Voltar para home page
Alimentação saudável

O prato ideal: veja um infográfico com a proporção correta de nutrientes e tipos de alimentos?

A alimentação é um dos fatores mais importantes para a saúde humana: mantém a imunidade no nível adequado, regula o metabolismo, ajuda no funcionamento dos órgãos, previne doenças, evita deficiência de vitaminas e nutrientes. Mas você já se perguntou quanto de vegetais, proteínas, grãos e carboidratos precisa colocar no seu prato? Uma refeição, para ser considerada equilibrada, precisa conter todos esses itens. Cada tipo de alimento exerce uma função em nosso organismo - ou seja, no fim das contas, se completam. Para te ajudar a entender qual a proporção correta de cada tipo na hora de montar o prato ideal, o Cuidados Mil preparou um infográfico bem completo sobre o assunto.

-

-

50% do prato ideal é composto por vegetais

Legumes e verduras devem compor 50% do seu prato. É importante manter um equilíbrio entre os vegetais cozidos e crus. Na hora de montar o prato, use alimentos de cores variadas para uma refeição bem colorida. Cenoura, abóbora, beterraba, brócolis, couve manteiga ou couve-flor, abobrinha ou berinjela entram na lista de opções que podem ser cozidas. Alface, agrião e rúcula está entre as verduras mais comuns. Já o rabanete, tomate e ervas frescas podem complementar a parte de vegetais para um prato mais colorido e equilibrado.

O prato ideal precisa ter 25% de carboidratos

Os carboidratos são bastante necessários para oferecer ao corpo a quantidade de energia que precisa para se manter. Esse nutriente precisa compor 25% do seu prato. O mais conhecido é o arroz, mas você também pode incluir batatas, milho ou mandioca (aipim ou macaxeira, dependendo da sua região). No caso do arroz, prefira a versão integral, que é mais rica em fibras. A batata-doce também é mais indicada para as refeições, mas seguindo essa proporção não tem problema. Se você tiver alguma dieta mais restrita, converse com seu nutricionista para entender qual o tipo de carboidrato mais indicado.

Seu prato precisa ter 25% de proteínas, divididas entre vegetais e animal

Para completar, o seu prato precisa de proteínas, um nutriente que exerce muitas funções no funcionamento do corpo. O ideal é que sejam divididas entre proteínas vegetais e animal. Feijões, grão-de-bico, lentilha, ervilha compõem o primeiro grupo. Já a carne bovina, frango, peixes, carne de porco e ovos fazem parte das proteínas animais. Se você segue uma dieta sem uso de alimentos de origem animal, a Sociedade Vegetariana Brasileira recomenda seguir a mesma proporção, mas investindo em variedade de proteínas vegetais: você pode incluir, por exemplo, uma porção de castanhas para complementar.

Últimas novidades

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

Saúde

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

A herpes labial é causada pelo vírus HSV (Herpes Simplex Virus) e se divide em dois tipos, o HSV-1, que geralmente fica alocado na cavidade bucal, e o HSV-2, que atinge os genitais. Ambos são extremamente contagiosos, mas o primeiro é o mais comum. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial da Saúde estima que 67% da população está infectada por ele.

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

Exercício físico

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

A quarentena fez muita gente aderir aos exercícios físicos caseiros - e isso é um bom sinal. Ficar em casa sem se movimentar pode gerar diversos problemas de saúde típicos do sedentarismo. As dores na coluna são um dos principais exemplos. No entanto, para que a atividade física renda os benefícios desejados, é preciso cuidado e respeito aos limites do corpo.

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Bem-estar

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Os meses de isolamento por causa da pandemia do coronavírus podem deixar algumas consequências na vida da população mesmo quando a rotina voltar ao normal. As pessoas tiveram que se adaptar a um novo modo de vida em meio à incertezas sobre a saúde. A volta à vida normal, mesmo quando os casos da doença diminuírem consideravelmente, pode ser difícil para algumas pessoas.

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Alimentação saudável

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Você consome feijão todos os dias? Apesar de ser um item muito consumido no Brasil, pouca gente sabe da importância não apenas do feijão, mas de todas as leguminosas, para a saúde do nosso corpo. Assim como os legumes, verduras, frutas e hortaliças, as leguminosas devem fazer parte das refeições diariamente. Ricas em fibras, proteínas, carboidratos, também são uma fonte poderosa de ferro.

Ver mais