Voltar para home page
Saúde

Por que preciso de um plano dentário?

O plano dentário é um cuidado preventivo para evitar futuros problemas com a saúde bucal

O plano dentário é um cuidado preventivo para evitar futuros problemas com a saúde bucal

Você sabe a importância de ter um plano dentário? Nossos dentes, assim como o resto do corpo, precisam de cuidados periódicos. Por isso, visitas ao dentistas são necessárias para que você possa sorrir sem preocupação. Aliás, quem não gosta de ter um sorriso bonito e saudável? Ter um plano dental vai além de estética, é um cuidado preventivo para evitar qualquer futuro problema que possa ocasionar dores e desconforto. O plano odontológico é a oportunidade de garantir o sorriso em dia sem ter que arcar com custos de clínicas particulares.

Plano dental reduz os custos com saúde bucal

Apenas o custo de uma limpeza, por exemplo, já compensa o valor do plano dental. Essa ida para limpar os dentes deve ser feita ao menos duas vezes por ano e é fundamental para que a saúde da boca se mantenha até a idade avançada. Isso permite que problemas muito pequenos não evoluam e assim tratamentos mais longos e caros sejam evitados.

Quais os benefícios de ter um plano odontológico?

Outro benefício do plano odontológico é que assim como o plano de saúde, ele é uma segurança para problemas bucais, que possam ocorrer de maneira inesperada, como uma quebra de dente ou uma dor inexplicável. Nesses casos, o beneficiário pode procurar um profissional da rede credenciada. Já imaginou seu filho pequeno, que possui mais chances de machucar os dentes durante uma brincadeira, sem algum dentista de confiança? Um plano odontológico é a segurança e conforto para cuidar do sorriso sempre.

Últimas novidades

Hepatite virais: quais são as causas, sintomas e tratamentos?

Saúde

Hepatite virais: quais são as causas, sintomas e tratamentos?

As hepatites virais afetam mais de 400 milhões de pessoas todos os anos no mundo inteiro, segundo a Organização Pan-Americana de Saúde. Considerado um grave problema de saúde pública, os tipos mais comuns da doença no Brasil são as hepatites A, B e C. A infecção atinge o fígado e pode não apresentar sintomas, possibilitando o diagnóstico apenas em graus mais avançados da doença.

Nutrientes e saúde mental: saiba como a deficiência de vitaminas e minerais pode afetar o psicológico

Saúde

Nutrientes e saúde mental: saiba como a deficiência de vitaminas e minerais pode afetar o psicológico

Todo mundo sabe o impacto que uma dieta rica e nutritiva exerce na prevenção doenças cardíacas e endócrinas, mas você costuma associar a saúde mental com a sua alimentação? A maioria das pessoas não. Estresse, cansaço mental e ansiedade são transtornos muito comuns. No caso da depressão, o Brasil é considerado o país da América Latina com mais casos: segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 5,8% dos brasileiros sofrem com o problema - no mundo todo, são 322 milhões de pessoas.

Como desacelerar antes de dormir? Veja os benefícios dessa prática na qualidade do seu sono!

Bem-estar

Como desacelerar antes de dormir? Veja os benefícios dessa prática na qualidade do seu sono!

Um dia cheio de tarefas, estresse ou ansiedade pode impactar diretamente o seu sono. Insônia e noites mal dormidas são uma resposta natural do nosso corpo a essas situações. Além de ter o humor e produtividade prejudicados no dia seguinte, qualquer alteração no período destinado ao descanso pode se refletir na saúde: é na hora de dormir que o nosso corpo repõe energia, fortalece o sistema imunológico, libera hormônios e estabiliza a memória.

Como a amamentação interfere a saúde das crianças?

Saúde

Como a amamentação interfere a saúde das crianças?

A amamentação é uma maneira eficaz, segura e acessível para criar vínculos de afeto e proporcionar todas as necessidades nutricionais que um bebê precisa para se desenvolver bem. O leite materno é a melhor estratégia para reduzir a mortalidade infantil e também tem implicações benéficas na saúde emocional da mãe. É por isso que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o aleitamento materno exclusivo até os seis meses e complementado até dois anos de idade.

Ver mais