Voltar para home page
Saúde

Quais sinais indicam o Transtorno de Ansiedade?

O Transtorno de Ansiedade é um dos problemas mais comuns da atualidade

O Transtorno de Ansiedade é um dos problemas mais comuns da atualidade

Caracterizada por sentimentos de tensão, preocupação e pensamentos ruins, a ansiedade é a reação natural do corpo a diversos fatores. Mas, quando em excesso, a emoção deixa de ser normal e passa a desencadear o Transtorno de Ansiedade. Ainda assim, nem sempre os sinais do distúrbio são óbvios, já que costumam ser confundidos com doses normais de ansiedade. Para entender melhor sobre o assunto, nós separamos os principais sinais que indicam o Transtorno de Ansiedade. Confira!

1. Medos irracionais

Sabe aquele medo que você não tinha antes ou que no fundo sabe que não faz sentido? Ele pode ser um sinal do Transtorno de Ansiedade. Isso porque o excesso de medo pode influenciar na segurança nas suas relações pessoais. O pânico de ficar sozinho ou não ser aceito e o medo de não ser bom o suficiente ou de fracassar são os primeiros sinais que perseguem as pessoas ansiosas.

2. Preocupação excessiva

Desde o trabalho a questões pessoais, todo mundo sempre tem alguma coisa para se preocupar. Mas, o que diferencia esse sentimento para a ansiedade é quando as preocupações se tornam fatores limitantes e que desencadeiam outros sintomas. A angústia de resolver essas questões o mais rápido possível faz com que a pessoa se sinta frustrada caso não consiga. Além disso, a preocupação excessiva pode causar dores de cabeça, estresse e, até mesmo, afetar o sistema imunológico do indivíduo.

3. Insônia

É normal que uma apresentação de trabalho ou um encontro atrapalhem o sono, mas isso não caracteriza um diagnóstico de ansiedade. A sensação de medo constante, preocupação com o futuro (ou mesmo apego ao passado) e pensamentos acelerados são sentimentos que caracterizam o transtorno e podem atrapalhar o sono a longo prazo, desenvolvendo episódios de insônia.

4. Mudanças alimentares e perda ou ganha de peso

Para algumas pessoas, uma das principais maneiras de aliviar o estresse é por meio da alimentação. Quando se trata de pessoas ansiosas, a tendência de descontar na comida ou simplesmente evitá-la é ainda maior. Segundo alguns estudos, o açúcar é o principal aliado na hora de liberar dopamina no cérebro, resultando em sensações similares ao uso de drogas - por isso, comer de forma compulsiva é um sinal de alerta. Em outros casos, a ansiedade também pode causar perda de apetite e problemas gastrointestinais.

5. Insegurança

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o problema não é ser ansiosa, mas é quando isso começa a impactar a sua vida. Por isso, se você evita a todo custo ir a festas ou encontros e só de pensar em falar em público começa a sentir falta de ar, está na hora de procurar ajuda. Afinal, essa insegurança pode estar relacionada a preocupações com o ego e receio de julgamentos, o que aumenta ainda mais a ansiedade.

Últimas novidades

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

Saúde

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

O câncer de ovário é difícil de ser diagnosticado, sendo a segunda neoplasia ginecológica mais comum. Esse tipo de câncer é o mais letal entre os cânceres ginecológicos. Mais frequente em mulheres com mais de 40 anos, o câncer de ovário demora a apresentar sintomas, o que resulta no diagnóstico tardio. Estima-se que cerca de 75% dos casos são diagnosticados quando a doença já está avançada.

Como manter a diabetes controlada?

Saúde

Como manter a diabetes controlada?

A diabetes é uma doença metabólica em que o corpo não consegue produzir uma quantidade suficiente de insulina, hormônio responsável pelo controle da glicose no sangue. Com a falta da substância, o paciente diabético sofre com o aumento do nível de glicose na corrente sanguínea, que é o que chamamos de hiperglicemia. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que 9 milhões de pessoas têm diabetes, e infelizmente esse é um número que só cresce a cada ano. Então, o que fazer para manter a diabetes controlada? Separamos algumas dicas que podem ajudar no problema.

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Saúde

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Ouvir música é um hábito que faz parte da vida de muita gente. Basta ir às ruas e observar a quantidade de pessoas com fones de ouvido imersos em seu próprio universo para se dar conta de como a música está presente em todo lugar. No entanto, é importante ficar atento ao volume e a frequência desse hábito. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), quase 50% das pessoas entre 12 e 35 anos correm o risco de sofrer perda auditiva por causa da exposição prolongada e excessiva a sons muito altos, o que corresponde a 1,1 bilhão da população.

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Exercício físico

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Quando uma mulher está grávida, surgem muitas dúvidas sobre a realização de atividades físicas durante a gestação e como isso deve ser feito sem prejudicar a saúde da nova mamãe ou do bebê que está a caminho. É importante conversar com o obstetra antes de dar início a essa rotina, mas geralmente os exercícios físicos são bastante benéficos para o desenvolvimento da gestação. Para entender melhor quais são os benefícios dessa prática, quais são os exercícios físicos mais indicados para mulheres grávidas e que cuidados são necessários, o Cuidados Mil preparou uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o assunto.

Ver mais