Voltar para home page
Terapias

Quais os últimos avanços da medicina no tratamento de Alzheimer?

Mal de Alzheimer atinge cerca de 1,2 milhão de pessoas no Brasil

Mal de Alzheimer atinge cerca de 1,2 milhão de pessoas no Brasil

A doença de Alzheimer é uma condição neurodegenerativa progressiva que atinge aproximadamente 1,2 milhão de pessoas no Brasil. O quadro leva à deterioração cognitiva das funções cerebrais ao longo do tempo, resultando na perda da memória, da linguagem, da razão e da habilidade de cuidar de si próprio. Mas, ainda que não exista uma cura para a doença até o momento, os avanços da medicina têm permitido que os pacientes tenham uma sobrevida maior e uma qualidade de vida melhor, mesmo na fase grave da doença.

Mas, afinal, o que é a doença de Alzheimer e quais são os seus sintomas?

De maneira geral, a doença de Alzheimer é um tipo de síndrome que causa degeneração progressiva dos neurônios do cérebro e, consequentemente, gera comprometimento das suas funções cognitivas: a memória, atenção, linguagem, orientação, percepção e raciocínio. Cerca de 10% das pessoas com mais de 65 anos sofrem com os sintomas da doença, que podem variar entre dificuldade para memorizar, confusão mental, perda de coordenação motora, incontinência urinária, entre outros. Para concluir o diagnóstico da doença, é preciso realizar alguns testes de raciocínio, como o miniexame de estado mental, teste da influência verbal e desenho do relógio.

Cirurgia de estimulação cerebral profunda é aposta no tratamento de Alzheimer

Ainda que não haja um tratamento específico para o Alzheimer, a medicina tem evoluído bastante em busca de formas de amenizar as perdas cognitivas e enfrentar o processo de adoecimento, mantendo a qualidade de vida do paciente. A cirurgia de estimulação cerebral profunda, por exemplo, é uma possibilidade de tratamento para a melhora da doença. Os cientistas estudam se o procedimento, que é feito com o implante de um pequeno eletrodo neuroestimulante no cérebro, pode ajudar a estabilizar a doença e, consequentemente, regredir os sintomas. Este tipo de terapia já é feita no Brasil, mas ainda não está disponível em todos os centros de neurologia.

Terapia antiamilóide também pode ajudar no tratamento da doença

Outra grande aposta da medicina no tratamento de doenças degenerativas, como o Alzheimer, é a terapia antiamilóide, já que os pacientes com o quadro tem grande formação e acúmulo da proteína beta-amiloide. Nesse sentido, a terapia surge para criar compostos que destruam essa proteína, desencadeando uma resposta imunológica que a exclua - ou que seja capaz de inibir totalmente a produção. Mas, é importante lembrar que muitos estudos ainda estão sendo feitos para que o tratamento do paciente com doença de Alzheimer seja otimizado.

Últimas novidades

Mês das crianças: veja os cuidados de saúde importantes na primeira e segunda infância

Bem-estar

Mês das crianças: veja os cuidados de saúde importantes na primeira e segunda infância

No mês de outubro é comemorado o Dia das Crianças. Conhecido como um momento para presentear os pequenos e incentivar as brincadeiras, a data também é uma oportunidade para falar sobre saúde. Na primeira e segunda infância (do nascimento até os 6 anos de idade e dos 6 anos até a puberdade, respectivamente), a criança passa por diversos níveis de aprendizado e desenvolvimento.

Outubro rosa: 5 formas de se proteger contra o câncer de mama

Saúde

Outubro rosa: 5 formas de se proteger contra o câncer de mama

Outubro é o mês de conscientização sobre a prevenção do câncer de mama. Causado pela multiplicação desequilibrada das células da mama, dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer) apontam que esse tipo de câncer deve atingir cerca de 66 mil pessoas no Brasil em 2020. O câncer de mama é um dos mais comuns que atinge as mulheres no Brasil e no mundo, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Apesar de raro, o câncer de mama também pode atingir homens.

5 doenças, além da Covid-19, que precisam da sua atenção em 2020

Saúde

5 doenças, além da Covid-19, que precisam da sua atenção em 2020

A pandemia do novo coronavírus impactou a vida das pessoas e sua relação com a própria saúde. Cuidados como o isolamento social, higienização constante das mãos com água e sabão ou álcool em gel e uso de máscara se tornaram a nova rotina para se manter longe da Covid-19. Entretanto, apesar de protegido contra o novo vírus, outras doenças podem ser tão preocupantes quanto e que necessitam de atenção, com uma vantagem: elas podem ser evitadas com os cuidados necessários.

Como incluir as oleaginosas na alimentação?

Alimentação saudável

Como incluir as oleaginosas na alimentação?

Castanhas, nozes, amêndoas, avelãs… o que esses alimentos têm em comum? Além de estarem no grupo das oleaginosas, ele são ricos em diversas substâncias que fazem muito bem para a saúde em geral, como antioxidantes e minerais. As oleaginosas estão associadas à diminuição dos riscos de ter doenças no coração, melhor funcionamento do sistema nervoso e ação anti-inflamatória, dentre outros benefícios comprovados.

Ver mais