Voltar para home page
Alimentação saudável

Dieta mind: cuide da saúde neurológica por meio da alimentação

A chamada  dieta mind  foca nos alimentos que são benéficos para o funcionamento do cérebro

A chamada dieta mind foca nos alimentos que são benéficos para o funcionamento do cérebro

Quando falamos sobre dieta, o primeiro pensamento que costuma vir à mente é sobre uma alimentação restritiva com foco na perda de peso. Mas essa palavra, na verdade, está relacionada a uma rotina alimentar que pode contribuir para a boa saúde e ir além de questões estéticas. Um exemplo disso é a Dieta Mind, conhecida também como dieta do cérebro.

Trata-se de uma reeducação das refeições que une os conceitos das dietas Mediterrânea e Dash. Essas duas são especialmente famosas por serem recomendadas por boa parte dos profissionais da saúde. Isso porque elas ajudam a prevenir doenças cardíacas, hipertensão, derrames e estão associadas à longevidade.

Ao unir os princípios dessas duas consagradas rotinas alimentares, a Dieta Mind traz ainda outro benefício: a proteção neurológica, com alimentos bons para o cérebro, principalmente para pessoas diagnosticadas na fase inicial de doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer.

Como fazer a dieta mind?

Por meio de nutrientes neuroprotetores e antioxidantes, a dieta mind diminui o declínio cognitivo do cérebro que pode afetar sua estrutura e funções. A dieta para o cérebro é considerada segura pelo Departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e pela Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição por somente restringir o consumo de alimentos processados e ultraprocessados - categorias comprovadas cientificamente por trazer malefícios para a saúde.

Ela consiste em incluir na rotina opções ricas em nutrientes que favorecem o bom funcionamento cerebral. Para isso, é indicado priorizar o consumo de aves no lugar de carnes vermelhas, evitar os fast-foods, frituras e doces e o consumo exagerado de manteiga - limitando a uma colher de sopa por dia.

Dieta mind: veja os alimentos para o cérebro mais indicados

Cereais integrais: consumi-los três vezes ao dia, como, por exemplo arroz integral, farelo de aveia e chia. Eles ajudam na prevenção do declínio cognitivo, principalmente na terceira idade.

Verduras de folhas escuras: deve compor metade do prato diariamente por serem ricas em ácido fólico e vitaminas do complexo B. A rúcula, o espinafre e a couve são excelentes opções.

Oleaginosas: consumir diariamente ou a cada dois dias por meio de nozes, amêndoas ou castanhas. As oleaginosas combatem os radicais livres e atuam na prevenção de doenças cardiovasculares.

Peixes: deve estar no prato ao menos duas vezes por semana para garantir o consumo necessário de ômega-3, muito estudado para melhora da cognição, neuroproteção e diminuição do risco de doenças neurodegenerativas. Salmão, atum e sardinha são boas escolhas. Dê preferência para preparações assadas, grelhadas ou cozidas.

Frutas vermelhas: precisam ser consumidas duas vezes por semana em vitaminas, sucos ou de forma natural. Mirtilos e morangos, por exemplo, são ricos em antioxidantes e favorecem a proteção cerebral. Cuidado apenas com o consumo excessivo de açúcar no preparo de sucos - comer a fruta é sempre a opção mais saudável.

Vinho ou suco de uva integral: um copo/taça por dia é o suficiente para diminuir a formação de placas gordurosas nas artérias. Em caso de dúvidas sobre o consumo, consulte seu nutricionista ou seu médico.

Leguminosas: o ideal é consumi-las quatro vezes na semana por meio de feijões, soja, lentilhas, grão de bico e ervilhas por conta da alta concentração de vitamina B1. Para temperar, prefira sempre as opções naturais como alho, cebola, pimentão, cominho e louro.

Azeite: o azeite deve ser usado no preparo dos alimentos para substituir a manteiga e a margarina. Rico em substâncias com capacidade anti-inflamatória, ele auxilia no bom funcionamento cerebral.

Últimas novidades

Veja os benefícios do ciclismo e como começar a praticar com segurança

Exercício físico

Veja os benefícios do ciclismo e como começar a praticar com segurança

O ciclismo é um esporte muito prazeroso e que traz diversos benefícios para a saúde física e mental. Podendo ser realizada de diversos jeitos, a atividade física é praticada de forma competitiva, recreativa ou até mesmo como um meio de transporte. Na hora de pedalar, o corpo e a mente trabalham juntos promovendo um bem-estar geral. Mas como começar a praticar esse exercício com segurança? Reunimos informações sobre isso e todas as vantagens do ciclismo. Dá só uma olhada!

5 exercícios físicos para fazer nos dias de calor

Exercício físico

5 exercícios físicos para fazer nos dias de calor

O frio pode ser uma grande desculpa para deixar de praticar atividades físicas. Mas nos dias de muito calor, a indisposição também não fica para trás, já que nosso corpo fica mais propenso à desidratação e se cansa mais rápido. Praticar exercícios físicos no verão requer alguns cuidados, como evitar sair de casa nos horários mais quentes e preferir alimentos mais leves, além de se hidratar mais que o normal. Mas afinal, pode fazer qualquer exercício físico nos dias muito quentes? Quais as melhores atividades mais indicadas para o período?

5 coisas que aprendemos com a pandemia do coronavírus sobre saúde e cuidados

Saúde

5 coisas que aprendemos com a pandemia do coronavírus sobre saúde e cuidados

Não se pode negar que a pandemia do novo coronavírus afetou a vida de todos, mudando completamente a rotina em vários âmbitos. Mas não foi somente isso que sofreu alterações: o último ano também levou à população importantes reflexões. Cuidados com a saúde, com o corpo e com as pessoas ao redor virou uma prioridade nesse “novo normal”. Esses aprendizados se tornaram hábitos que podem permanecer mesmo depois que a pandemia for controlada.

6 dicas para aliviar os efeitos do calor no verão

Bem-estar

6 dicas para aliviar os efeitos do calor no verão

O verão pode ser muito intenso em algumas cidades do Brasil. Aliviar o calor no verão pode parecer uma missão impossível, principalmente quando o ventilador parece não dar conta da situação. Com as temperaturas cada vez mais altas a cada ano, truques caseiros podem ser uma boa alternativa para aliviar o calor no verão.

Ver mais