Voltar para home page
Emergência

Dengue, Zika e Chikungunya: saiba como se cuidar nos meses mais quentes do ano

Cuidados no verão: entenda como prevenir as doenças causadas pelo Aedes aegypti

Cuidados no verão: entenda como prevenir as doenças causadas pelo Aedes aegypti

Com a chegada do verão, é preciso redobrar os cuidados em relação às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como a dengue, zika e chikungunya. Isso porque com a elevação das temperaturas e a chegada das chuvas, o risco da proliferação do mosquito aumenta e, consequentemente, ficamos mais expostos a essas doenças. Mas, apesar de serem transmitidas pelo mesmo mosquito, as medidas de prevenção são bastante diferentes. Pensando nisso, nós separamos algumas dicas para te ajudar a se cuidar nos meses mais quentes do ano. Confira!

Os sintomas da dengue, zika e chikungunya

Além de serem transmitidas pelo mesmo mosquito, as doenças podem se apresentar com mal-estar, dores pelo corpo e de cabeça e febre. No caso da dengue, sintomas como perda de apetite, náuseas, tontura e cansaço também podem aparecer. Já a zika demora cerca de quatro dias para manifestar os primeiros sintomas após a infecção. Entre eles, estão febre baixa, olhos vermelhos sem secreção e coceira, dores musculares e nas articulações e pontos brancos ou vermelhos na pele. A doença pode ser passada de mãe para filho e tem relação com a microcefalia. Além disso, também pode ser transmitida por meio de transplante de medula óssea ou outros órgãos, assim como em transfusões de sangue ou durante as relações sexuais.

Já nos casos de chikungunya, a febre acima de 39 graus e dores intensas nas articulações dos pés e das mãos são os sinais que os diferem da dengue e zika. Além disso, dor de cabeça, dores nos músculos e manchas na pele também podem surgir e durar entre 10 a 14 dias - exceto as dores articulares que podem permanecer por meses e até anos.

Os tratamentos para dengue, zika e chikungunya são bastante parecidos

Não existe uma medicação específica para combater o vírus transmissor da zika, dengue e chikungunya. Por isso, o tratamento de todas é feito a base de medicamentos para os sintomas que o paciente apresenta. Nesse sentido, é comum utilizar remédios para febre e dores articulares, ou seja, fazer um tratamento sintomático. Além disso, é fundamental fazer repouso absoluto e beber bastante líquido para evitar a desidratação.

Como prevenir as doenças causadas pelo Aedes aegypti?

Como ainda não existe nenhuma vacina que possa prevenir com eficácia as três doenças, a melhor maneira de evitar novos casos de dengue, zika e chikungunya é dificultando a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Confira abaixo as medidas mais eficazes de fazer isso:

• Evite deixar água parada em locais de fácil proliferação dos mosquitos, como vasos de plantas, garrafas, caixa d’água e pneus;
• Não deixe que a água da chuva acumule nestes locais;
• Instale redes de proteção nas portas e janelas para evitar a presença do mosquito transmissor (os mosquitos aumentam nos períodos mais quentes);
• Use repelente para evitar as picadas do mosquito.

Fonte: Ministério da Saúde

Últimas novidades

Como funciona a vacina contra HPV?

Saúde

Como funciona a vacina contra HPV?

A vacina contra HPV (Papilomavírus Humano) é uma das formas mais eficazes de prevenir a infecção, que pode ter vários tipos e níveis de gravidade. A transmissão ocorre pelo contato sexual ou de mãe para filho e pode atingir pele e mucosas. Além disso, algumas versões do vírus são agentes causadores de diversos cânceres, incluindo o do colo de útero - que, segundo a Organização Mundial da Saúde, afeta cerca de 290 milhões de mulheres no mundo inteiro. A vacina tem uma ação preventiva contra os tipos mais comuns da infecção e pode ser administrada ainda na adolescência.

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

Emergência

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma dos problemas mais comuns no mundo inteiro. Também conhecido com derrame cerebral, ele acontece por causas variadas e pode levar à morte - ou provocar consequências graves que afetam toda a vida do paciente. A junção de alguns sintomas ajudam a identificar o problema, que precisa de um atendimento médico imediato. O AVC ainda é cercado de mitos e dúvidas, mas uma coisa é certa: o problema pode ser evitado com atitudes simples no dia a dia.

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

Terapias

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

A meditação é um método milenar associado à saúde e ao bem-estar físico e mental. Não se sabe ao certo quando ou onde surgiu, já que a prática acompanha a humanidade desde os seus primórdios, mas uma coisa é certa: a meditação tem ganhado mais popularidade e, inclusive, é indicada no tratamento de diversos transtornos. O método pode ser resumido como um treinamento da mente para esvaziar ou redirecionar os pensamentos. Na prática, é muito mais do que isso e a ciência pode comprovar. Veja abaixo 4 benefícios da meditação com respaldo científico!

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Alimentação saudável

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Causa animal, saúde, cuidado com o meio ambiente ou consumo consciente: as motivações para uma pessoa se tornar vegetariana são muitas. O vegetarianismo consiste, basicamente, em não consumir produtos de origem animal (carnes, laticínios e ovos), com algumas variações. Uma pesquisa divulgada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), em abril de 2018, mostrou o crescimento da prática no país: cerca de 14% dos brasileiros se consideram vegetarianos, um aumento de 75% em comparação a 2012. Não há contraindicação para esse tipo de dieta, mas é necessário que você faça um acompanhamento médico para adequar a alimentação sem prejudicar a sua saúde.

Ver mais