Voltar para home page
Saúde

Pressão arterial: saiba como medir e interpretar os resultados

Saiba como medir a pressão arterial e interpretar os resultados!

Saiba como medir a pressão arterial e interpretar os resultados!

A aferição da pressão arterial costuma ser uma prática comum em casos específicos. Geralmente, as pessoas que têm esse hábito já foram diagnosticadas com hipertensão ou são mulheres grávidas - que precisam manter o controle da pressão arterial a cada consulta de pré-natal. Fazer essa checagem regularmente pode prevenir o descontrole da pressão arterial, além de garantir o socorro imediato quando necessário. Nos dois casos, você precisa entender o mecanismo do aparelho de pressão arterial e saber interpretar os resultados.

O que é pressão arterial e o que os números do aparelho indicam?

Os valores indicados no aparelho de pressão arterial se referem à pressão com que o sangue percorre o seu corpo depois que é bombeado pelo coração. Os dois números são relacionados aos movimentos cardíacos de sístole e diástole - respectivamente, quando o coração se contrai, bombeando o sangue para o corpo, e relaxa, se enchendo de sangue para repetir o processo em seguida. O número máximo é o sistólico e indica a força de bombeamento do coração. O segundo (e menor) número é o diastólico e indica a pressão dos vasos sanguíneos em todo o corpo quando o coração relaxa — o caminho de volta do sangue.

Quais são os níveis estabelecidos de pressão arterial normal, alta e baixa?

  • O nível de pressão arterial saudável e ideal para um adulto é, no máximo, 12/8 ou 120/80 mmHg - sendo 12 a pressão sistólica e 8, a diastólica. Esses valores devem ser levados em consideração nos momentos em que a pessoa estiver em repouso.
  • Quando os valores de aferição de pressão chegam ou passam de 14/9 se caracteriza a hipertensão. Nesse caso, a busca de ajuda médica é essencial para que um tratamento seja estabelecido e outras consequências da condição sejam evitadas.
  • Quem tem a pressão arterial entre 12/8, que é normal, e 14/9 que é alto, precisa ficar atento: existe a predisposição a um quadro de hipertensão. É necessário acompanhar a pressão regularmente e priorizar um estilo de vida mais saudável.
  • Um quadro de hipotensão — ou pressão baixa — é identificado quando estes valores estão mais baixos do que 10/6. Nesse caso, é normal que a pessoa se sinta nauseada, tonta e pode, até mesmo, desmaiar. Fique atento aos sinais!

Qual é a maneira correta de aferir pressão?

A melhor forma de aferir a pressão em casa é utilizando um aparelho digital, de preferência o que tem a braçadeira. O mais importante é saber a maneira correta de fazer o procedimento. No caso do primeiro, é preciso colocar a braçadeira a cerca de 3 cm da dobra do cotovelo e deixar o fio por cima do braço. Sentado, com o cotovelo apoiado numa altura acima do diafragma e a palma da mão virada para cima, ligue o aparelho e deixe que ele faça toda a leitura.

Evite o uso de acessórios, como pulseiras e elásticos de cabelo apertados nos braços, e mantenha as pernas desdobradas. Durante a medição, é importante ficar imóvel, respirar normalmente e evitar qualquer atividade que modifique a respiração.

Fique atento aos sinais e não deixe de se consultar com um médico para garantir o acompanhamento da sua saúde geral e obter orientações sobre o melhor tratamento em caso de mudanças na sua pressão arterial.

Últimas novidades

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

Saúde

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

O câncer de ovário é difícil de ser diagnosticado, sendo a segunda neoplasia ginecológica mais comum. Esse tipo de câncer é o mais letal entre os cânceres ginecológicos. Mais frequente em mulheres com mais de 40 anos, o câncer de ovário demora a apresentar sintomas, o que resulta no diagnóstico tardio. Estima-se que cerca de 75% dos casos são diagnosticados quando a doença já está avançada.

Como manter a diabetes controlada?

Saúde

Como manter a diabetes controlada?

A diabetes é uma doença metabólica em que o corpo não consegue produzir uma quantidade suficiente de insulina, hormônio responsável pelo controle da glicose no sangue. Com a falta da substância, o paciente diabético sofre com o aumento do nível de glicose na corrente sanguínea, que é o que chamamos de hiperglicemia. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que 9 milhões de pessoas têm diabetes, e infelizmente esse é um número que só cresce a cada ano. Então, o que fazer para manter a diabetes controlada? Separamos algumas dicas que podem ajudar no problema.

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Saúde

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Ouvir música é um hábito que faz parte da vida de muita gente. Basta ir às ruas e observar a quantidade de pessoas com fones de ouvido imersos em seu próprio universo para se dar conta de como a música está presente em todo lugar. No entanto, é importante ficar atento ao volume e a frequência desse hábito. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), quase 50% das pessoas entre 12 e 35 anos correm o risco de sofrer perda auditiva por causa da exposição prolongada e excessiva a sons muito altos, o que corresponde a 1,1 bilhão da população.

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Exercício físico

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Quando uma mulher está grávida, surgem muitas dúvidas sobre a realização de atividades físicas durante a gestação e como isso deve ser feito sem prejudicar a saúde da nova mamãe ou do bebê que está a caminho. É importante conversar com o obstetra antes de dar início a essa rotina, mas geralmente os exercícios físicos são bastante benéficos para o desenvolvimento da gestação. Para entender melhor quais são os benefícios dessa prática, quais são os exercícios físicos mais indicados para mulheres grávidas e que cuidados são necessários, o Cuidados Mil preparou uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o assunto.

Ver mais