Voltar para home page
Alimentação saudável

O prato ideal: veja um infográfico com a proporção correta de nutrientes e tipos de alimentos?

A alimentação é um dos fatores mais importantes para a saúde humana: mantém a imunidade no nível adequado, regula o metabolismo, ajuda no funcionamento dos órgãos, previne doenças, evita deficiência de vitaminas e nutrientes. Mas você já se perguntou quanto de vegetais, proteínas, grãos e carboidratos precisa colocar no seu prato? Uma refeição, para ser considerada equilibrada, precisa conter todos esses itens. Cada tipo de alimento exerce uma função em nosso organismo - ou seja, no fim das contas, se completam. Para te ajudar a entender qual a proporção correta de cada tipo na hora de montar o prato ideal, o Cuidados Mil preparou um infográfico bem completo sobre o assunto.

-

-

50% do prato ideal é composto por vegetais

Legumes e verduras devem compor 50% do seu prato. É importante manter um equilíbrio entre os vegetais cozidos e crus. Na hora de montar o prato, use alimentos de cores variadas para uma refeição bem colorida. Cenoura, abóbora, beterraba, brócolis, couve manteiga ou couve-flor, abobrinha ou berinjela entram na lista de opções que podem ser cozidas. Alface, agrião e rúcula está entre as verduras mais comuns. Já o rabanete, tomate e ervas frescas podem complementar a parte de vegetais para um prato mais colorido e equilibrado.

O prato ideal precisa ter 25% de carboidratos

Os carboidratos são bastante necessários para oferecer ao corpo a quantidade de energia que precisa para se manter. Esse nutriente precisa compor 25% do seu prato. O mais conhecido é o arroz, mas você também pode incluir batatas, milho ou mandioca (aipim ou macaxeira, dependendo da sua região). No caso do arroz, prefira a versão integral, que é mais rica em fibras. A batata-doce também é mais indicada para as refeições, mas seguindo essa proporção não tem problema. Se você tiver alguma dieta mais restrita, converse com seu nutricionista para entender qual o tipo de carboidrato mais indicado.

Seu prato precisa ter 25% de proteínas, divididas entre vegetais e animal

Para completar, o seu prato precisa de proteínas, um nutriente que exerce muitas funções no funcionamento do corpo. O ideal é que sejam divididas entre proteínas vegetais e animal. Feijões, grão-de-bico, lentilha, ervilha compõem o primeiro grupo. Já a carne bovina, frango, peixes, carne de porco e ovos fazem parte das proteínas animais. Se você segue uma dieta sem uso de alimentos de origem animal, a Sociedade Vegetariana Brasileira recomenda seguir a mesma proporção, mas investindo em variedade de proteínas vegetais: você pode incluir, por exemplo, uma porção de castanhas para complementar.

Últimas novidades

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Saúde

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Diabetes é uma das doenças mais comuns e que mais matam no mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), existem mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença no Brasil e os números não param de crescer. Em muitos casos, uma pessoa pode ser diabética sem saber. A diabetes pode se manifestar nos tipos I e II: com ações diferentes no organismo, cada uma demanda um cuidado específico. Entenda mais e veja como evitar as complicações graves.

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

Bem-estar

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

As recomendações dos principais órgãos de saúde são claras: é preciso ficar em casa para se proteger do novo coronavírus. A quarentena, no entanto, pode ser muito estressante: afinal, estamos no meio de uma pandemia e longe dos amigos e família. Nesse momento, se promover alguns momentos de autocuidado e relaxamento podem ajudar. Pensando nisso, separamos 5 práticas para você cuidar do seu bem-estar físico e emocional e deixar os seus dias mais leves durante esse período difícil. Confira!

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

Saúde

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

A candidíase é uma doença causada por fungos que, em geral, atinge mais a região genital do corpo. Apesar da infecção poder afetar ambos os sexos, as mulheres são as que mais sofrem com o incômodo. A candidíase causa muito desconforto e pode ser desencadeada por desequilíbrios no sistema imunológico, estresse e uso de roupas muito apertadas. Os sintomas mais comuns são ardência, coceira, inchaço, corrimento, dor ao urinar e durante as relações sexuais. Entenda mais sobre o problema e como aliviar!

Como manter o sono regulado na quarentena?

Bem-estar

Como manter o sono regulado na quarentena?

A má qualidade de sono pode trazer diversos prejuízos para a saúde do corpo e da mente. É durante a noite que o organismo passa por processos metabólicos importantes para o seu funcionamento. Dormir a quantidade de horas recomendadas é fundamental para que o corpo se recupere energeticamente. Durante a quarentena, no entanto, as mudanças de rotina, associadas com o estresse e alimentação, podem desregular o sono e até mesmo contribuir para a insônia. Confira algumas dicas de como combater esse problema e dormir melhor nesse período complicado!

Ver mais