Voltar para home page
Saúde

Outubro rosa: 5 formas de se proteger contra o câncer de mama

Outubro rosa: campanha conscientiza sobre a importância de se prevenir contra o câncer de mama

Outubro rosa: campanha conscientiza sobre a importância de se prevenir contra o câncer de mama

Outubro é o mês de conscientização sobre a prevenção do câncer de mama. Causado pela multiplicação desequilibrada das células da mama, dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer) apontam que esse tipo de câncer deve atingir cerca de 66 mil pessoas no Brasil em 2020 . O câncer de mama é um dos mais comuns que atinge as mulheres no Brasil e no mundo, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Apesar de raro, o câncer de mama também pode atingir homens.

A campanha do Outubro Rosa promove conhecimento sobre a doença e fala da importância de se prevenir, já que o diagnóstico na fase inicial aumenta as possibilidades de tratamentos menos invasivos e até mesmo de cura. Mulheres de todas as idades devem se prevenir. Veja abaixo as 5 formas de diminuir as chances de desenvolvimento da doença.

1) Faça o auto exame das mamas

O autoexame das mamas é uma das melhores formas de conhecer o próprio corpo e identificar alguma anormalidade na região. Seja um caroço de qualquer tamanho, alguma mancha ou mesmo uma textura diferente, qualquer sinal deve ligar o seu alerta. A recomendação é fazer o autoexame sete dias depois do início da menstruação, já que o período deixa as mamas naturalmente mais inchadas. Caso identifique qualquer alteração, procure o seu médico o quanto antes.

2) Visitas anuais ao ginecologista ajudam a identificar o câncer de mama e outras doenças

As consultas de rotina com o ginecologista não devem ser ignoradas. É importante que toda mulher vá ao ginecologista pelo menos uma vez ao ano para exames de rotina. O médico vai avaliar as mamas e pode pedir exames complementares, como ultrassonografias. Além do câncer de mama, o hábito ajuda a prevenir outras doenças graves, como o câncer de colo do útero. Lembre-se: a prevenção e o diagnóstico precoce são as melhores formas de se proteger contra a doença.

3) Mamografia a partir dos 40 anos

Mulheres a partir dos 40 anos ou que têm histórico de câncer de mama na família precisam fazer um mapeamento mais específico. A mamografia, que também pode ser feita em homens, ajuda a identificar qualquer alteração nas mamas, mesmo caroços super pequenos. O exame também fornece características do nódulo, quando encontrado, como tamanho e tipo.

4) Boa alimentação ao longo da vida diminui os riscos do câncer de mama

Não há dúvidas de que uma alimentação equilibrada e nutritiva é capaz de afastar muitas doenças. Em conjunto com as outras práticas já citadas, ter hábitos saudáveis pode diminuir as chances de desenvolvimento do câncer de mama. Consuma frutas e vegetais, priorize alimentos frescos e evite gorduras saturadas e ultraprocessados. Sua saúde agradece!

5) Estilo de vida saudável também ajuda a prevenir o câncer de mama

Segundo o Inca, uma média de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com hábitos saudáveis. Além da alimentação, outro fator que ajuda a prevenir a doença é a prática de exercícios físicos regulares. Musculação, natação ou mesmo caminhadas podem fazer parte da rotina. Evitar o abuso de bebidas alcóolicas e de hormônios sintéticos também são importantes para prevenir a doença.

Últimas novidades

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

Saúde

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

O câncer de ovário é difícil de ser diagnosticado, sendo a segunda neoplasia ginecológica mais comum. Esse tipo de câncer é o mais letal entre os cânceres ginecológicos. Mais frequente em mulheres com mais de 40 anos, o câncer de ovário demora a apresentar sintomas, o que resulta no diagnóstico tardio. Estima-se que cerca de 75% dos casos são diagnosticados quando a doença já está avançada.

Como manter a diabetes controlada?

Saúde

Como manter a diabetes controlada?

A diabetes é uma doença metabólica em que o corpo não consegue produzir uma quantidade suficiente de insulina, hormônio responsável pelo controle da glicose no sangue. Com a falta da substância, o paciente diabético sofre com o aumento do nível de glicose na corrente sanguínea, que é o que chamamos de hiperglicemia. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que 9 milhões de pessoas têm diabetes, e infelizmente esse é um número que só cresce a cada ano. Então, o que fazer para manter a diabetes controlada? Separamos algumas dicas que podem ajudar no problema.

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Saúde

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Ouvir música é um hábito que faz parte da vida de muita gente. Basta ir às ruas e observar a quantidade de pessoas com fones de ouvido imersos em seu próprio universo para se dar conta de como a música está presente em todo lugar. No entanto, é importante ficar atento ao volume e a frequência desse hábito. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), quase 50% das pessoas entre 12 e 35 anos correm o risco de sofrer perda auditiva por causa da exposição prolongada e excessiva a sons muito altos, o que corresponde a 1,1 bilhão da população.

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Exercício físico

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Quando uma mulher está grávida, surgem muitas dúvidas sobre a realização de atividades físicas durante a gestação e como isso deve ser feito sem prejudicar a saúde da nova mamãe ou do bebê que está a caminho. É importante conversar com o obstetra antes de dar início a essa rotina, mas geralmente os exercícios físicos são bastante benéficos para o desenvolvimento da gestação. Para entender melhor quais são os benefícios dessa prática, quais são os exercícios físicos mais indicados para mulheres grávidas e que cuidados são necessários, o Cuidados Mil preparou uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o assunto.

Ver mais