Voltar para home page
Exercício físico

O que é ginástica laboral e como o método pode te ajudar no dia a dia?

A ginástica laboral ajuda a melhorar a postura corporal errada e combate os efeitos dos esforços repetitivos no corpo

A ginástica laboral ajuda a melhorar a postura corporal errada e combate os efeitos dos esforços repetitivos no corpo

Se você trabalha em escritório, certamente já deve ter sentido algum tipo de desconforto muscular enquanto realizava suas atividades de trabalho. Por isso, a ginástica laboral tem se tornado uma grande aliada no combate aos efeitos da postura corporal errada e, principalmente, aos esforços repetitivos durante o expediente. A técnica, que é baseada nos exercícios de alongamento nas diferentes partes do corpo, tem como objetivo oferecer mais qualidade e bem-estar à sua rotina de trabalho. Mas, como qualquer outra ginástica, é importante ter o acompanhamento de um profissional especialista. Veja abaixo como a ginástica laboral pode melhorar o seu dia a dia!

Ginástica laboral: entenda as variações da modalidade

Com o objetivo de recuperar a qualidade de vida e tornar a rotina mais confortável, a ginástica laboral oferece algumas classificações, variando de acordo com as particularidades e necessidades das pessoas. Sendo assim, a partir do tempo disponibilizado durante o trabalho, é possível praticar a modalidade de três formas:

Ginástica laboral preparatória: nesse caso, o objetivo principal é preparar o organismo para o trabalho físico, melhorando a respiração, disposição e a concentração. Exercícios de coordenação, equilíbrio, flexibilidade e resistência muscular são os mais usados nessa modalidade;

Ginástica laboral compensatória: realizada durante o expediente, esse tipo de ginástica laboral busca o alívio de qualquer tensão muscular causada pela má postura e o esforço excessivo. Com exercícios de correção de postura, alongamentos e flexibilidade, ela ajuda na correção postural e na prevenção de fadiga muscular;

Ginástica laboral de relaxamento: feita durante o fim da jornada de trabalho, esse tipo de ginástica tem como foco aliviar as tensões e o estresse. Nesse caso, automassagens, exercícios respiratórios, alongamentos e meditação estão na lista de atividades realizadas.

Como é feita a ginástica laboral?

Ao contrário do que algumas pessoas acreditam, a ginástica laboral não exige um espaço específico ou gigantesco para ser realizada. Sendo assim, ela pode ser aderida pelos colaboradores de forma prática e sem precisar de deslocamento para as aulas. Com intervenções entre 10 e 15 minutos, ela é uma importante ferramenta para melhorar o desempenho dos colaboradores e garantir uma boa qualidade de vida.

Veja 3 benefícios da ginástica laboral para a sua rotina

Assim como qualquer outro exercício físico, a ginástica laboral praticada com responsabilidade pode garantir muitos benefícios ao seu dia a dia. Descubra alguns:

1) Reduz o sedentarismo

Um dos benefícios da ginástica laboral é a pluralidade de aptidões trabalhadas no corpo. Resistência muscular, sistema cardiovascular e respiratório, flexibilidade, entre outros. Por isso, a modalidade proporciona a redução do sedentarismo. Além dele, é possível reduzir os sintomas de estresse e ansiedade causados pela rotina de trabalho e a necessidade de produtividade.

2) Melhora o condicionamento físico

Ainda que trabalhe exercícios simples, a ginástica laboral contribui para o alongamento do corpo, a respiração e a compensação muscular, resultando em uma melhora no condicionamento físico. Além disso, a disposição e o bem-estar para a jornada de trabalho também são impactados.

3) Previne o risco de doenças ocupacionais e alivia tensões

Não existem dúvidas de que o excesso de trabalho, a postura inadequada e a repetição constante dos mesmos movimentos podem resultar em algumas doenças, como lesões de esforço repetitivo e distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho. Com a ajuda da ginástica laboral, é possível prevenir a ocorrência das principais doenças relacionadas à rotina de trabalho.

Últimas novidades

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Saúde

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Diabetes é uma das doenças mais comuns e que mais matam no mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), existem mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença no Brasil e os números não param de crescer. Em muitos casos, uma pessoa pode ser diabética sem saber. A diabetes pode se manifestar nos tipos I e II: com ações diferentes no organismo, cada uma demanda um cuidado específico. Entenda mais e veja como evitar as complicações graves.

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

Bem-estar

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

As recomendações dos principais órgãos de saúde são claras: é preciso ficar em casa para se proteger do novo coronavírus. A quarentena, no entanto, pode ser muito estressante: afinal, estamos no meio de uma pandemia e longe dos amigos e família. Nesse momento, se promover alguns momentos de autocuidado e relaxamento podem ajudar. Pensando nisso, separamos 5 práticas para você cuidar do seu bem-estar físico e emocional e deixar os seus dias mais leves durante esse período difícil. Confira!

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

Saúde

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

A candidíase é uma doença causada por fungos que, em geral, atinge mais a região genital do corpo. Apesar da infecção poder afetar ambos os sexos, as mulheres são as que mais sofrem com o incômodo. A candidíase causa muito desconforto e pode ser desencadeada por desequilíbrios no sistema imunológico, estresse e uso de roupas muito apertadas. Os sintomas mais comuns são ardência, coceira, inchaço, corrimento, dor ao urinar e durante as relações sexuais. Entenda mais sobre o problema e como aliviar!

Como manter o sono regulado na quarentena?

Bem-estar

Como manter o sono regulado na quarentena?

A má qualidade de sono pode trazer diversos prejuízos para a saúde do corpo e da mente. É durante a noite que o organismo passa por processos metabólicos importantes para o seu funcionamento. Dormir a quantidade de horas recomendadas é fundamental para que o corpo se recupere energeticamente. Durante a quarentena, no entanto, as mudanças de rotina, associadas com o estresse e alimentação, podem desregular o sono e até mesmo contribuir para a insônia. Confira algumas dicas de como combater esse problema e dormir melhor nesse período complicado!

Ver mais