Voltar para home page
Médico de família

Mitos e verdades sobre médico de família: esclareça suas dúvidas sobre o atendimento primário à saúde

Médico de família ainda gera muitas dúvidas. Veja aqui tudo o que você precisa saber sobre esse tipo de atendimento!

Médico de família ainda gera muitas dúvidas. Veja aqui tudo o que você precisa saber sobre esse tipo de atendimento!

Ter um profissional que possa acompanhá-lo durante toda a vida é, sem dúvidas, um dos maiores benefícios do atendimento com um médico de família. No entanto, esse conceito ainda não é tão difundido no Brasil e, por isso, muita gente ainda tem dúvidas sobre atenção primária à saúde. Pensando nisso, o Cuidados Mil separou alguns mitos e verdades sobre o médico de família. Confira!

Médico de família pode lidar com até 90% dos problemas dos pacientes.

Verdade! Capacitados para atender a pacientes nos diferentes ciclos de vida, os médicos de família podem lidar com até 90% dos problemas de saúde. Esses profissionais acompanham o desenvolvimento da criança, realizam as prevenções ginecológicas e urológicas e, caso haja necessidade, encaminhar o paciente para um especialista.

O modelo de saúde de médicos de família não existe no Brasil.

Falso! A estratégia tradicional de atenção primária à saúde, ou seja, com atendimentos de médico de família, faz muito sucesso em alguns sistemas estrangeiros e tem começado a ganhar espaço no Brasil, não só para evitar gastos desnecessários, mas também para oferecer uma assistência mais centrada no paciente.

As consultas com os médicos de família são diferenciadas.

Verdade! Depois de se inscrever em uma unidade de atenção primária, o paciente é acompanhado por uma equipe de saúde multidisciplinar, que realizará a coordenação do cuidado. As consultas são personalizadas e feitas com calma, possibilitando que o médico converse com o paciente sobre todo o seu histórico e estilo de vida atual, criando uma relação de confiança entre os dois. Dessa forma, ao invés de tratarem apenas as doenças, promove-se a saúde e eliminam-se alguns hábitos prejudiciais adquiridos ao longo da vida.

O médico de família ajuda a promover a saúde.

Verdade! O objetivo dessa especialidade é conhecer e acompanhar as pessoas por toda a vida, dentro do seu contexto e das suas particularidades. Por isso, o médico de família não foca apenas na doença. A sua especialidade é cuidar de pessoas, analisando o contexto familiar bem como o local onde vive, e assim ajuda a prevenir as doenças e a promover a saúde.

Últimas novidades

Mês das crianças: veja os cuidados de saúde importantes na primeira e segunda infância

Bem-estar

Mês das crianças: veja os cuidados de saúde importantes na primeira e segunda infância

No mês de outubro é comemorado o Dia das Crianças. Conhecido como um momento para presentear os pequenos e incentivar as brincadeiras, a data também é uma oportunidade para falar sobre saúde. Na primeira e segunda infância (do nascimento até os 6 anos de idade e dos 6 anos até a puberdade, respectivamente), a criança passa por diversos níveis de aprendizado e desenvolvimento.

Outubro rosa: 5 formas de se proteger contra o câncer de mama

Saúde

Outubro rosa: 5 formas de se proteger contra o câncer de mama

Outubro é o mês de conscientização sobre a prevenção do câncer de mama. Causado pela multiplicação desequilibrada das células da mama, dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer) apontam que esse tipo de câncer deve atingir cerca de 66 mil pessoas no Brasil em 2020. O câncer de mama é um dos mais comuns que atinge as mulheres no Brasil e no mundo, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Apesar de raro, o câncer de mama também pode atingir homens.

5 doenças, além da Covid-19, que precisam da sua atenção em 2020

Saúde

5 doenças, além da Covid-19, que precisam da sua atenção em 2020

A pandemia do novo coronavírus impactou a vida das pessoas e sua relação com a própria saúde. Cuidados como o isolamento social, higienização constante das mãos com água e sabão ou álcool em gel e uso de máscara se tornaram a nova rotina para se manter longe da Covid-19. Entretanto, apesar de protegido contra o novo vírus, outras doenças podem ser tão preocupantes quanto e que necessitam de atenção, com uma vantagem: elas podem ser evitadas com os cuidados necessários.

Como incluir as oleaginosas na alimentação?

Alimentação saudável

Como incluir as oleaginosas na alimentação?

Castanhas, nozes, amêndoas, avelãs… o que esses alimentos têm em comum? Além de estarem no grupo das oleaginosas, ele são ricos em diversas substâncias que fazem muito bem para a saúde em geral, como antioxidantes e minerais. As oleaginosas estão associadas à diminuição dos riscos de ter doenças no coração, melhor funcionamento do sistema nervoso e ação anti-inflamatória, dentre outros benefícios comprovados.

Ver mais