Voltar para home page
Bem-estar

O que devo considerar antes de iniciar uma atividade física?

Considere sair do sedentarismo: praticar alguma atividade física pode melhorar muito a sua saúde

Considere sair do sedentarismo: praticar alguma atividade física pode melhorar muito a sua saúde

Antes de começar uma atividade física é preciso avaliar alguns critérios: qual o seu objetivo? O que te deixa animado e feliz? Quanto tempo você tem disponível para se dedicar a um exercício ou esporte? No cenário atual, se movimentar nunca foi tão importante para a sua saúde (física e mental): pelo menos 47% da população brasileira é sedentária, segundo um levantamento feito pela Organização Mundial de Saúde (OMS), e a falta de atividades físicas é um fator de risco para diferentes doenças graves. Sair da estatística do sedentarismo te dará mais energia e beneficiará a sua qualidade de vida.

Escolha o exercício físico ideal: aeróbicos ou anaeróbicos?

Não adianta insistir em coisas que não te dão prazer e motivação e o mesmo se aplica a uma atividade física. Há opções para todos: enquanto algumas pessoas preferem exercícios mais explosivos e que dão uma carga de endorfina, outras elegem como favoritos aqueles que promovem calmaria e relaxamento. Por isso, antes de escolher uma, leve em consideração seu gosto pessoal e personalidade.

A divisão entre exercícios aeróbicos e anaeróbicos podem te ajudar a escolher a opção ideal. Os aeróbicos são atividades contínuas e de longa duração que exigem mais oxigênio para transportar energia para os músculos, estimulando o metabolismo e os sistemas cardiorrespiratório e vascular. Corrida, pedalada, natação e dança se enquadram nesse tipo. Já os anaeróbicos são exercícios que demandam mais força do praticante e com uso de menos músculos. Por outro lado, possuem mais intensidade e menor duração.

Determine quais são os seus objetivos antes de escolher uma atividade

Sabendo o seu gosto pessoal, é hora de escolher a atividade física ideal a partir do seu objetivo. Para emagrecer, priorize os exercícios aeróbicos. Agora se você quer ganhar massa, a musculação e treinos funcionais são os mais indicados. Atividades como corrida, natação, ciclismo e yoga são os recomendados para quem quer ter mais energia e ficar menos estressado.

Algumas atividades físicas são mais indicadas para determinadas situações e faixa-etária. Por isso, é fundamental que você consulte o seu médico antes e durante a prática para uma avaliação de saúde - ele vai determinar se você está apto para exercícios mais intensos ou se deve ter moderação. Outra coisa que não pode ignorar é o acompanhamento de um preparador físico para evitar lesões. Portanto, nunca comece uma atividade sozinho, principalmente se você for sedentário.

Endorfina: cérebro libera hormônios do bem-estar quando o corpo se movimenta

Exercícios podem proporcionar emagrecimento, ganho de músculos, aumento da autoestima e mais saúde, mas os benefícios não param por aí: você também pode se sentir mais relaxado e feliz depois de alguma prática. Isso ocorre porque o seu cérebro libera substâncias que proporcionam bem-estar quando o corpo está se movimentando. As chamadas endorfinas são hormônios neuromediadores que são liberadas gradualmente durante a atividade. Os especialistas alertam, no entanto, que a endorfina se manifesta principalmente em atividades que são agradáveis para o praticante. Por isso, é importante não associar os exercícios físicos com momentos de sofrimento. O ideal é respeitar o próprio limite para usufruir dos benefícios!

Quem determina o tempo de prática é você!

O tempo de dedicação ao exercício pode variar. Um tempo atrás, acreditava-se que era necessário passar pelo menos 30 minutos se exercitando para fazer algum efeito. Hoje em dia, já há um consenso de que as atividades usuais - caminhadas, faxinas, subir e descer escadas, entre outras - já contribuem muito para a saúde.

Com algumas mudanças, é possível alcançar uma vida mais saudável. A junção de uma alimentação equilibrada com atividades físicas pode trazer muitos benefícios, mas é preciso ter paciência e respeitar os limites do seu corpo, que está se adaptando a uma nova rotina. Também é importante considerar o seu relógio biológico para aproveitar melhor o exercício escolhido: se você não é acostumado a acordar mais cedo, prefira fazer a prática no horário de almoço ou à noite.

Últimas novidades

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

Saúde

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

A herpes labial é causada pelo vírus HSV (Herpes Simplex Virus) e se divide em dois tipos, o HSV-1, que geralmente fica alocado na cavidade bucal, e o HSV-2, que atinge os genitais. Ambos são extremamente contagiosos, mas o primeiro é o mais comum. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial da Saúde estima que 67% da população está infectada por ele.

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

Exercício físico

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

A quarentena fez muita gente aderir aos exercícios físicos caseiros - e isso é um bom sinal. Ficar em casa sem se movimentar pode gerar diversos problemas de saúde típicos do sedentarismo. As dores na coluna são um dos principais exemplos. No entanto, para que a atividade física renda os benefícios desejados, é preciso cuidado e respeito aos limites do corpo.

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Bem-estar

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Os meses de isolamento por causa da pandemia do coronavírus podem deixar algumas consequências na vida da população mesmo quando a rotina voltar ao normal. As pessoas tiveram que se adaptar a um novo modo de vida em meio à incertezas sobre a saúde. A volta à vida normal, mesmo quando os casos da doença diminuírem consideravelmente, pode ser difícil para algumas pessoas.

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Alimentação saudável

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Você consome feijão todos os dias? Apesar de ser um item muito consumido no Brasil, pouca gente sabe da importância não apenas do feijão, mas de todas as leguminosas, para a saúde do nosso corpo. Assim como os legumes, verduras, frutas e hortaliças, as leguminosas devem fazer parte das refeições diariamente. Ricas em fibras, proteínas, carboidratos, também são uma fonte poderosa de ferro.

Ver mais