Voltar para home page
Saúde

É seguro frequentar praias durante a pandemia da Covid-19? Quais os cuidados?

Como tornar o passeio à praia mais seguro em tempos de pandemia?

Como tornar o passeio à praia mais seguro em tempos de pandemia?

A pandemia do coronavírus mudou drasticamente a rotina de todos. Novos hábitos tiveram que ser adotados; enquanto outros, adaptados. Para quem gosta de aproveitar os fins de semana e feriados para ir à praia, os primeiros meses de isolamento social foram difíceis. Mas com a flexibilização da quarentena, os brasileiros estão retornando alguns hábitos pouco a pouco, e visitar a praia é um deles. No entanto, muitos ainda se sentem inseguros com isso, e não é por menos: é importante pensar nos riscos e cuidados necessários antes de voltar a frequentar lugares assim. A seguir, destacamos as principais recomendações para frequentar praias com segurança durante a pandemia da Covid-19.

Praia: risco de contaminação é menor se banhistas respeitarem as medidas de segurança

Como se sabe, a transmissão do coronavírus pode acontecer de diferentes formas: desde um simples aperto de mão até o compartilhamento de objetos - além, claro, da proximidade com pessoas infectadas. Locais fechados, como restaurantes, academias, transportes públicos e até mesmo supermercados, são os mais arriscados para a propagação do vírus, mas até mesmo ambientes abertos, como a praia, também precisam de certos cuidados. Portanto, ao decidir voltar a frequentá-la, é imprescindível seguir as medidas de segurança estabelecidas pelos órgãos de saúde: a máscara é um item obrigatório durante todo o passeio, e o distanciamento social deve se manter presente em todo o momento. Caso contrário, não é possível conter o risco.

Evitar aglomerações e contato físico está na lista de cuidados contra a Covid-19

Praia lotada nem pensar! A melhor maneira de proteger a si mesmo e aos outros é fugindo de possíveis aglomerações. Portanto, se a vontade de ir à praia está muito grande, a opção mais segura é procurar por regiões que não fiquem muito cheias normalmente, e, se começar a ter muita movimentação no local, não hesite em ir embora. Além do mais, vale lembrar que o distanciamento social de pelo menos 2 metros de distância de outras pessoas é outra medida extremamente necessária para prevenir a Covid-19.

As escolhas de horário e transporte também influenciam no risco de contaminação da doença

O melhor horário para ir à praia é no início da manhã ou no final da tarde, que são momentos em que o local provavelmente não vai estar tão cheio. Evitar os horários de pico é fundamental, já que a possibilidade de ter algum tipo de aglomeração entre 10h e 16h é muito maior. Outro fator importante é se atentar quanto ao meio de transporte para chegar ao seu destino: os transportes públicos são uma opção muito arriscada e com alto nível de contaminação. Portanto, vale a pena buscar por alternativas privadas e que garantem maior segurança.

Máscara, álcool em gel e objetos que não podem faltar na bolsa

Para quem está planejando uma visita à praia, o ideal é organizar tudo com certa antecedência para não esquecer de nada. Alguns itens, como a máscara e o álcool em gel, são essenciais para manter os cuidados contra a Covid-19. Além disso, lenços umedecidos e toalha própria são acessórios que não podem faltar. Biscoitos e comidas para uso próprio também podem ser úteis, dependendo do tempo que se pretende passar na praia - vale destacar que o ideal é não ficar no ambiente por longas horas, principalmente se outras pessoas estiverem frequentando o mesmo espaço. E lembre-se: em hipótese alguma compartilhe nenhum de seus objetos com outras pessoas.

Últimas novidades

Entenda como funciona o sistema linfático do corpo humano

Saúde

Entenda como funciona o sistema linfático do corpo humano

O sistema linfático engloba um complexo conjunto de órgãos, tecidos, vasos e dutos que se distribuem por todo o corpo. Sua principal função é a produção de células de defesa do organismo, o que fortalece o nosso sistema imunológico. Além disso, o sistema linfático também é responsável por filtrar e drenar o excesso de líquido do corpo, eliminando impurezas e “devolvendo” o sangue purificado para o nosso organismo. Ou seja, na prática isso quer dizer que qualquer parte do corpo que possua circulação sanguínea tem também a circulação linfática (embora não usem os mesmos vasos, eles “dialogam”). Para facilitar a compreensão desse complexo sistema, reunimos algumas informações sobre o assunto.

6 perguntas e respostas sobre a doação de sangue

Saúde

6 perguntas e respostas sobre a doação de sangue

Doar sangue é um ato voluntário e solidário que pode ajudar a salvar muitas vidas. Em uma única doação, cerca de 450 ml de sangue são coletados, o que, na prática, consegue ajudar até quatro pacientes que precisam do material para sobreviver. Contudo, é comum que algumas dúvidas apareçam ao longo do caminho para quem quer ser um doador e nunca realizou a doação antes. Quem pode doar sangue? O que é necessário para ser um doador? Quantas vezes por ano é possível fazer isso? Para esclarecer o que você precisa saber sobre o assunto, separamos as principais perguntas sobre doação de sangue e respondemos a seguir.

Beber água promove benefícios para a saúde que você nem imagina. Veja alguns!

Alimentação saudável

Beber água promove benefícios para a saúde que você nem imagina. Veja alguns!

A água é uma substância essencial na vida de qualquer ser vivo. Com o verão se aproximando, a ingestão desse líquido se torna ainda mais necessária na nossa rotina: seja para nos manter hidratados ou para matar a nossa sede nos dias mais quentes. O melhor de tudo é que, além de não ter calorias, a água é capaz de promover diversos benefícios para o nosso corpo, alguns já conhecidos; outros nem tanto. Ficou curioso? O Cuidados Mil te conta as vantagens que esse líquido pode trazer para a nossa vida a seguir!

Novembro azul: entenda a importância da conscientização sobre o câncer de próstata

Saúde

Novembro azul: entenda a importância da conscientização sobre o câncer de próstata

O câncer de próstata é um dos tipos mais comuns quando o assunto é a saúde do homem. A doença atinge o órgão masculino que é responsável pela produção do sêmen (próstata) e raramente apresenta sintomas iniciais, e é justamente por isso que a detecção precoce é tão importante. Logo, o Novembro Azul é uma campanha de conscientização sobre o câncer de próstata bastante necessária, principalmente para homens com idade superior a 50 anos, que são as principais vítimas dessa doença. A seguir, separamos as principais informações sobre o câncer de próstata, como sintomas, tratamento e a melhor forma de preveni-lo.

Ver mais