Voltar para home page
Saúde

Quais as causas mais comuns das pedras na vesícula?

Pedras na vesícula podem ser tratadas de várias formas, por isso, converse com seu médico!

Pedras na vesícula podem ser tratadas de várias formas, por isso, converse com seu médico!

As pedras na vesícula são mais comuns do que se imagina e podem aparecer por diferentes razões. A principal função da vesícula é servir de recipiente para a bile, um líquido produzido no tecido hepático que auxilia na digestão dos alimentos e seus nutrientes. Mas o que acontece quando esse órgão é afetado por um desequilíbrio? A bile começa a empedrar - e é aí que surgem os cálculos biliares, popularmente conhecidos como pedras na vesícula. Entenda mais abaixo!

Quais são os principais sintomas de pedras na vesícula?

Uma das características das pedras na vesícula é que ela pode ou não apresentar sintomas. Alguns pacientes podem ter dor intensa do lado direito superior do abdômen que se irradia para as costelas. Nesse caso, o incômodo costuma surgir meia hora após uma refeição, atingir um pico de intensidade e diminuir logo depois. Além disso, febre, náuseas e vômitos podem ser sinais de pedras na vesícula. Por outro lado, existem algumas situações em que os cálculos biliares podem ser assintomáticos, o que muitas vezes faz com que o quadro seja diagnosticado apenas durante exames de rotina.

Apesar de ser tratável, as pedras na vesícula quando não diagnosticadas cedo podem gerar problemas mais sérios, como inflamação do órgão e pancreatite, e até levar o paciente à óbito. Essas complicações podem ser evitadas com o diagnóstico precoce, por isso, ao menor sinal de que algo não está bem, procure um médico para receber o atendimento adequado.

Pedras na vesícula: entenda as principais causas do problema

Existe uma série de fatores que podem alterar a composição da bile e, consequentemente, resultar na formação de pedras na vesícula. As causas mais comuns, no entanto, envolvem diabetes, obesidade, hipertensão e fumo. Além disso, dietas ricas em gorduras e pobres em fibras e uma vida sedentária podem desencadear o problema. A elevação do nível de estrogênio, o uso prolongado de anticoncepcionais e predisposição genética também estão associados com a formação de cálculos biliares.

Existe tratamento para pedras na vesícula?

Sim, as pedras na vesícula são um problema que pode ser revertido. O tratamento é determinado de acordo com a gravidade do quadro. Em alguns casos, a recomendação é fazer uso de medicamentos que possam diluir os cálculos se for formado apenas por colesterol. Em outros, o médico pode recomendar uma cirurgia por laparoscopia para resolver o problema. Além disso, tratamento por ondas de choque para “quebrar” as pedras também podem ser uma possibilidade.

Veja alguns cuidados que podem prevenir as pedras na vesícula

Manter uma alimentação rica em fibras e evitar alimentos gordurosos que possam elevar o nível do colesterol são as principais formas de prevenir as pedras na vesícula. Outra atitude simples é evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, já que são líquidos que podem prejudicar o funcionamento do fígado. Além disso, o consumo regular de café, vegetais e oleaginosas, como nozes e castanha, podem diminuir o risco de cálculos biliares. Lembre-se: se você possui histórico familiar, é importante fazer consultas e exames regulares para acompanhar sua saúde geral.

Últimas novidades

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

Saúde

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

A herpes labial é causada pelo vírus HSV (Herpes Simplex Virus) e se divide em dois tipos, o HSV-1, que geralmente fica alocado na cavidade bucal, e o HSV-2, que atinge os genitais. Ambos são extremamente contagiosos, mas o primeiro é o mais comum. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial da Saúde estima que 67% da população está infectada por ele.

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

Exercício físico

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

A quarentena fez muita gente aderir aos exercícios físicos caseiros - e isso é um bom sinal. Ficar em casa sem se movimentar pode gerar diversos problemas de saúde típicos do sedentarismo. As dores na coluna são um dos principais exemplos. No entanto, para que a atividade física renda os benefícios desejados, é preciso cuidado e respeito aos limites do corpo.

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Bem-estar

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Os meses de isolamento por causa da pandemia do coronavírus podem deixar algumas consequências na vida da população mesmo quando a rotina voltar ao normal. As pessoas tiveram que se adaptar a um novo modo de vida em meio à incertezas sobre a saúde. A volta à vida normal, mesmo quando os casos da doença diminuírem consideravelmente, pode ser difícil para algumas pessoas.

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Alimentação saudável

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Você consome feijão todos os dias? Apesar de ser um item muito consumido no Brasil, pouca gente sabe da importância não apenas do feijão, mas de todas as leguminosas, para a saúde do nosso corpo. Assim como os legumes, verduras, frutas e hortaliças, as leguminosas devem fazer parte das refeições diariamente. Ricas em fibras, proteínas, carboidratos, também são uma fonte poderosa de ferro.

Ver mais