Voltar para home page
Saúde

Quais são as doenças cardiovasculares mais comuns?

Obesidade, tabagismo e sedentarismo são fatores de risco para os problemas no coração

Obesidade, tabagismo e sedentarismo são fatores de risco para os problemas no coração

O coração é o órgão mais atingido pelo nosso ritmo de vida. Uma vida baseada em uma dieta inadequada - com abuso de industrializados e gorduras saturadas e pobre em legumes, verduras e frutas - acompanhada do sedentarismo, está relacionada ao aumento do risco de desenvolver doenças cardiovasculares. O tabagismo, obesidade e estresse também são fatores de risco que precisam de atenção. Segundo a Organização Mundial da Saúde, as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo inteiro. Adultos de qualquer idade podem desenvolver essas patologias, que têm forte impacto na saúde de modo geral. Descubra abaixo quais são as doenças mais comuns do sistema cardiovascular, suas principais características e como tratá-las.

Hipertensão arterial atinge 32% da população brasileira

A hipertensão, ou comumente chamada de pressão alta, atinge 32% da nossa população, o que equivale a cerca de 36 milhões de brasileiros. Um problema tão comum pode ser causado pelo excesso de sódio na alimentação, alcoolismo, tabagismo e estresse. A hipertensão não tem cura. Caracteriza-se pela elevação da pressão arterial, padronizada como acima de 140/90 mmHg. Apesar de crônica, a hipertensão arterial pode ser tratada com remédios hipotensivos, indicados sempre por um médico, além de uma alimentação equilibrada, rotina de atividades físicas regulares e uma vida sem estresse.

Infarto é uma emergência que precisa de atendimento imediato

O infarto agudo do miocárdio (IAM), também chamado de ataque cardíaco, é outra doença cardiovascular comum. O infarto é uma situação emergencial em que há um bloqueio da circulação sanguínea ocasionado por um coágulo ou uma placa de gordura, e seus sintomas são: dor forte no peito, por vezes irradiando para braços e costas, tontura, ansiedade, palidez e falta de ar. Ao apresentar os sintomas, a pessoa deve ser levada imediatamente ao hospital para atendimento médico. Em alguns casos mais graves, pode ser necessário uma angioplastia para desobstrução dos vasos.

Angina é uma doença cardiovascular comum a partir dos 40 anos de idade

Mais de 2 milhões de brasileiros sofrem com a angina, doença cardiovascular causada pela redução de fluxo sanguíneo para o coração. O problema causa uma forte dor no peito, que pode se estender pelo pescoço e axilas, seguido de falta de ar e extrema fadiga. A angina normalmente é tratada com medicamentos. Casos mais graves podem precisar de uma intervenção cirúrgica para colocação de ponte de safena. A idade é um fator determinante para a angina, já que ela é muito mais comum a partir dos 40 anos de idade.

Insuficiência cardíaca é uma doença crônica que exige acompanhamento

Outra doença muito comum dentre as cardiopatias é a insuficiência cardíaca, caracterizada pela dificuldade do coração em bombear sangue para o corpo. A condição pode se apresentar de dois tipos: sistólica e diastólica. No primeiro caso, o coração não consegue expelir o sangue do coração; já a diastólica se caracteriza pela dificuldade em bombear o sangue para dentro do músculo cardíaco. A insuficiência cardíaca, que pode ter complicações e acumular sangue em outros órgãos do corpo, pode ser controlada com medicamentos e uma dieta regular, mas exige acompanhamento frequente com um cardiologista.

Últimas novidades

Mês das crianças: veja os cuidados de saúde importantes na primeira e segunda infância

Bem-estar

Mês das crianças: veja os cuidados de saúde importantes na primeira e segunda infância

No mês de outubro é comemorado o Dia das Crianças. Conhecido como um momento para presentear os pequenos e incentivar as brincadeiras, a data também é uma oportunidade para falar sobre saúde. Na primeira e segunda infância (do nascimento até os 6 anos de idade e dos 6 anos até a puberdade, respectivamente), a criança passa por diversos níveis de aprendizado e desenvolvimento.

Outubro rosa: 5 formas de se proteger contra o câncer de mama

Saúde

Outubro rosa: 5 formas de se proteger contra o câncer de mama

Outubro é o mês de conscientização sobre a prevenção do câncer de mama. Causado pela multiplicação desequilibrada das células da mama, dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer) apontam que esse tipo de câncer deve atingir cerca de 66 mil pessoas no Brasil em 2020. O câncer de mama é um dos mais comuns que atinge as mulheres no Brasil e no mundo, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Apesar de raro, o câncer de mama também pode atingir homens.

5 doenças, além da Covid-19, que precisam da sua atenção em 2020

Saúde

5 doenças, além da Covid-19, que precisam da sua atenção em 2020

A pandemia do novo coronavírus impactou a vida das pessoas e sua relação com a própria saúde. Cuidados como o isolamento social, higienização constante das mãos com água e sabão ou álcool em gel e uso de máscara se tornaram a nova rotina para se manter longe da Covid-19. Entretanto, apesar de protegido contra o novo vírus, outras doenças podem ser tão preocupantes quanto e que necessitam de atenção, com uma vantagem: elas podem ser evitadas com os cuidados necessários.

Como incluir as oleaginosas na alimentação?

Alimentação saudável

Como incluir as oleaginosas na alimentação?

Castanhas, nozes, amêndoas, avelãs… o que esses alimentos têm em comum? Além de estarem no grupo das oleaginosas, ele são ricos em diversas substâncias que fazem muito bem para a saúde em geral, como antioxidantes e minerais. As oleaginosas estão associadas à diminuição dos riscos de ter doenças no coração, melhor funcionamento do sistema nervoso e ação anti-inflamatória, dentre outros benefícios comprovados.

Ver mais