Voltar para home page
Saúde

Descubra a importância do hábito de usar protetor solar!

O uso diário do protetor solar ajuda a prevenir o câncer de pele

O uso diário do protetor solar ajuda a prevenir o câncer de pele

O uso do protetor solar precisa fazer parte da rotina de qualquer pessoa e em todas as estações. A cada ano, são registrados 180 mil novos casos de câncer de pele, segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer) - grande parte das ocorrências estão relacionadas à exposição solar. Além disso, os raios ultravioletas em doses excessivas podem causar queimaduras e acelerar o envelhecimento da pele, com o aparecimento de rugas e manchas. Com a chegada do inverno, esse cuidado não pode ser deixado de lado: o protetor solar precisa ser usado até nos dias mais nublados, pois os raios UV têm os mesmos efeitos.

Raios UVA e UVB: qual a diferença entre eles?

Antes de entender a importância do protetor solar é necessário saber quais os tipos mais comuns de raios ultravioletas e como funciona a ação de cada um deles na pele. A radiação UVB é a que causa mais danos à saúde e atinge a parte superficial da pele, causando queimaduras e vermelhidão - predominante entre 10h e 16h, sua incidência é mais forte no verão. Já os raios UVA irradiam durante todo o dia e seus efeitos são a longo prazo: a radiação atinge a camada mais profunda da pele. Os dois tipos de raios são nocivos à saúde e podem causar câncer.

A luz visível também precisa de atenção

No geral, as pessoas costumam dar pouca atenção às luzes geradas por lâmpadas e aparelhos eletrônicos. A luz visível (ou seja, aquela vista a olho nu) gerada por esses objetos não é tão prejudicial quanto a radiação ultravioleta, mas ali também existe perigo para a saúde a pele. A claridade do sol também se enquadra nessa categoria: a luz visível representa cerca de 40% da radiação que atinge a superfície da Terra. Junto com os raios UVA, ela pode potencializar o envelhecimento cutâneo, causar manchas (como o melasma) e influenciar o surgimento do câncer de pele. Por isso, mesmo no escritório e ambientes fechados é necessário usar um produto que proteja a pele desse tipo de radiação. Alguns estudos indicam que os produtos com cores são mais potentes para essa proteção.

Como usar o protetor solar?

Antes de inserir o produto na sua rotina de cuidados você precisa descobrir qual o fator de proteção solar mais indicado para o seu tipo e cor de pele. Para ter eficácia, o protetor precisa ser usado diariamente e aplicado em todo o corpo, principalmente no rosto, colo e pescoço, 30 minutos antes de sair de casa. Isso porque algumas substâncias precisam de um tempo para começarem a fazer efeito. Além disso, o protetor solar precisa ser reaplicado para que a ação dure o dia todo: a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) indica reaplicar de duas em duas horas.

Qual a quantidade recomendada de protetor solar?

A Sociedade Brasileira de Dermatologia criou um guia, baseado na regra da colher de chá, para as pessoas saberem a quantidade ideal para aplicar em cada parte do corpo. Veja abaixo:

- Uma colher de chá na região do rosto e pescoço;
- Uma colher de chá na parte da frente do torso e uma na parte de trás;
- Uma colher de chá em cada braço/antebraço;
- Uma colher de chá na parte da frente das pernas;
- Uma colher de chá na parte de trás das pernas.

Para maior eficácia, é importante espalhar bem o protetor em toda a extensão do corpo.

Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia

Últimas novidades

Os 10 alimentos mais ricos em fibras e os efeitos no seu organismo

Bem-estar

Os 10 alimentos mais ricos em fibras e os efeitos no seu organismo

Para manter a saúde em dia, é essencial ter cuidado com a alimentação. Uma dieta equilibrada e rica em nutrientes pode prevenir diversas doenças e ajudar a tratar outras. As fibras, por exemplo, não são nutrientes, mas são elementos essenciais para o sistema digestivo e que melhoram a função intestinal, prevenindo diversas doenças. Por isso, é muito importante ter uma alimentação abundante nessa substância. Descubra aqui 10 alimentos ricos em fibras para incluir na sua dieta.

Câncer de pele: tipos mais comuns, sintomas e tratamentos

Saúde

Câncer de pele: tipos mais comuns, sintomas e tratamentos

O câncer de pele é um dos mais frequentes no Brasil. Segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer), esse tipo de câncer representa 25% dos tumores malignos identificados no país, o que significa que cerca de 180 mil brasileiros são diagnosticados por ano com a doença. A principal causa desse tipo de câncer é o excesso de exposição solar, que resulta no crescimento descontrolado das células presentes na pele. O câncer de pele é discreto e normalmente se manifesta com pequenas pintas que crescem devagar, que às vezes nem parecem preocupantes. Por isso, é importante ficar atento a qualquer irregularidade na pele. Confira abaixo tudo sobre o câncer de pele!

Infarto do miocárdio: como identificar um ataque cardíaco?

Saúde

Infarto do miocárdio: como identificar um ataque cardíaco?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 17 milhões de pessoas morrem de problemas cardiovasculares, como o infarto do miocárdio, todos os anos no mundo. Em casos de ataque cardíaco, receber os cuidados médicos necessários o quanto antes pode salvar muitas vidas. Por isso, é fundamental ser capaz de identificar um infarto e saber o que fazer de imediato. Veja algumas dicas abaixo!

Quais as causas mais comuns das pedras na vesícula?

Saúde

Quais as causas mais comuns das pedras na vesícula?

As pedras na vesícula são mais comuns do que se imagina e podem aparecer por diferentes razões. A principal função da vesícula é servir de recipiente para a bile, um líquido produzido no tecido hepático que auxilia na digestão dos alimentos e seus nutrientes. Mas o que acontece quando esse órgão é afetado por um desequilíbrio? A bile começa a empedrar - e é aí que surgem os cálculos biliares, popularmente conhecidos como pedras na vesícula. Entenda mais abaixo!

Ver mais