Voltar para home page
Saúde

Descubra a importância do hábito de usar protetor solar!

O uso diário do protetor solar ajuda a prevenir o câncer de pele

O uso diário do protetor solar ajuda a prevenir o câncer de pele

O uso do protetor solar precisa fazer parte da rotina de qualquer pessoa e em todas as estações. A cada ano, são registrados 180 mil novos casos de câncer de pele, segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer) - grande parte das ocorrências estão relacionadas à exposição solar. Além disso, os raios ultravioletas em doses excessivas podem causar queimaduras e acelerar o envelhecimento da pele, com o aparecimento de rugas e manchas. Com a chegada do inverno, esse cuidado não pode ser deixado de lado: o protetor solar precisa ser usado até nos dias mais nublados, pois os raios UV têm os mesmos efeitos.

Raios UVA e UVB: qual a diferença entre eles?

Antes de entender a importância do protetor solar é necessário saber quais os tipos mais comuns de raios ultravioletas e como funciona a ação de cada um deles na pele. A radiação UVB é a que causa mais danos à saúde e atinge a parte superficial da pele, causando queimaduras e vermelhidão - predominante entre 10h e 16h, sua incidência é mais forte no verão. Já os raios UVA irradiam durante todo o dia e seus efeitos são a longo prazo: a radiação atinge a camada mais profunda da pele. Os dois tipos de raios são nocivos à saúde e podem causar câncer.

A luz visível também precisa de atenção

No geral, as pessoas costumam dar pouca atenção às luzes geradas por lâmpadas e aparelhos eletrônicos. A luz visível (ou seja, aquela vista a olho nu) gerada por esses objetos não é tão prejudicial quanto a radiação ultravioleta, mas ali também existe perigo para a saúde a pele. A claridade do sol também se enquadra nessa categoria: a luz visível representa cerca de 40% da radiação que atinge a superfície da Terra. Junto com os raios UVA, ela pode potencializar o envelhecimento cutâneo, causar manchas (como o melasma) e influenciar o surgimento do câncer de pele. Por isso, mesmo no escritório e ambientes fechados é necessário usar um produto que proteja a pele desse tipo de radiação. Alguns estudos indicam que os produtos com cores são mais potentes para essa proteção.

Como usar o protetor solar?

Antes de inserir o produto na sua rotina de cuidados você precisa descobrir qual o fator de proteção solar mais indicado para o seu tipo e cor de pele. Para ter eficácia, o protetor precisa ser usado diariamente e aplicado em todo o corpo, principalmente no rosto, colo e pescoço, 30 minutos antes de sair de casa. Isso porque algumas substâncias precisam de um tempo para começarem a fazer efeito. Além disso, o protetor solar precisa ser reaplicado para que a ação dure o dia todo: a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) indica reaplicar de duas em duas horas.

Qual a quantidade recomendada de protetor solar?

A Sociedade Brasileira de Dermatologia criou um guia, baseado na regra da colher de chá, para as pessoas saberem a quantidade ideal para aplicar em cada parte do corpo. Veja abaixo:

- Uma colher de chá na região do rosto e pescoço;
- Uma colher de chá na parte da frente do torso e uma na parte de trás;
- Uma colher de chá em cada braço/antebraço;
- Uma colher de chá na parte da frente das pernas;
- Uma colher de chá na parte de trás das pernas.

Para maior eficácia, é importante espalhar bem o protetor em toda a extensão do corpo.

Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia

Últimas novidades

Como funciona a vacina contra HPV?

Saúde

Como funciona a vacina contra HPV?

A vacina contra HPV (Papilomavírus Humano) é uma das formas mais eficazes de prevenir a infecção, que pode ter vários tipos e níveis de gravidade. A transmissão ocorre pelo contato sexual ou de mãe para filho e pode atingir pele e mucosas. Além disso, algumas versões do vírus são agentes causadores de diversos cânceres, incluindo o do colo de útero - que, segundo a Organização Mundial da Saúde, afeta cerca de 290 milhões de mulheres no mundo inteiro. A vacina tem uma ação preventiva contra os tipos mais comuns da infecção e pode ser administrada ainda na adolescência.

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

Emergência

Acidente Vascular Cerebral: o que é, causas e como prevenir

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma dos problemas mais comuns no mundo inteiro. Também conhecido com derrame cerebral, ele acontece por causas variadas e pode levar à morte - ou provocar consequências graves que afetam toda a vida do paciente. A junção de alguns sintomas ajudam a identificar o problema, que precisa de um atendimento médico imediato. O AVC ainda é cercado de mitos e dúvidas, mas uma coisa é certa: o problema pode ser evitado com atitudes simples no dia a dia.

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

Terapias

4 benefícios cientificamente comprovados da meditação

A meditação é um método milenar associado à saúde e ao bem-estar físico e mental. Não se sabe ao certo quando ou onde surgiu, já que a prática acompanha a humanidade desde os seus primórdios, mas uma coisa é certa: a meditação tem ganhado mais popularidade e, inclusive, é indicada no tratamento de diversos transtornos. O método pode ser resumido como um treinamento da mente para esvaziar ou redirecionar os pensamentos. Na prática, é muito mais do que isso e a ciência pode comprovar. Veja abaixo 4 benefícios da meditação com respaldo científico!

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Alimentação saudável

Vegetarianismo: o que você precisa considerar antes de fazer a transição?

Causa animal, saúde, cuidado com o meio ambiente ou consumo consciente: as motivações para uma pessoa se tornar vegetariana são muitas. O vegetarianismo consiste, basicamente, em não consumir produtos de origem animal (carnes, laticínios e ovos), com algumas variações. Uma pesquisa divulgada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), em abril de 2018, mostrou o crescimento da prática no país: cerca de 14% dos brasileiros se consideram vegetarianos, um aumento de 75% em comparação a 2012. Não há contraindicação para esse tipo de dieta, mas é necessário que você faça um acompanhamento médico para adequar a alimentação sem prejudicar a sua saúde.

Ver mais