Voltar para home page
Saúde

Coronavírus pode afetar a saúde cardíaca?

Pacientes que tiveram a covid-19 precisam ser acompanhados por um cardiologista

Pacientes que tiveram a covid-19 precisam ser acompanhados por um cardiologista

Inicialmente entendida como uma doença apenas ligada ao sistema pulmonar, a covid-19 é hoje vista como uma enfermidade sistêmica, que pode afetar vários órgãos do corpo. A saúde cardíaca merece total atenção, já que o coronavírus pode ter efeitos mais graves ainda em pessoas que já tenham problemas no coração. No entanto, a doença pode causar dano cardíaco não só naqueles que já possuem uma condição prévia. É o que apontou um estudo do Centro de Ciência e Saúde da Universidade do Texas, nos Estados Unidos. Entenda mais a seguir!

Como o coronavírus afeta a saúde do coração?

Os pesquisadores da Universidade do Texas indicaram que a infecção pela covid-19 pode causar ou agravar problemas como danos cardíacos, síndrome coronariana e arritmia. Segundo o estudo, estes danos estão ligados a pacientes com sintomas graves da doença causada pelo coronavírus.

Recentemente, a miocardite (inflamação do músculo cardíaco) também começou a ser observada e associada ao coronavírus. Muitos médicos começaram a notar com frequência o problema entre os pacientes da covid-19 menos graves e até assintomáticos. Apesar da miocardite não ser uma condição grave na maioria dos casos, ela pode levar à insuficiência cardíaca e arritmias em casos de maior repercussão.

Paciente com coronavírus precisa de uma avaliação completa da saúde

Dado o contexto da pandemia, os pacientes com covid-19 muitas vezes passam por avaliações mais rápidas, principalmente os assintomáticos ou com sintomas leves. A complexidade da doença exige uma análise mais completa da saúde cardiovascular, com ausculta do coração, eletrocardiograma e exames para verificar as enzimas cardíacas. O mais recomendado é fazer um check-up de saúde nos casos em que o organismo já desenvolveu resposta imunológica em função da exposição à doença (ou seja, quem já teve a doença). É importante procurar um cardiologista para exames de rotina, já que estudos identificaram que o coronavírus pode também afetar estruturas do coração, causando inflamação e até trombose.

Um estudo feito na Alemanha e publicado no periódico científico Jama Cardiology, em julho, mostrou como o coronavírus pode afetar o coração. Os pesquisadores observaram um grupo de cem pessoas que teve sintomas leves ou foi assintomática e se recuperou da doença A idade média dos participantes era de 49 anos. Após cerca de dois meses do diagnóstico, quando já estavam totalmente curados, os cientistas submeteram os pacientes a exames de ressonância magnética. O resultado dos exames apontou que cerca de 80% dos pacientes apresentavam anomalias cardíacas e 60% tinham miocardite.

Coronavírus precisa de um tratamento adequado

Esses estudos também indicam a importância de seguir as recomendações médicas ao ser diagnosticado com o coronavírus. Especialistas ressaltam que medicamentos que não apresentaram resultados comprovadamente efetivos no tratamento da Covid-19 podem gerar efeitos colaterais como arritmia cardíaca e taquicardia.

Últimas novidades

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

Saúde

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

O câncer de ovário é difícil de ser diagnosticado, sendo a segunda neoplasia ginecológica mais comum. Esse tipo de câncer é o mais letal entre os cânceres ginecológicos. Mais frequente em mulheres com mais de 40 anos, o câncer de ovário demora a apresentar sintomas, o que resulta no diagnóstico tardio. Estima-se que cerca de 75% dos casos são diagnosticados quando a doença já está avançada.

Como manter a diabetes controlada?

Saúde

Como manter a diabetes controlada?

A diabetes é uma doença metabólica em que o corpo não consegue produzir uma quantidade suficiente de insulina, hormônio responsável pelo controle da glicose no sangue. Com a falta da substância, o paciente diabético sofre com o aumento do nível de glicose na corrente sanguínea, que é o que chamamos de hiperglicemia. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que 9 milhões de pessoas têm diabetes, e infelizmente esse é um número que só cresce a cada ano. Então, o que fazer para manter a diabetes controlada? Separamos algumas dicas que podem ajudar no problema.

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Saúde

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Ouvir música é um hábito que faz parte da vida de muita gente. Basta ir às ruas e observar a quantidade de pessoas com fones de ouvido imersos em seu próprio universo para se dar conta de como a música está presente em todo lugar. No entanto, é importante ficar atento ao volume e a frequência desse hábito. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), quase 50% das pessoas entre 12 e 35 anos correm o risco de sofrer perda auditiva por causa da exposição prolongada e excessiva a sons muito altos, o que corresponde a 1,1 bilhão da população.

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Exercício físico

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Quando uma mulher está grávida, surgem muitas dúvidas sobre a realização de atividades físicas durante a gestação e como isso deve ser feito sem prejudicar a saúde da nova mamãe ou do bebê que está a caminho. É importante conversar com o obstetra antes de dar início a essa rotina, mas geralmente os exercícios físicos são bastante benéficos para o desenvolvimento da gestação. Para entender melhor quais são os benefícios dessa prática, quais são os exercícios físicos mais indicados para mulheres grávidas e que cuidados são necessários, o Cuidados Mil preparou uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o assunto.

Ver mais