Voltar para home page
Bem-estar

Como lidar com os distúrbios do sono na quarentena?

A quarentena tem evidenciado vários problemas de sono

A quarentena tem evidenciado vários problemas de sono

A quarentena tem afetado, em grande parte da população, o modo de viver e de interagir com o mundo. Viver numa situação de pandemia também trouxe muita preocupação, que se reflete em ansiedade e distúrbios do sono. Insônia, sono muito leve, acordar várias vezes, não conseguir manter uma rotina de sono ou se sentir extremamente cansado mesmo depois de dormir bem são os problemas mais comuns nesse período de isolamento social. Veja algumas dicas para lidar com esses problemas e conseguir aproveitar mais as noites de sono.

Estabeleça uma rotina

A maior dificuldade de quem está de quarentena é estabelecer uma rotina. Porém, ela é fundamental para quem precisa regular o sono e melhorar a qualidade de vida. Estabeleça um horário para dormir e acordar. À noite, experimente desacelerar aos poucos cerca de 2h antes de deitar e evite usar celular ou assistir TV - é comprovado que as telas podem influenciar na qualidade do sono. Coloque o despertador na hora em que você costumava acordar para trabalhar ou estudar e tente manter essa rotina. Pela manhã, troque de roupa, faça um café da manhã reforçado e tente, na medida do possível, seguir os mesmos horários que mantinha antes da pandemia.

Faça exercícios na medida certa

A quarentena mostrou a importância dos exercícios físicos na nossa vida. Sem o trajeto ao trabalho e a diminuição das saídas na rua é normal que o nosso corpo não gaste energia suficiente. Isso se reflete no sono! Por outro lado, o excesso de exercícios físicos, principalmente na parte da noite, faz com que o metabolismo muito acelerado dificulte a chegada do sono também. Na quarentena, estabeleça uma rotina de exercícios em casa de acordo com a sua resistência física para se manter ativo. Evite a prática perto da hora de dormir.

Não abuse da cafeína

É claro que em plena quarentena, uma barra de chocolate, um mate gelado ou aquele cafezinho no fim de tarde são extremamente atrativos, mas todos eles têm em comum uma substância que é considerada a vilã contra o sono: a cafeína. Ingerir esses alimentos em excesso é muito complicado para quem já está com dificuldades para dormir na quarentena. Por isso, prefira bebidas sem cafeína no fim do dia e não abuse da quantidade nos outros horários.

Evite as sonecas da tarde

Essa dica é especificamente para quem sente muito sono durante o dia: evite aquelas sonecas depois almoço, no meio da tarde. Por mais atraente que isso seja, ainda mais se você estiver trabalhando de casa, o ideal é deixar o sono “acumular” para não ter insônia à noite. O sono noturno é o que, de fato, é reparador e favorece o bem-estar.

Faça refeições leves à noite

A alimentação pode ajudar ou atrapalhar no momento do sono. Durante a noite, tente fazer refeições leves, como saladas ou sanduíches naturais, evitando carnes, alimentos gordurosos, massas e carboidratos. Chás como camomila, erva-doce e erva-cidreira podem ajudar a chamar o sono. Cuidado para não exagerar na quantidade. A digestão e o refluxo dificultam na hora de dormir.

Últimas novidades

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

Saúde

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

O câncer de ovário é difícil de ser diagnosticado, sendo a segunda neoplasia ginecológica mais comum. Esse tipo de câncer é o mais letal entre os cânceres ginecológicos. Mais frequente em mulheres com mais de 40 anos, o câncer de ovário demora a apresentar sintomas, o que resulta no diagnóstico tardio. Estima-se que cerca de 75% dos casos são diagnosticados quando a doença já está avançada.

Como manter a diabetes controlada?

Saúde

Como manter a diabetes controlada?

A diabetes é uma doença metabólica em que o corpo não consegue produzir uma quantidade suficiente de insulina, hormônio responsável pelo controle da glicose no sangue. Com a falta da substância, o paciente diabético sofre com o aumento do nível de glicose na corrente sanguínea, que é o que chamamos de hiperglicemia. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que 9 milhões de pessoas têm diabetes, e infelizmente esse é um número que só cresce a cada ano. Então, o que fazer para manter a diabetes controlada? Separamos algumas dicas que podem ajudar no problema.

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Saúde

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Ouvir música é um hábito que faz parte da vida de muita gente. Basta ir às ruas e observar a quantidade de pessoas com fones de ouvido imersos em seu próprio universo para se dar conta de como a música está presente em todo lugar. No entanto, é importante ficar atento ao volume e a frequência desse hábito. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), quase 50% das pessoas entre 12 e 35 anos correm o risco de sofrer perda auditiva por causa da exposição prolongada e excessiva a sons muito altos, o que corresponde a 1,1 bilhão da população.

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Exercício físico

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Quando uma mulher está grávida, surgem muitas dúvidas sobre a realização de atividades físicas durante a gestação e como isso deve ser feito sem prejudicar a saúde da nova mamãe ou do bebê que está a caminho. É importante conversar com o obstetra antes de dar início a essa rotina, mas geralmente os exercícios físicos são bastante benéficos para o desenvolvimento da gestação. Para entender melhor quais são os benefícios dessa prática, quais são os exercícios físicos mais indicados para mulheres grávidas e que cuidados são necessários, o Cuidados Mil preparou uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o assunto.

Ver mais