Voltar para home page
Saúde

Como identificar uma emergência e quando recorrer ao hospital durante a pandemia?

Ir a um hospital durante uma epidemia é arriscado, por isso, é importante apenas fazer isso durante uma emergência

Ir a um hospital durante uma epidemia é arriscado, por isso, é importante apenas fazer isso durante uma emergência

O hábito de ir ao médico quando se sentir mal, antes recomendado, agora mudou completamente com a pandemia do novo coronavírus. Com o alto nível de contaminação por Covid-19, o ambiente hospitalar deixou de ser um local seguro e, muitas vezes, o medo de sair mais doente do que entrou é real. Mas nem sempre é possível evitar a ida a um hospital, então, como detectar uma emergência que não pode esperar. Confira algumas dicas!

Se a dor é suportável, talvez seja melhor ficar em casa

Se você estiver com um incômodo ou desconforto, mas ele ainda não se mostra intenso, talvez seja melhor ficar em casa. Algumas medidas, como um analgésico ou bolsas de água quente ou fria, dependendo da dor, podem amenizá-la e até mesmo fazer você se sentir melhor sem a necessidade de ir ao pronto-socorro. Alguns planos de saúde estão possibilitando que o beneficiário faça consultas virtuais com profissionais de saúde. Se esse for o seu caso, procure esse tipo de atendimento para confirmar se o seu caso é sério ou se pode esperar.

Bateu a cabeça? O hospital é imprescindível!

Um ponto que merece destaque é a concussão na cabeça. Mesmo que seja uma pancada leve e que você consiga suportar a dor, é necessário um atendimento especializado para saber se houve um traumatismo craniano ou sangramento intracraniano. É bom lembrar que o tamanho do “galo” não tem nenhuma relação com a gravidade do trauma. Também não se deve dormir após uma pancada, mesmo muito sonolento: somente um médico poderá avaliar a situação e dizer exatamente o que deve ser feito.

Dor no peito e crises agudas de dor não podem esperar

Se você sente uma crise de dor muito aguda, isso pode indicar que algo errado está acontecendo e precisa de uma avaliação médica (crise renal ou apendicite são bons exemplos). A dor no peito pode indicar um infarto agudo do miocárdio ou algum problema pulmonar e é considerada uma emergência grave. Por outro lado, se alguém apresenta sintomas como formigamento em algum lado do corpo, fraqueza, confusão mental, alteração na visão ou na fala, a emergência deve ser acionada imediatamente: isso pode significar um AVC (acidente vascular cerebral).

Sintomas da Covid-19? Entenda quando ir ao médico

Nem sempre os sintomas de Covid-19 configuram um quadro que necessite ir ao pronto-socorro. Se os sintomas são leves, como coriza, tosse, febre ou cansaço, o ideal é ficar em casa, isolado, e procurar um atendimento médico virtual. O recomendado é só procurar o hospital em sintomas extremos, como dificuldade para respirar ou febre muito alta.

Cuidados para ir ao pronto-socorro

Se a ida à emergência for realmente necessária, é importante tomar alguns cuidados. O uso de máscara é essencial para prevenir a contaminação do novo coronavírus. Higienizar as mãos frequentemente com álcool em gel ou água e sabão também são medidas protetivas. Ao voltar do pronto-socorro, é muito importante tirar a roupa e os sapatos e tomar banho assim que chegar em casa, além de higienizar bolsas, acessórios e celular

Últimas novidades

Vacina para o novo coronavírus: conheça 2 pesquisas promissoras em andamento

Saúde

Vacina para o novo coronavírus: conheça 2 pesquisas promissoras em andamento

Os resultados de uma vacina contra a Covid-19 podem estar próximos. A pandemia do novo coronavírus alterou o modo de vida da sociedade. O isolamento social trouxe novas formas de consumo, hábitos e trabalho, além da forma como lidamos com a saúde. Desde então, muitos institutos de pesquisa espalhados pelo mundo estão estudando os efeitos do vírus e possibilidades de imunização.

Formigamento nas mãos: 5 principais motivos por trás do incômodo

Saúde

Formigamento nas mãos: 5 principais motivos por trás do incômodo

A sensação de formigamento nas mãos é algo comum para muita gente e, embora seja um sintoma simples, precisa de atenção. Isso porque diversos motivos podem estar por trás do formigamento, desde um problema de circulação até um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O indicado é observar o quadro e, dependendo da forma como se manifesta, o atendimento médico pode ser necessário.

Quais as principais causas de queda de cabelo?

Saúde

Quais as principais causas de queda de cabelo?

A queda de cabelo é um problema muito comum, mas quando identificar se está perdendo mais fios do que o considerado saudável? O normal é que uma pessoa perca de 100 a 150 fios por dia de forma natural para que o cabelo cresça novamente. Quando a quantidade ultrapassa isso, é sinal de que pode haver um problema clínico por trás. A queda excessiva de cabelo pode ser observada na escovação diária, durante a lavagem ou até mesmo depois de acordar, quando se percebe muitos fios no travesseiro.

Como lidar com os distúrbios do sono na quarentena?

Bem-estar

Como lidar com os distúrbios do sono na quarentena?

A quarentena tem afetado, em grande parte da população, o modo de viver e de interagir com o mundo. Viver numa situação de pandemia também trouxe muita preocupação, que se reflete em ansiedade e distúrbios do sono. Insônia, sono muito leve, acordar várias vezes, não conseguir manter uma rotina de sono ou se sentir extremamente cansado mesmo depois de dormir bem são os problemas mais comuns nesse período de isolamento social.

Ver mais