Voltar para home page
Saúde

Quais sinais indicam o Transtorno de Ansiedade?

O Transtorno de Ansiedade é um dos problemas mais comuns da atualidade

O Transtorno de Ansiedade é um dos problemas mais comuns da atualidade

Caracterizada por sentimentos de tensão, preocupação e pensamentos ruins, a ansiedade é a reação natural do corpo a diversos fatores. Mas, quando em excesso, a emoção deixa de ser normal e passa a desencadear o Transtorno de Ansiedade. Ainda assim, nem sempre os sinais do distúrbio são óbvios, já que costumam ser confundidos com doses normais de ansiedade. Para entender melhor sobre o assunto, nós separamos os principais sinais que indicam o Transtorno de Ansiedade. Confira!

1. Medos irracionais

Sabe aquele medo que você não tinha antes ou que no fundo sabe que não faz sentido? Ele pode ser um sinal do Transtorno de Ansiedade. Isso porque o excesso de medo pode influenciar na segurança nas suas relações pessoais. O pânico de ficar sozinho ou não ser aceito e o medo de não ser bom o suficiente ou de fracassar são os primeiros sinais que perseguem as pessoas ansiosas.

2. Preocupação excessiva

Desde o trabalho a questões pessoais, todo mundo sempre tem alguma coisa para se preocupar. Mas, o que diferencia esse sentimento para a ansiedade é quando as preocupações se tornam fatores limitantes e que desencadeiam outros sintomas. A angústia de resolver essas questões o mais rápido possível faz com que a pessoa se sinta frustrada caso não consiga. Além disso, a preocupação excessiva pode causar dores de cabeça, estresse e, até mesmo, afetar o sistema imunológico do indivíduo.

3. Insônia

É normal que uma apresentação de trabalho ou um encontro atrapalhem o sono, mas isso não caracteriza um diagnóstico de ansiedade. A sensação de medo constante, preocupação com o futuro (ou mesmo apego ao passado) e pensamentos acelerados são sentimentos que caracterizam o transtorno e podem atrapalhar o sono a longo prazo, desenvolvendo episódios de insônia.

4. Mudanças alimentares e perda ou ganha de peso

Para algumas pessoas, uma das principais maneiras de aliviar o estresse é por meio da alimentação. Quando se trata de pessoas ansiosas, a tendência de descontar na comida ou simplesmente evitá-la é ainda maior. Segundo alguns estudos, o açúcar é o principal aliado na hora de liberar dopamina no cérebro, resultando em sensações similares ao uso de drogas - por isso, comer de forma compulsiva é um sinal de alerta. Em outros casos, a ansiedade também pode causar perda de apetite e problemas gastrointestinais.

5. Insegurança

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o problema não é ser ansiosa, mas é quando isso começa a impactar a sua vida. Por isso, se você evita a todo custo ir a festas ou encontros e só de pensar em falar em público começa a sentir falta de ar, está na hora de procurar ajuda. Afinal, essa insegurança pode estar relacionada a preocupações com o ego e receio de julgamentos, o que aumenta ainda mais a ansiedade.

Últimas novidades

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

Saúde

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

A herpes labial é causada pelo vírus HSV (Herpes Simplex Virus) e se divide em dois tipos, o HSV-1, que geralmente fica alocado na cavidade bucal, e o HSV-2, que atinge os genitais. Ambos são extremamente contagiosos, mas o primeiro é o mais comum. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial da Saúde estima que 67% da população está infectada por ele.

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

Exercício físico

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

A quarentena fez muita gente aderir aos exercícios físicos caseiros - e isso é um bom sinal. Ficar em casa sem se movimentar pode gerar diversos problemas de saúde típicos do sedentarismo. As dores na coluna são um dos principais exemplos. No entanto, para que a atividade física renda os benefícios desejados, é preciso cuidado e respeito aos limites do corpo.

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Bem-estar

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Os meses de isolamento por causa da pandemia do coronavírus podem deixar algumas consequências na vida da população mesmo quando a rotina voltar ao normal. As pessoas tiveram que se adaptar a um novo modo de vida em meio à incertezas sobre a saúde. A volta à vida normal, mesmo quando os casos da doença diminuírem consideravelmente, pode ser difícil para algumas pessoas.

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Alimentação saudável

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Você consome feijão todos os dias? Apesar de ser um item muito consumido no Brasil, pouca gente sabe da importância não apenas do feijão, mas de todas as leguminosas, para a saúde do nosso corpo. Assim como os legumes, verduras, frutas e hortaliças, as leguminosas devem fazer parte das refeições diariamente. Ricas em fibras, proteínas, carboidratos, também são uma fonte poderosa de ferro.

Ver mais