Voltar para home page
Saúde

O que é autismo? Entenda mais sobre o Transtorno do Espectro Autista

Entenda mais sobre as diferenças e níveis do autismo

Entenda mais sobre as diferenças e níveis do autismo

O autismo (ou Transtorno do Espectro Autista, o TEA) é uma condição psiquiátrica que atinge aproximadamente 2 milhões de pessoas no Brasil. O transtorno leva a alcunha de “espectro” por interferir e dificultar várias áreas do desenvolvimento humano: socialização, comunicação verbal e não-verbal, aprendizagem e emoções. O TEA pode se manifestar em diferentes níveis e intensidade, o que define quais áreas serão mais afetadas.

Transtorno do Espectro Autista se desenvolve em vários graus

O Transtorno do Espectro Autista é mais complexo do que se imagina. Primeiro, ele não é um só e se desenvolve em vários níveis, do moderado ao mais grave. A Síndrome de Asperger é considerada o nível mais leve da condição. Pessoas diagnosticadas com esse nível do transtorno costumam ter uma inteligência acima do normal e são considerados superdotados, geralmente fixados em um só assunto. O Transtorno Invasivo do Desenvolvimento (TID) é uma forma mais intensa da Síndrome de Asperger, mas ainda moderada, caracterizada por dificuldades de socialização e de comunicação. Já o chamado Transtorno Autista é um espectro mais grave, em que o indivíduo não faz contato visual, dificilmente se comunica verbalmente e faz movimentos repetitivos com frequência.

Há ainda o Transtorno Desintegrativo da Infância (TDI), forma mais grave de autismo, que compromete capacidades cognitivas, linguísticas, sociais e afetivas, sem possibilidade de recuperação por meio de tratamentos. O TDI é bem raro e costuma manifestar os primeiros sintomas na primeira infância, entre 2 e 4 anos de idade. Formas mais graves podem desencadear outros problemas, como a epilepsia e deficiências intelectuais.

Tratamento do autismo depende de vários profissionais de saúde

Como o autismo é um transtorno do espectro, ele atinge diversas especialidades que devem ser trabalhadas isoladamente e em conjunto. Um diagnóstico precoce garante uma maior qualidade de vida à criança. É necessário um acompanhamento com fonoaudiólogos, psicólogos, psiquiatras, terapeutas ocupacionais e neurologistas para que o tratamento seja feito de forma completa. É fundamental estimular todas as capacidades do autista. A família também pode precisar de algum acompanhamento para lidar e aprender como agir em determinadas situações. Lembrando que a pessoa com algum Transtorno do Espectro Autista pode levar uma vida completamente normal - em alguns casos (do autismo moderado à grave), porém, é necessário um cuidado maior na adaptação do ambiente e rotina.

Últimas novidades

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Saúde

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Diabetes é uma das doenças mais comuns e que mais matam no mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), existem mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença no Brasil e os números não param de crescer. Em muitos casos, uma pessoa pode ser diabética sem saber. A diabetes pode se manifestar nos tipos I e II: com ações diferentes no organismo, cada uma demanda um cuidado específico. Entenda mais e veja como evitar as complicações graves.

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

Bem-estar

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

As recomendações dos principais órgãos de saúde são claras: é preciso ficar em casa para se proteger do novo coronavírus. A quarentena, no entanto, pode ser muito estressante: afinal, estamos no meio de uma pandemia e longe dos amigos e família. Nesse momento, se promover alguns momentos de autocuidado e relaxamento podem ajudar. Pensando nisso, separamos 5 práticas para você cuidar do seu bem-estar físico e emocional e deixar os seus dias mais leves durante esse período difícil. Confira!

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

Saúde

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

A candidíase é uma doença causada por fungos que, em geral, atinge mais a região genital do corpo. Apesar da infecção poder afetar ambos os sexos, as mulheres são as que mais sofrem com o incômodo. A candidíase causa muito desconforto e pode ser desencadeada por desequilíbrios no sistema imunológico, estresse e uso de roupas muito apertadas. Os sintomas mais comuns são ardência, coceira, inchaço, corrimento, dor ao urinar e durante as relações sexuais. Entenda mais sobre o problema e como aliviar!

Como manter o sono regulado na quarentena?

Bem-estar

Como manter o sono regulado na quarentena?

A má qualidade de sono pode trazer diversos prejuízos para a saúde do corpo e da mente. É durante a noite que o organismo passa por processos metabólicos importantes para o seu funcionamento. Dormir a quantidade de horas recomendadas é fundamental para que o corpo se recupere energeticamente. Durante a quarentena, no entanto, as mudanças de rotina, associadas com o estresse e alimentação, podem desregular o sono e até mesmo contribuir para a insônia. Confira algumas dicas de como combater esse problema e dormir melhor nesse período complicado!

Ver mais