Voltar para home page
Saúde

Fibromialgia: conheça a doença e os desafios de viver com as dores

Praticar exercícios físicos é fundamental para o tratamento da fibromialgia

Praticar exercícios físicos é fundamental para o tratamento da fibromialgia

Uma dor generalizada, persistente e que, aparentemente, não tem explicação: é assim que se manifesta a fibromialgia. A doença se caracteriza pela sensação de fadiga, prejudica o sono e as dores podem não passar mesmo com analgésicos. Quem sofre de fibromialgia sabe como essa condição pode ser limitante. Mas, apesar de não ter cura, com os tratamentos adequados é possível retomar a qualidade de vida.

O que é fibromialgia?

Não há uma causa definida para a fibromialgia. Predisposição genética é uma das explicações, mas o estresse também é um fator. Quando o paciente passa por muitas situações que afetam o psicológico, as chances de desenvolver a dor são maiores.

Fibromialgia e depressão podem se relacionar, mas nem todos que sofrem com a dores vão apresentar sintomas depressivos. Por conta da intensidade e da persistência da dor, alguns podem desenvolver essa doença psicológica - o que gera um ciclo vicioso, visto que o estresse e outros sintomas depressivos agravam as dores. Nesses casos, se torna necessário o acompanhamento psicológico ou psiquiátrico.

Fibromialgia: diagnóstico é feito por reumatologistas

O primeiro passo é chegar ao diagnóstico. Por não ser detectável em exames de laboratórios e nem causar sintoma visível pelo corpo, muitas vezes ela é enxergada como um transtorno puramente psicológico. O que não é verdade - os pacientes relatam dores efetivas.

A confirmação da fibromialgia vem por meio de consultas com reumatologistas. Após analisar a condição clínica e descartar outras possíveis doenças, o médico realiza um exame em que 18 pontos musculares serão pressionados - e, caso o indivíduo sinta dor em ao menos 11 deles, o diagnóstico é confirmado.

Tratamento para fibromialgia busca promover qualidade de vida

Para tratar a fibromialgia é preciso tanto de medicamentos quanto de mudanças nos hábitos de vida. Os remédios utilizados são relaxantes musculares, neuromoduladores e antidepressivos - mesmo nos casos em que o paciente não apresenta quadro de depressão.

Isso porque, eles atuarão nas áreas do corpo humano responsáveis por gerar e inibir a dor e outros sintomas da doença, independente da situação psicológica do indivíduo. Além disso, a prática de exercícios físicos é indispensável no tratamento. Apesar de atividade aeróbicas, como natação, serem mais indicadas, o paciente tem liberdade para escolher aquela que mais o agrada.

Caso o sono esteja muito comprometido e os remédios não sejam o suficiente, algumas mudanças de comportamento na hora de dormir podem ajudar - como, por exemplo, evitar bebidas cafeinadas, diminuir possíveis ruídos ou claridades do ambiente e realizar uma refeição mais leve no período da noite.

Últimas novidades

Hepatite virais: quais são as causas, sintomas e tratamentos?

Saúde

Hepatite virais: quais são as causas, sintomas e tratamentos?

As hepatites virais afetam mais de 400 milhões de pessoas todos os anos no mundo inteiro, segundo a Organização Pan-Americana de Saúde. Considerado um grave problema de saúde pública, os tipos mais comuns da doença no Brasil são as hepatites A, B e C. A infecção atinge o fígado e pode não apresentar sintomas, possibilitando o diagnóstico apenas em graus mais avançados da doença.

Nutrientes e saúde mental: saiba como a deficiência de vitaminas e minerais pode afetar o psicológico

Saúde

Nutrientes e saúde mental: saiba como a deficiência de vitaminas e minerais pode afetar o psicológico

Todo mundo sabe o impacto que uma dieta rica e nutritiva exerce na prevenção doenças cardíacas e endócrinas, mas você costuma associar a saúde mental com a sua alimentação? A maioria das pessoas não. Estresse, cansaço mental e ansiedade são transtornos muito comuns. No caso da depressão, o Brasil é considerado o país da América Latina com mais casos: segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 5,8% dos brasileiros sofrem com o problema - no mundo todo, são 322 milhões de pessoas.

Como desacelerar antes de dormir? Veja os benefícios dessa prática na qualidade do seu sono!

Bem-estar

Como desacelerar antes de dormir? Veja os benefícios dessa prática na qualidade do seu sono!

Um dia cheio de tarefas, estresse ou ansiedade pode impactar diretamente o seu sono. Insônia e noites mal dormidas são uma resposta natural do nosso corpo a essas situações. Além de ter o humor e produtividade prejudicados no dia seguinte, qualquer alteração no período destinado ao descanso pode se refletir na saúde: é na hora de dormir que o nosso corpo repõe energia, fortalece o sistema imunológico, libera hormônios e estabiliza a memória.

Como a amamentação interfere a saúde das crianças?

Saúde

Como a amamentação interfere a saúde das crianças?

A amamentação é uma maneira eficaz, segura e acessível para criar vínculos de afeto e proporcionar todas as necessidades nutricionais que um bebê precisa para se desenvolver bem. O leite materno é a melhor estratégia para reduzir a mortalidade infantil e também tem implicações benéficas na saúde emocional da mãe. É por isso que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o aleitamento materno exclusivo até os seis meses e complementado até dois anos de idade.

Ver mais