Voltar para home page
Bem-estar

Mês das crianças: veja os cuidados de saúde importantes na primeira e segunda infância

Veja abaixo 5 cuidados importantes para promover a saúde das crianças!

Veja abaixo 5 cuidados importantes para promover a saúde das crianças!

No mês de outubro é comemorado o Dia das Crianças. Conhecido como um momento para presentear os pequenos e incentivar as brincadeiras, a data também é uma oportunidade para falar sobre saúde infantil. Na primeira e segunda infância (do nascimento até os 6 anos de idade e dos 6 anos até a puberdade, respectivamente), a criança passa por diversos níveis de aprendizado e desenvolvimento.

Para desfrutarem de um crescimento pleno, elas precisam estar saudáveis. Alimentação, atividades físicas e até mesmo o cuidado com os dentes são pontos extremamente importantes para que as crianças se desenvolvam da melhor forma possível. Veja abaixo 5 cuidados essenciais nessa fase tão importante da vida.

1) Crianças precisam ser acompanhadas por um pediatra

A saúde é um fator determinante na vida de uma criança. Tanto na primeira quanto na segunda infância, a criança precisa ser acompanhada por um pediatra. Em relação a frequência das consultas, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) tem algumas recomendações : cerca de três consultas por mês entre 5 e 30 dias de vida; uma visita mensal ao pediatra entre dois e seis meses; uma consulta a cada dois meses entre 6 meses e 2 anos de idade. Na faixa dos 2 aos 6 anos de idade, o ideal é que a criança passe por uma avaliação a cada 3 meses. Dos 6 anos em diante, uma consulta por ano é suficiente, de acordo com o estado geral de saúde da criança.

Essa regularidade é super importante para que o médico acompanhe o desenvolvimento físico e mental da criança, além de aumentar as chances de detectar qualquer problema de saúde de forma precoce. As vacinas são outro ponto que precisam de atenção: não deixe de seguir corretamente o calendário nacional de vacinação, que atua na prevenção de doenças bem graves.

2) A amamentação é super importante na primeira infância

O aleitamento materno é uma das formas mais seguras de promover a saúde do bebê até os dois anos de vida. Mais do que isso, o leite também traz benefícios para toda a vida, já que é capaz de prevenir a obesidade na vida adulta. O alimento é completo e rico em nutrientes, que são perfeitamente balanceados. Com fácil digestão, o leite materno não causa alergias e ainda protege o intestino do bebê de infecções. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a recomendação é o aleitamento exclusivo até seis meses de idade e complementado até a criança completar dois anos.

3) A saúde bucal infantil precisa de atenção

Você sabia que a amamentação também influencia no desenvolvimento bucal do seu bebê? O movimento contínuo durante a alimentação tem efeitos na formação dos dentes e até do palato (céu da boca). O desmame precoce, inclusive, pode trazer prejuízos para a fala, respiração e mastigação da criança.

Além disso, a higienização deve ocorrer mesmo antes dos primeiros dentinhos surgirem, já que também fará com que o bebê associe o hábito na rotina. Desde cedo a criança precisa ser incentivada a escovar os dentes e o fio dental. Isso ajuda a prevenir cáries e outros problemas precoces que vão impactar a saúde bucal da criança. Já o uso de chupetas deve ser feito com moderação: a recomendação é que a criança use o acessório até os dois anos de idade para não prejudicar a formação da arcada dentária.

4) Uma alimentação nutritiva e equilibrada é determinante para a saúde da criança

A alimentação é fundamental no processo de desenvolvimento infantil. Depois do período de aleitamento exclusivo, o bebê precisa passar pela introdução alimentar a partir dos seis meses, segundo recomendação da OMS. É fundamental que essa transição seja feita de forma gradual, até mesmo para conseguir identificar possíveis alergias. A alimentação do bebê deve ser nutritiva e balanceada, priorizando alimentos frescos e evitando frituras e refrigerantes. O sal também deve ser usado com moderação.

À medida que a criança vai crescendo, novos alimentos podem ser introduzidos, mas é importante incentivar desde cedo uma alimentação saudável. Esse período é determinante no desenvolvimento da criança e, inclusive, pode prevenir doenças na fase adulta.

5) Incentive a criança a se movimentar

Brincar é um direito básico de toda criança. Por isso, incentive o bebê a explorar o mundo com as brincadeiras: isso ajuda no desenvolvimento cognitivo, social e mental dele. As brincadeiras, inclusive, podem ser feitas em conjunto com atividades físicas, que também auxiliam no crescimento saudável da criança. São muitas as opções de atividade física e lazer: praticar natação algumas vezes na semana ou mesmo um passeio de bicicleta no parque já são suficientes para estimular a criança a se movimentar. Esse é um hábito que deve ser incentivado desde cedo!

Últimas novidades

Dia mundial da AIDS: veja como cientistas estão trilhando o caminho da cura

Saúde

Dia mundial da AIDS: veja como cientistas estão trilhando o caminho da cura

Foi em 1982 que ocorreu o primeiro registro de AIDS no Brasil. Na época, pouquíssimo se sabia sobre a doença - e a falta de informações levou a entendimentos equivocados sobre o contágio e os riscos envolvidos no diagnóstico. Com o passar dos anos, a transmissão alcançou seu pico e o falecimento de ídolos nacionais e mundiais, como Freddy Mercury e Cazuza, chamou a atenção de todos. Como resultado, a ciência investiu esforços para entender como funciona essa doença e qual o caminho para a cura.

Psoríase: o que é, quais são as causas e como amenizar os efeitos do problema

Saúde

Psoríase: o que é, quais são as causas e como amenizar os efeitos do problema

A psoríase é uma doença considerada crônica que consiste na inflamação da pele, e ela é mais comum do que se pensa. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a estimativa é de que 1 a 3% da população mundial apresente a doença, sendo mais de 5 milhões de pessoas apenas no Brasil. Existem vários tipos de psoríase e a gravidade de cada quadro também é bastante variável.

Qual o impacto dos exercícios físicos na saúde mental?

Exercício físico

Qual o impacto dos exercícios físicos na saúde mental?

A prática de exercício físico faz muito bem para saúde do corpo: regula as principais taxas do organismo, melhora o funcionamento do coração e previne várias doenças. Mas você sabia que também possui impactos na saúde mental? Se movimentar alivia o estresse, melhora a memória, ajuda a dormir melhor e ativa o bom humor. Se feito regularmente, as atividades físicas também têm impacto positivo no tratamento de transtornos psicológicos, como depressão e ansiedade.

Entenda como funciona o sistema linfático do corpo humano

Saúde

Entenda como funciona o sistema linfático do corpo humano

O sistema linfático engloba um complexo conjunto de órgãos, tecidos, vasos e dutos que se distribuem por todo o corpo. Sua principal função é a produção de células de defesa do organismo, o que fortalece o nosso sistema imunológico. Além disso, o sistema linfático também é responsável por filtrar e drenar o excesso de líquido do corpo, eliminando impurezas e “devolvendo” o sangue purificado para o nosso organismo. Ou seja, na prática isso quer dizer que qualquer parte do corpo que possua circulação sanguínea tem também a circulação linfática (embora não usem os mesmos vasos, eles “dialogam”). Para facilitar a compreensão desse complexo sistema, reunimos algumas informações sobre o assunto.

Ver mais