Voltar para home page
Bem-estar

O que devo considerar antes de iniciar uma atividade física?

Considere sair do sedentarismo: praticar alguma atividade física pode melhorar muito a sua saúde

Considere sair do sedentarismo: praticar alguma atividade física pode melhorar muito a sua saúde

Antes de começar uma atividade física é preciso avaliar alguns critérios: qual o seu objetivo? O que te deixa animado e feliz? Quanto tempo você tem disponível para se dedicar a um exercício ou esporte? No cenário atual, se movimentar nunca foi tão importante para a sua saúde (física e mental): pelo menos 47% da população brasileira é sedentária, segundo um levantamento feito pela Organização Mundial de Saúde (OMS), e a falta de atividades físicas é um fator de risco para diferentes doenças graves. Sair da estatística do sedentarismo te dará mais energia e beneficiará a sua qualidade de vida.

Escolha o exercício físico ideal: aeróbicos ou anaeróbicos?

Não adianta insistir em coisas que não te dão prazer e motivação e o mesmo se aplica a uma atividade física. Há opções para todos: enquanto algumas pessoas preferem exercícios mais explosivos e que dão uma carga de endorfina, outras elegem como favoritos aqueles que promovem calmaria e relaxamento. Por isso, antes de escolher uma, leve em consideração seu gosto pessoal e personalidade.

A divisão entre exercícios aeróbicos e anaeróbicos podem te ajudar a escolher a opção ideal. Os aeróbicos são atividades contínuas e de longa duração que exigem mais oxigênio para transportar energia para os músculos, estimulando o metabolismo e os sistemas cardiorrespiratório e vascular. Corrida, pedalada, natação e dança se enquadram nesse tipo. Já os anaeróbicos são exercícios que demandam mais força do praticante e com uso de menos músculos. Por outro lado, possuem mais intensidade e menor duração.

Determine quais são os seus objetivos antes de escolher uma atividade

Sabendo o seu gosto pessoal, é hora de escolher a atividade física ideal a partir do seu objetivo. Para emagrecer, priorize os exercícios aeróbicos. Agora se você quer ganhar massa, a musculação e treinos funcionais são os mais indicados. Atividades como corrida, natação, ciclismo e yoga são os recomendados para quem quer ter mais energia e ficar menos estressado.

Algumas atividades físicas são mais indicadas para determinadas situações e faixa-etária. Por isso, é fundamental que você consulte o seu médico antes e durante a prática para uma avaliação de saúde - ele vai determinar se você está apto para exercícios mais intensos ou se deve ter moderação. Outra coisa que não pode ignorar é o acompanhamento de um preparador físico para evitar lesões. Portanto, nunca comece uma atividade sozinho, principalmente se você for sedentário.

Endorfina: cérebro libera hormônios do bem-estar quando o corpo se movimenta

Exercícios podem proporcionar emagrecimento, ganho de músculos, aumento da autoestima e mais saúde, mas os benefícios não param por aí: você também pode se sentir mais relaxado e feliz depois de alguma prática. Isso ocorre porque o seu cérebro libera substâncias que proporcionam bem-estar quando o corpo está se movimentando. As chamadas endorfinas são hormônios neuromediadores que são liberadas gradualmente durante a atividade. Os especialistas alertam, no entanto, que a endorfina se manifesta principalmente em atividades que são agradáveis para o praticante. Por isso, é importante não associar os exercícios físicos com momentos de sofrimento. O ideal é respeitar o próprio limite para usufruir dos benefícios!

Quem determina o tempo de prática é você!

O tempo de dedicação ao exercício pode variar. Um tempo atrás, acreditava-se que era necessário passar pelo menos 30 minutos se exercitando para fazer algum efeito. Hoje em dia, já há um consenso de que as atividades usuais - caminhadas, faxinas, subir e descer escadas, entre outras - já contribuem muito para a saúde.

Com algumas mudanças, é possível alcançar uma vida mais saudável. A junção de uma alimentação equilibrada com atividades físicas pode trazer muitos benefícios, mas é preciso ter paciência e respeitar os limites do seu corpo, que está se adaptando a uma nova rotina. Também é importante considerar o seu relógio biológico para aproveitar melhor o exercício escolhido: se você não é acostumado a acordar mais cedo, prefira fazer a prática no horário de almoço ou à noite.

Últimas novidades

Os 10 alimentos mais ricos em fibras e os efeitos no seu organismo

Bem-estar

Os 10 alimentos mais ricos em fibras e os efeitos no seu organismo

Para manter a saúde em dia, é essencial ter cuidado com a alimentação. Uma dieta equilibrada e rica em nutrientes pode prevenir diversas doenças e ajudar a tratar outras. As fibras, por exemplo, não são nutrientes, mas são elementos essenciais para o sistema digestivo e que melhoram a função intestinal, prevenindo diversas doenças. Por isso, é muito importante ter uma alimentação abundante nessa substância. Descubra aqui 10 alimentos ricos em fibras para incluir na sua dieta.

Câncer de pele: tipos mais comuns, sintomas e tratamentos

Saúde

Câncer de pele: tipos mais comuns, sintomas e tratamentos

O câncer de pele é um dos mais frequentes no Brasil. Segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer), esse tipo de câncer representa 25% dos tumores malignos identificados no país, o que significa que cerca de 180 mil brasileiros são diagnosticados por ano com a doença. A principal causa desse tipo de câncer é o excesso de exposição solar, que resulta no crescimento descontrolado das células presentes na pele. O câncer de pele é discreto e normalmente se manifesta com pequenas pintas que crescem devagar, que às vezes nem parecem preocupantes. Por isso, é importante ficar atento a qualquer irregularidade na pele. Confira abaixo tudo sobre o câncer de pele!

Infarto do miocárdio: como identificar um ataque cardíaco?

Saúde

Infarto do miocárdio: como identificar um ataque cardíaco?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 17 milhões de pessoas morrem de problemas cardiovasculares, como o infarto do miocárdio, todos os anos no mundo. Em casos de ataque cardíaco, receber os cuidados médicos necessários o quanto antes pode salvar muitas vidas. Por isso, é fundamental ser capaz de identificar um infarto e saber o que fazer de imediato. Veja algumas dicas abaixo!

Quais as causas mais comuns das pedras na vesícula?

Saúde

Quais as causas mais comuns das pedras na vesícula?

As pedras na vesícula são mais comuns do que se imagina e podem aparecer por diferentes razões. A principal função da vesícula é servir de recipiente para a bile, um líquido produzido no tecido hepático que auxilia na digestão dos alimentos e seus nutrientes. Mas o que acontece quando esse órgão é afetado por um desequilíbrio? A bile começa a empedrar - e é aí que surgem os cálculos biliares, popularmente conhecidos como pedras na vesícula. Entenda mais abaixo!

Ver mais