se tornar vegetariana são muitas. O vegetarianismo consiste, basicamente, em não consumir produtos de origem animal (carnes, laticínios e ovos), com algumas variações. Uma pesquisa divulgada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), em abril de 2018, mostrou o crescimento da prática no país: cerca de 14% dos brasileiros se consideram vegetarianos, um aumento de 75% em comparação a 2012. Não há contraindicação para esse tipo de dieta, mas é necessário que você faça um acompanhamento médico para adequar a alimentação sem prejudicar a sua saúde.

Para que serve o Pilates? Saiba mais sobre o exercício e seus benefícios

Exercício físico

Para que serve o Pilates? Saiba mais sobre o exercício e seus benefícios

Relaxamento, flexibilidade, prevenção de lesões, condicionamento físico, mais disposição… todos esses benefícios motivam quem busca o Pilates como atividade física. A técnica do exercício ajuda a fortalecer a musculatura e, inclusive, é indicada na reabilitação de lesões e no tratamento de problemas da coluna ou outras áreas do corpo. É possível praticar em academias e espaços especializados, assim como centros de fisioterapia para alguns casos. As aulas de pilates precisam ser personalizadas de acordo com o problema ou necessidade do praticante. Como qualquer atividade física, é importante ter o acompanhamento de um profissional especialista.

Ver mais