Voltar para home page
Consulta

Mitos e verdades sobre o câncer de próstata

O câncer de próstata é silencioso no estágio inicial, por isso a prevenção é tão importante

O câncer de próstata é silencioso no estágio inicial, por isso a prevenção é tão importante

O câncer de próstata é uma das doenças mais comuns que atingem os homens. Segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer), esse tipo de câncer causou mais de 15 mil mortes no Brasil em 2017. A próstata é uma glândula que fica abaixo da bexiga e na frente do reto e, entre suas funções, está a produção de parte do sêmen que é liberado durante as relações sexuais. O câncer de próstata é silencioso na fase inicial, manifestando-se geralmente com alterações na urina e em estados mais avançados, pode gerar dores, infecções e até insuficiência renal. Apesar das altas estatísticas, a doença é cercada de tabus e dúvidas que dificultam o diagnóstico. Abaixo, separamos 7 mitos e verdades sobre esse tipo de câncer. Confira!

Câncer de próstata só aparece na velhice: MITO

O câncer de próstata pode atingir homens de qualquer idade, porém é mais comum depois dos 45 anos. Por isso, é fundamental visitar um médico de confiança com regularidade, mesmo que não apresente nenhum sintoma. A prevenção e o diagnóstico precoce aumentam as chances de cura.

Casos na família aumentam a chance de ter câncer de próstata: VERDADE

As chances de ter câncer de próstata dobram se o pai ou irmão da pessoa teve a doença. No caso de dois ou mais parentes de de primeiro grau, o risco aumenta em cinco vezes. Em todos os casos, isso é estatística e pode ser que a pessoa não tenha câncer, mas é fundamental ter um acompanhamento regular com o seu médico. Ele pode solicitar os exames de PSA (Antígeno Prostático Específico) para rastrear a doença com alguma periodicidade.

Homens que ejaculam mais têm menos chance de ter câncer de próstata: VERDADE

Diversos estudos evidenciam que homens que ejaculam mais apresentam menos risco de ter câncer e outras doenças da próstata. Segundo a Fundação do Câncer, a explicação para essa “proteção” está ligada ao fato da glândula participar da produção de sêmen e, quando o líquido é liberado, ocorre uma manutenção mais frequente das células.

Ter um estilo de vida saudável é uma forma de prevenção do câncer de próstata: VERDADE

Os hábitos que você tem no dia a dia determinam a maior ou menor capacidade do seu sistema imunológico. Um estilo de vida mais saudável - que envolve uma alimentação equilibrada, prática de exercícios físicos e menos estresse - favorece o controle das células cancerígenas pelas defesas do organismo. Acredita-se que a obesidade e o sedentarismo têm relação com as alterações que geram esse tipo de neoplasia. Também é importante evitar o cigarro e uso excessivo de bebidas alcoólicas.

O câncer de próstata me impede de manter relações sexuais: MITO

A verdade é que depende muito do grau do câncer de próstata. Alguns tratamentos, principalmente em casos mais avançados, demandam cirurgias que podem lesionar alguns nervos que tem relação com a ereção. A localização e o tamanho do tumor influenciam a escolha do tratamento. Em outros casos, o tratamento pode seguir apenas métodos medicamentosos e mudança de hábitos, o que normalmente não afeta a vida sexual do paciente.

Vasectomia é um fator de risco para o câncer de próstata: MITO

Não há nenhuma relação cientificamente comprovada entre a vasectomia e o câncer de próstata. A cirurgia esterilizadora apenas impede a passagem dos espermatozoides do testículo para a uretra.

Homens negros estão mais propensos a desenvolver a doença: VERDADE

Além de homens negros terem mais chance de ter o câncer de próstata, o tumor pode se desenvolver de forma mais agressiva. A explicação para isso, de acordo com a Fundação do Câncer, é que eles têm mais sensibilidade androgênica, isto é, a interação entre a testosterona e o receptor é maior. Por isso, a recomendação é que homens negros façam visitas mais frequentes ao médico de confiança a partir dos 40 anos.

Fontes: Fundação do Câncer, Instituto Oncoguia e Inca

Últimas novidades

Os 10 alimentos mais ricos em fibras e os efeitos no seu organismo

Bem-estar

Os 10 alimentos mais ricos em fibras e os efeitos no seu organismo

Para manter a saúde em dia, é essencial ter cuidado com a alimentação. Uma dieta equilibrada e rica em nutrientes pode prevenir diversas doenças e ajudar a tratar outras. As fibras, por exemplo, não são nutrientes, mas são elementos essenciais para o sistema digestivo e que melhoram a função intestinal, prevenindo diversas doenças. Por isso, é muito importante ter uma alimentação abundante nessa substância. Descubra aqui 10 alimentos ricos em fibras para incluir na sua dieta.

Câncer de pele: tipos mais comuns, sintomas e tratamentos

Saúde

Câncer de pele: tipos mais comuns, sintomas e tratamentos

O câncer de pele é um dos mais frequentes no Brasil. Segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer), esse tipo de câncer representa 25% dos tumores malignos identificados no país, o que significa que cerca de 180 mil brasileiros são diagnosticados por ano com a doença. A principal causa desse tipo de câncer é o excesso de exposição solar, que resulta no crescimento descontrolado das células presentes na pele. O câncer de pele é discreto e normalmente se manifesta com pequenas pintas que crescem devagar, que às vezes nem parecem preocupantes. Por isso, é importante ficar atento a qualquer irregularidade na pele. Confira abaixo tudo sobre o câncer de pele!

Infarto do miocárdio: como identificar um ataque cardíaco?

Saúde

Infarto do miocárdio: como identificar um ataque cardíaco?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 17 milhões de pessoas morrem de problemas cardiovasculares, como o infarto do miocárdio, todos os anos no mundo. Em casos de ataque cardíaco, receber os cuidados médicos necessários o quanto antes pode salvar muitas vidas. Por isso, é fundamental ser capaz de identificar um infarto e saber o que fazer de imediato. Veja algumas dicas abaixo!

Quais as causas mais comuns das pedras na vesícula?

Saúde

Quais as causas mais comuns das pedras na vesícula?

As pedras na vesícula são mais comuns do que se imagina e podem aparecer por diferentes razões. A principal função da vesícula é servir de recipiente para a bile, um líquido produzido no tecido hepático que auxilia na digestão dos alimentos e seus nutrientes. Mas o que acontece quando esse órgão é afetado por um desequilíbrio? A bile começa a empedrar - e é aí que surgem os cálculos biliares, popularmente conhecidos como pedras na vesícula. Entenda mais abaixo!

Ver mais