Voltar para home page
Saúde

Médico de família e adolescência: conheça os benefícios dessa combinação

Médico de família pode ser muito importante na fase da adolescência

Médico de família pode ser muito importante na fase da adolescência

O médico de família pode ser um apoio importante no período da adolescência. Entre tantos momentos da vida, essa é uma fase singular, recheada de fortes emoções e questionamentos sobre presente e futuro. É o período onde a personalidade se desenvolve intensamente e o corpo passa por muitas mudanças.

Para garantir que essa fase será vivida da melhor maneira, o apoio e compreensão dos pais é essencial - no dia a dia, são eles que podem orientar e servir de exemplo para o adolescente. Mas, com tantas transformações hormonais e físicas, o acompanhamento médico é um outro grande aliado.

Saúde na adolescência: qual a importância?

O principal é que um atendimento clínico pode responder questionamentos e guiar o jovem paciente sobre sua saúde - apontando o que é normal para a idade e o que deve ser investigado com mais calma.

Para ressaltar ainda mais a importância de um desenvolvimento acompanhado, é válido destacar que os cuidados com o corpo feitos nessa fase poderão influenciar o bem-estar ao longo de toda vida. Por exemplo: adolescentes que são fisicamente ativos têm menos chances de serem adultos sedentários.

Medicina de família e o atendimento multidisciplinar

A hebiatria é a especialidade dedicada à adolescência - por meio do acompanhamento periódico e de consultas pontuais, as principais questões que envolvem essa etapa são trabalhadas. Mas, conforme o jovem amadurece, podem surgir outras necessidades da vida adulta - e a continuidade de uma boa relação com um profissional de confiança pode ser realizada com um médico de família.

Ele é o profissional multidisciplinar, que acompanha as pessoas ao longo de toda a vida. No caso dos adolescentes, o profissional pode considerar tanto as questões hormonais e mesmo sexuais (inclusive orientando sobre DSTs e gravidez precoce) quanto ortopédicas, de alimentação e saúde mental.

Esse especialista, mais do que formado para lidar com as doenças, é focado nos indivíduos enquanto seres humanos com contextos e complexidades únicas. Ele se preocupa, então, em conhecer e acompanhar cada um dos seus consultados, atuando desde a prevenção até o tratamento em todas as idades.

Como é a consulta com o médico de família?

Ao se consultar com um médico de família, o adolescente irá compartilhar seu histórico e questionamentos e será orientado para as necessidades que seu corpo demanda. Serão evitados quaisquer tipos de procedimentos ou intervenções que não sejam indicados para o jovem ou que tragam riscos elevados.

O objetivo é melhorar a qualidade de vida, garantir a manutenção da saúde e cuidar de possíveis doenças. E, caso seja necessário, o médico irá encaminhar o paciente para outro especialista que fará um atendimento em conjunto.

Últimas novidades

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

Saúde

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

O câncer de ovário é difícil de ser diagnosticado, sendo a segunda neoplasia ginecológica mais comum. Esse tipo de câncer é o mais letal entre os cânceres ginecológicos. Mais frequente em mulheres com mais de 40 anos, o câncer de ovário demora a apresentar sintomas, o que resulta no diagnóstico tardio. Estima-se que cerca de 75% dos casos são diagnosticados quando a doença já está avançada.

Como manter a diabetes controlada?

Saúde

Como manter a diabetes controlada?

A diabetes é uma doença metabólica em que o corpo não consegue produzir uma quantidade suficiente de insulina, hormônio responsável pelo controle da glicose no sangue. Com a falta da substância, o paciente diabético sofre com o aumento do nível de glicose na corrente sanguínea, que é o que chamamos de hiperglicemia. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que 9 milhões de pessoas têm diabetes, e infelizmente esse é um número que só cresce a cada ano. Então, o que fazer para manter a diabetes controlada? Separamos algumas dicas que podem ajudar no problema.

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Saúde

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Ouvir música é um hábito que faz parte da vida de muita gente. Basta ir às ruas e observar a quantidade de pessoas com fones de ouvido imersos em seu próprio universo para se dar conta de como a música está presente em todo lugar. No entanto, é importante ficar atento ao volume e a frequência desse hábito. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), quase 50% das pessoas entre 12 e 35 anos correm o risco de sofrer perda auditiva por causa da exposição prolongada e excessiva a sons muito altos, o que corresponde a 1,1 bilhão da população.

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Exercício físico

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Quando uma mulher está grávida, surgem muitas dúvidas sobre a realização de atividades físicas durante a gestação e como isso deve ser feito sem prejudicar a saúde da nova mamãe ou do bebê que está a caminho. É importante conversar com o obstetra antes de dar início a essa rotina, mas geralmente os exercícios físicos são bastante benéficos para o desenvolvimento da gestação. Para entender melhor quais são os benefícios dessa prática, quais são os exercícios físicos mais indicados para mulheres grávidas e que cuidados são necessários, o Cuidados Mil preparou uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o assunto.

Ver mais