Voltar para home page
Saúde

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Entenda as diferenças entre os tipos mais comuns da diabetes

Entenda as diferenças entre os tipos mais comuns da diabetes

Diabetes é uma das doenças mais comuns e que mais matam no mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), existem mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença no Brasil e os números não param de crescer. Em muitos casos, uma pessoa pode ser diabética sem saber. A diabetes pode se manifestar nos tipos I e II: com ações diferentes no organismo, cada uma demanda um cuidado específico. Entenda mais e veja como evitar as complicações graves.

O que causa a diabetes?

A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que regula os níveis de glicose no sangue e garante a energia do corpo. Quando há um problema na produção dessa substância ou na sua absorção pelo organismo, se desenvolve uma doença crônica chamada diabetes, que pode ser dividida entre tipo I e tipo II. Um quadro de hiperglicemia por longos períodos de tempo pode levar a danos aos vasos sanguíneos, nervos e diversos órgãos.

Diabetes tipo I: variação mais rara é causada por falha no sistema imunológico que afeta as células

A diabetes tipo I é uma variação menos comum da doença e que costuma surgir na infância ou na adolescência. Nesses casos, o sistema imunológico destrói as células beta do pâncreas e, em consequência, o órgão produz pouca ou nenhuma insulina. Os sintomas mais comuns são sede, fome e urina em excesso, emagrecimento e sensação de cansaço e fraqueza. Essa variação da doença é insulinodependente, ou seja, o paciente necessita de aplicações diárias de insulina.

Diabetes tipo II se caracteriza pela resistência insulínica

Aproximadamente 90% do casos de diabetes são de tipo II e o surgimento está associado a uma incapacidade do corpo de utilizar adequadamente a insulina produzida. Diferentemente do tipo I, as células do pâncreas produzem a insulina, mas a ação do hormônio fica dificultada, caracterizando um quadro de resistência insulínica. A instalação da doença pode ser mais lenta e os sintomas podem demorar mais tempo para aparecer. Entre os principais sinais está o aumento da sede, da urina e do peso, dores nas pernas e alterações visuais.

Mudança de hábitos é fundamental para o controle da doença

Em ambos os casos de diabetes, o estilo de vida do paciente pode ajudar no tratamento e contribuir para o controle da doença. Entre as recomendações, ter uma alimentação saudável e balanceada e manter a prática de exercícios físicos de forma regular demonstram os melhores resultados, principalmente entre as pessoas com diabetes de tipo II, que costuma estar associada a obesidade e ao sedentarismo. Vale lembrar que é muito importante procurar a ajuda médica assim que surgirem os primeiros sinais para evitar outros problemas graves, como doenças renais, hipertensão, lesões nos olhos, entre outros.

Últimas novidades

Os 10 alimentos mais ricos em fibras e os efeitos no seu organismo

Bem-estar

Os 10 alimentos mais ricos em fibras e os efeitos no seu organismo

Para manter a saúde em dia, é essencial ter cuidado com a alimentação. Uma dieta equilibrada e rica em nutrientes pode prevenir diversas doenças e ajudar a tratar outras. As fibras, por exemplo, não são nutrientes, mas são elementos essenciais para o sistema digestivo e que melhoram a função intestinal, prevenindo diversas doenças. Por isso, é muito importante ter uma alimentação abundante nessa substância. Descubra aqui 10 alimentos ricos em fibras para incluir na sua dieta.

Câncer de pele: tipos mais comuns, sintomas e tratamentos

Saúde

Câncer de pele: tipos mais comuns, sintomas e tratamentos

O câncer de pele é um dos mais frequentes no Brasil. Segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer), esse tipo de câncer representa 25% dos tumores malignos identificados no país, o que significa que cerca de 180 mil brasileiros são diagnosticados por ano com a doença. A principal causa desse tipo de câncer é o excesso de exposição solar, que resulta no crescimento descontrolado das células presentes na pele. O câncer de pele é discreto e normalmente se manifesta com pequenas pintas que crescem devagar, que às vezes nem parecem preocupantes. Por isso, é importante ficar atento a qualquer irregularidade na pele. Confira abaixo tudo sobre o câncer de pele!

Infarto do miocárdio: como identificar um ataque cardíaco?

Saúde

Infarto do miocárdio: como identificar um ataque cardíaco?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 17 milhões de pessoas morrem de problemas cardiovasculares, como o infarto do miocárdio, todos os anos no mundo. Em casos de ataque cardíaco, receber os cuidados médicos necessários o quanto antes pode salvar muitas vidas. Por isso, é fundamental ser capaz de identificar um infarto e saber o que fazer de imediato. Veja algumas dicas abaixo!

Quais as causas mais comuns das pedras na vesícula?

Saúde

Quais as causas mais comuns das pedras na vesícula?

As pedras na vesícula são mais comuns do que se imagina e podem aparecer por diferentes razões. A principal função da vesícula é servir de recipiente para a bile, um líquido produzido no tecido hepático que auxilia na digestão dos alimentos e seus nutrientes. Mas o que acontece quando esse órgão é afetado por um desequilíbrio? A bile começa a empedrar - e é aí que surgem os cálculos biliares, popularmente conhecidos como pedras na vesícula. Entenda mais abaixo!

Ver mais