Voltar para home page
Exercício físico

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Durante a gestação, exercícios físicos são muito bem-vindos, desde que tenham o devido acompanhamento

Durante a gestação, exercícios físicos são muito bem-vindos, desde que tenham o devido acompanhamento

Quando uma mulher está grávida, surgem muitas dúvidas sobre a realização de atividades físicas durante a gestação e como isso deve ser feito sem prejudicar a saúde da nova mamãe ou do bebê que está a caminho. É importante conversar com o obstetra antes de dar início a essa rotina, mas geralmente os exercícios físicos são bastante benéficos para o desenvolvimento da gestação. Para entender melhor quais são os benefícios dessa prática, quais são os exercícios físicos mais indicados para mulheres grávidas e que cuidados são necessários, o Cuidados Mil preparou uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o assunto.

A mulher grávida pode fazer atividades físicas?

Essa é uma das primeiras perguntas que passam pela cabeça das mulheres na gravidez. Afinal, é relativamente comum encontrar gestantes na academia se exercitando sem enfrentar grandes problemas. Antes de começar qualquer atividade física, é fundamental a consulta com um profissional ginecologista ou obstetra para se certificar de que a mulher está apta para isso. Como esse é um momento especialmente delicado, tanto para o organismo feminino quanto para o feto, a prática de exercícios físicos só deve ser feita sob orientação médica e com a garantia de que nem a mãe e nem o bebê vão ser prejudicados com essa nova rotina. No caso de uma gravidez de risco, como em mulheres acima dos 40 anos, algumas atividades não são recomendadas.

Os benefícios de se exercitar durante a gestação

Os exercícios físicos ajudam a melhorar a qualidade de vida da mulher grávida de diferentes formas. Além de aumentar o condicionamento físico da gestante, a prática diminui o ganho de peso, reduz os riscos de diabetes e pré-eclâmpsia e também facilita o trabalho de parto normal. E não é só a saúde física que é beneficiada: a saúde mental também ganha bastante com isso, já que as atividades físicas ajudam a combater o estresse e ansiedade, que são muito comuns na gravidez - além de melhorar a autoestima da mulher grávida.

Quais são os exercícios físicos indicados na gravidez?

Mesmo com a liberação do médico, não são todos os exercícios físicos que devem ser incluídos na rotina da gestante. No geral, as atividades aeróbicas e os alongamentos são os mais recomendados, e podem ser iniciados em qualquer fase da gravidez, principalmente se a futura mamãe já tiver familiaridade com essas atividades físicas. Caminhadas, pilates e yoga são grandes aliados nesse momento. Já quando a mulher grávida leva uma vida mais sedentária e não está habituada a se exercitar, as melhores alternativas são natação ou hidroginástica. Musculação e exercícios físicos mais intensos são contraindicados, porque podem causar um parto prematuro.

Cuidados importantes antes de iniciar os exercícios físicos na gravidez

Para garantir a saúde e segurança da mãe e do bebê, uma série de cuidados são necessários antes, durante e após a prática de atividades físicas. A alimentação, por exemplo, é recomendada antes dos treinos, e o cardápio deve ser sempre bem equilibrado e saudável. Beber bastante água é muito importante em todos os momentos do dia, inclusive durante a prática de exercícios. Além disso, toda mulher grávida deve respeitar os limites do seu corpo e em caso de tontura, falta de ar ou contrações, o ideal é interromper o treino na hora. Não esqueça de usar roupas confortáveis para se exercitar!

Últimas novidades

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

Saúde

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

O câncer de ovário é difícil de ser diagnosticado, sendo a segunda neoplasia ginecológica mais comum. Esse tipo de câncer é o mais letal entre os cânceres ginecológicos. Mais frequente em mulheres com mais de 40 anos, o câncer de ovário demora a apresentar sintomas, o que resulta no diagnóstico tardio. Estima-se que cerca de 75% dos casos são diagnosticados quando a doença já está avançada.

Como manter a diabetes controlada?

Saúde

Como manter a diabetes controlada?

A diabetes é uma doença metabólica em que o corpo não consegue produzir uma quantidade suficiente de insulina, hormônio responsável pelo controle da glicose no sangue. Com a falta da substância, o paciente diabético sofre com o aumento do nível de glicose na corrente sanguínea, que é o que chamamos de hiperglicemia. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que 9 milhões de pessoas têm diabetes, e infelizmente esse é um número que só cresce a cada ano. Então, o que fazer para manter a diabetes controlada? Separamos algumas dicas que podem ajudar no problema.

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Saúde

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Ouvir música é um hábito que faz parte da vida de muita gente. Basta ir às ruas e observar a quantidade de pessoas com fones de ouvido imersos em seu próprio universo para se dar conta de como a música está presente em todo lugar. No entanto, é importante ficar atento ao volume e a frequência desse hábito. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), quase 50% das pessoas entre 12 e 35 anos correm o risco de sofrer perda auditiva por causa da exposição prolongada e excessiva a sons muito altos, o que corresponde a 1,1 bilhão da população.

Saúde ocular: qual a diferença da miopia para o astigmatismo?

Saúde

Saúde ocular: qual a diferença da miopia para o astigmatismo?

Os distúrbios oculares são problemas bem comuns, não à toa que é praticamente impossível não conhecer pelo menos uma pessoa que precise usar óculos de grau ou lentes de contato para conseguir enxergar bem. Dentre os problemas de visão mais comuns, podemos destacar a miopia e o astigmatismo, que podem ocorrer isoladamente ou em conjunto. Muitas pessoas ainda têm dúvidas e confundem os dois distúrbios, mesmo que eles sejam distintos. Veja a seguir quais são as diferenças entre miopia e astigmatismo para não errar mais!

Ver mais