Voltar para home page
Bem-estar

Quais as vitaminas essenciais para o perfeito funcionamento do organismo?

As vitaminas são fundamentais para deixar o corpo mais forte e saudável

As vitaminas são fundamentais para deixar o corpo mais forte e saudável

Você sabe qual o papel das vitaminas no seu organismo? Esses nutrientes são responsáveis por manter o corpo humano mais forte e saudável: regenerar pele e ossos, fortalecer a imunidade e regular o metabolismo são alguns dos benefícios. Consumir variedade de frutas, legumes, verduras e grãos é a forma mais eficaz de ingerir as vitaminas, já que a maioria delas são absorvidas com uma alimentação equilibrada. As exceções são a vitamina D, que é produzida pelo próprio organismo e absorvida com a exposição solar, e a vitamina K, em que parte é gerada pela microflora intestinal. Em conjunto com outros hábitos - como praticar atividades físicas, manter relações sociais e dormir bem -, a alimentação é o caminho para uma vida mais saudável. Conheça as vitaminas fundamentais para o bom funcionamento do seu corpo!

Vitamina A

A vitamina A é fundamental para a proteção da pele e o fortalecimento do sistema imunológico pela sua ação antioxidante. Encontrada em alimentos de origem animal e vegetais, o nutriente também contribui para a visão (ao proteger a córnea), crescimento e renovação das células. A vitamina A é essencial para gestantes: o nutriente ajuda no desenvolvimento saudável do bebê. Está presente em alimentos como espinafre, brócolis, ovos, laranja, mamão papaia, cenoura e pêssego.

Vitaminas do Complexo B

As vitaminas do Complexo B (B1, B2, B3, B5, B6, B7, B9 e B12) têm um papel fundamental no corpo humano e atuam no sistema nervoso, metabolismo e nas células. Esses nutrientes fazem parte do grupo de hidrossolúveis, ou seja, que se dissolvem em água. As vitaminas do Complexo B não costumam ser armazenadas no organismo em grandes quantidades, por isso há necessidade de consumo diário. As principais fontes são carnes, cereais integrais, leites e derivados.

Vitamina C

Um dos micronutrientes mais conhecidos, a vitamina C é facilmente encontrada em frutas cítricas, como laranja, acerola, caju, morango e kiwi. Segundo o Ministério da Saúde, um dos principais benefícios desse nutriente está relacionado com a produção do colágeno, a proteína responsável por dar sustentação aos ossos, dentes e à parede dos vasos sanguíneos. A vitamina C também ajuda a potencializar a absorção de ferro no organismo e, por isso, nutricionistas indicam o consumo de alimentos com a vitamina logo após as principais refeições.

Vitamina D

A vitamina D é fundamental para metabolizar o fósforo e o cálcio no organismo, ou seja, o seu consumo impacta diretamente na saúde dos ossos. Além disso, sua atuação no sistema imunológico ajuda a prevenir doenças autoimunes, como a esclerose múltipla. O corpo humano produz grande parte da necessidade diária de Vitamina D, e de acordo com o Ministério da Saúde, em torno de 80% pode ser absorvido pela exposição solar - 15 a 20 minutos de sol até 10h da manhã ou depois das 16h parecem ser suficientes. Alimentos como salmão, atum, fígado bovino e leite integral também contêm a vitamina.

Vitamina E

Um dos principais benefícios da vitamina E está na sua propriedade antioxidante, já que o nutriente combate os radicais livres que causam distúrbios celulares. Além disso, a vitamina ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, tem ação anti-inflamatória e combate o mau colesterol. As principais fontes da vitamina E são os óleos vegetais, abacate, gema de ovo, sementes, nozes e castanhas.

Vitamina K

A vitamina K tem uma atuação muito importante na coagulação do sangue e mineralização óssea. Parte do nutriente é produzido pela flora intestinal, enquanto o restante precisa ser absorvido por meio de uma alimentação nutritiva. Vegetais verdes, como espinafre, couve, repolho, brócolis e alface, são as principais fontes da vitamina K. Ela também pode ser encontrada em fígado bovino e óleo de canola.

Fonte: Blog da Saúde (Ministério da Saúde).

Últimas novidades

Como escovar os dentes corretamente? Veja o passo a passo para não errar!

Odontologia

Como escovar os dentes corretamente? Veja o passo a passo para não errar!

Cuidar da higiene bucal é algo que deve fazer parte da rotina. Além de garantir um sorriso mais limpo, bonito e saudável, essa é a maneira mais eficiente de evitar problemas como a cárie, o tártaro e a gengivite. De uma maneira geral, a recomendação é que a escovação dos dentes seja feita pelo menos três vezes ao dia após as principais refeições - café da manhã, almoço e jantar.

Acupuntura: entenda o que é essa terapia, indicações e efeitos na saúde

Terapias

Acupuntura: entenda o que é essa terapia, indicações e efeitos na saúde

A acupuntura é uma técnica oriental que consiste no uso de agulhas em partes específicas do corpo com o objetivo de melhorar o bem-estar individual e promover o equilíbrio do corpo. Inclusive, a acupuntura é tão benéfica que vem sendo cada vez mais indicada como terapia complementar para diversas doenças que afetam a parte física e psicológica. Para entender melhor como o procedimento funciona, para quem ele é indicado e quais são os benefícios da acupuntura para o corpo, o Cuidados Mil reuniu as principais informações sobre isso. Confira!

Como a endoscopia é feita e quais as recomendações?

Saúde

Como a endoscopia é feita e quais as recomendações?

Você já ouviu falar na endoscopia? Este exame médico coleta imagens em tempo real das cavidades do sistema digestivo, sendo fundamental para o diagnóstico de doenças e até alguns tratamentos. Ele é realizado com um nível de sedação que vai depender da complexidade do procedimento, que pode ser tanto para avaliar uma gastrite quanto retirar tumores. Veja abaixo como o exame é feito, para que serve e quais são os casos recomendados para se fazer a endoscopia.

O que é a segunda onda de Covid-19 e o que a população pode fazer para evitá-la?

Saúde

O que é a segunda onda de Covid-19 e o que a população pode fazer para evitá-la?

O termo “segunda onda” é utilizado quando novos surtos começam a ocorrer após uma queda na taxa de transmissão do vírus. No caso da Covid-19, os especialistas alertaram sobre a possibilidade, mesmo que houvesse um achatamento significativo na curva de infectados. Historicamente, das oito pandemias que já ocorreram no mundo desde 1700, pelo menos sete tiveram mais de uma onda em alguma parte do mundo.

Ver mais