Voltar para home page
Saúde

Fibromialgia: conheça a doença e os desafios de viver com as dores

Praticar exercícios físicos é fundamental para o tratamento da fibromialgia

Praticar exercícios físicos é fundamental para o tratamento da fibromialgia

Uma dor generalizada, persistente e que, aparentemente, não tem explicação: é assim que se manifesta a fibromialgia. A doença se caracteriza pela sensação de fadiga, prejudica o sono e as dores podem não passar mesmo com analgésicos. Quem sofre de fibromialgia sabe como essa condição pode ser limitante. Mas, apesar de não ter cura, com os tratamentos adequados é possível retomar a qualidade de vida.

O que é fibromialgia?

Não há uma causa definida para a fibromialgia. Predisposição genética é uma das explicações, mas o estresse também é um fator. Quando o paciente passa por muitas situações que afetam o psicológico, as chances de desenvolver a dor são maiores.

Fibromialgia e depressão podem se relacionar, mas nem todos que sofrem com a dores vão apresentar sintomas depressivos. Por conta da intensidade e da persistência da dor, alguns podem desenvolver essa doença psicológica - o que gera um ciclo vicioso, visto que o estresse e outros sintomas depressivos agravam as dores. Nesses casos, se torna necessário o acompanhamento psicológico ou psiquiátrico.

Fibromialgia: diagnóstico é feito por reumatologistas

O primeiro passo é chegar ao diagnóstico. Por não ser detectável em exames de laboratórios e nem causar sintoma visível pelo corpo, muitas vezes ela é enxergada como um transtorno puramente psicológico. O que não é verdade - os pacientes relatam dores efetivas.

A confirmação da fibromialgia vem por meio de consultas com reumatologistas. Após analisar a condição clínica e descartar outras possíveis doenças, o médico realiza um exame em que 18 pontos musculares serão pressionados - e, caso o indivíduo sinta dor em ao menos 11 deles, o diagnóstico é confirmado.

Tratamento para fibromialgia busca promover qualidade de vida

Para tratar a fibromialgia é preciso tanto de medicamentos quanto de mudanças nos hábitos de vida. Os remédios utilizados são relaxantes musculares, neuromoduladores e antidepressivos - mesmo nos casos em que o paciente não apresenta quadro de depressão.

Isso porque, eles atuarão nas áreas do corpo humano responsáveis por gerar e inibir a dor e outros sintomas da doença, independente da situação psicológica do indivíduo. Além disso, a prática de exercícios físicos é indispensável no tratamento. Apesar de atividade aeróbicas, como natação, serem mais indicadas, o paciente tem liberdade para escolher aquela que mais o agrada.

Caso o sono esteja muito comprometido e os remédios não sejam o suficiente, algumas mudanças de comportamento na hora de dormir podem ajudar - como, por exemplo, evitar bebidas cafeinadas, diminuir possíveis ruídos ou claridades do ambiente e realizar uma refeição mais leve no período da noite.

Últimas novidades

O que é autismo? Entenda mais sobre o Transtorno do Espectro Autista

Saúde

O que é autismo? Entenda mais sobre o Transtorno do Espectro Autista

O autismo (ou Transtorno do Espectro Autista, o TEA) é uma condição psiquiátrica que atinge aproximadamente 2 milhões de pessoas no Brasil. O transtorno leva a alcunha de “espectro” por interferir e dificultar várias áreas do desenvolvimento humano: socialização, comunicação verbal e não-verbal, aprendizagem e emoções. O TEA pode se manifestar em diferentes níveis e intensidade, o que define quais áreas serão mais afetadas.

O que 30 minutos de caminhada por dia fazem por você?

Exercício físico

O que 30 minutos de caminhada por dia fazem por você?

Além de garantir um corpo mais saudável, fazer exercícios físicos pode prevenir muitas doenças. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera o sedentarismo o quarto maior fator de risco de morte no mundo, mas nem todos têm tempo ou dinheiro para, por exemplo, frequentar uma academia. Por outro lado, caminhar é uma alternativa simples, fácil e indicada para todas as idades. Descubra os benefícios que apenas 30 minutos de caminhada por dia podem fazer por você!

Quando a febre indica que é hora de procurar um médico?

Saúde

Quando a febre indica que é hora de procurar um médico?

A febre é um aumento da temperatura corporal e costuma ser um sinal de que algo não vai bem. Geralmente, é indicativo de que o organismo está combatendo alguma infecção causada por algum vírus ou bactéria. A febre pode ser um sintoma de uma simples gripe, mas também de doenças mais graves, como dengue, zika e chikungunya, por isso é muito importante saber a hora certa de trocar os cuidados caseiros pela ajuda médica.

7 sinais que indicam a depressão

Terapias

7 sinais que indicam a depressão

A depressão é uma doença psiquiátrica séria que atinge, em média, 2 milhões de pessoas por ano em todo o Brasil. Por muito tempo tratada como um momento breve de tristeza, a depressão está desenhando seus contornos na medicina e sendo considerada como realmente é: uma doença real, perigosa e que pode ser fatal se não tratada corretamente. Para isso, é necessário que o paciente receba o máximo de apoio de familiares e amigos, além de tratamento,. Se você suspeita que algum conhecido pode estar entrando em depressão, fique atento a 7 sinais que ele pode manifestar.

Ver mais