Voltar para home page
Saúde

Qual a diferença entre urgência e emergência? Entenda!

Emergência e urgência são palavras muito comuns, mas cada uma determina um grau de prioridade no atendimento

Emergência e urgência são palavras muito comuns, mas cada uma determina um grau de prioridade no atendimento

Provavelmente, você já se deparou com o termo “emergência” em hospitais, postos de saúde e ambulâncias, apesar de alguns profissionais de saúde optarem por utilizar o termo “urgência”. De fato, emergência e urgência são palavras muito comuns na área da saúde, mas será que possuem o mesmo significado? Como diferenciá-las? Entenda.

Urgência e emergência: você sabe a diferença?

A emergência ocorre quando há uma situação que não pode ser adiada e que precisa ser resolvida rapidamente, pois corre o risco até mesmo de morte se houver demora no atendimento. Já a urgência é quando há uma situação crítica, com ocorrência de grande perigo, e que pode se tornar uma emergência caso não seja devidamente atendida.

Em quais situações devo procurar atendimento na emergência?

Alguns cenários não deixam dúvidas de que é preciso se dirigir a uma emergência. Acidentes, hemorragias de grande volume, vômitos ou fezes com sangue, dor no peito súbita ou falta de ar são alguns dos exemplos. Quadros infecciosos severos, que podem causar alteração da pressão, batimentos cardíacos acelerados e falta de ar, também requerem urgência na procura de um pronto-socorro. Além disso, vale ressaltar que casos que envolvam alterações mentais, como alteração na fala, confusão mental ou perda da consciência, também devem ser levados em consideração.

Lotar as emergências sem necessidade prejudica tanto o hospital quanto o paciente

Em certas situações, como as infecções respiratórias ou as de transmissão aérea, o risco de transmissão pessoa-pessoa aumenta, especialmente, em ambientes mais populosos e fechados. Isso é muito ruim, já que os pacientes que procuram a emergência por outro motivo, podem sair de lá com uma chance maior de contrair um quadro infeccioso. Por isso, é essencial avaliar entre os sintomas que precisam de atendimento de emergência e os que podem ser resolvidos em casa. Isso evita que em casos simples, você fique horas exposto ao contágio de doenças mais graves.

Além disso, hoje em dia existe a telemedicina, disponibilizada por muitas operadoras de plano de saúde, que oferece atendimento 24h através de uma linha telefônica, com profissionais de saúde capacitados para orientar os pacientes da melhor forma.

Últimas novidades

Hepatite virais: quais são as causas, sintomas e tratamentos?

Saúde

Hepatite virais: quais são as causas, sintomas e tratamentos?

As hepatites virais afetam mais de 400 milhões de pessoas todos os anos no mundo inteiro, segundo a Organização Pan-Americana de Saúde. Considerado um grave problema de saúde pública, os tipos mais comuns da doença no Brasil são as hepatites A, B e C. A infecção atinge o fígado e pode não apresentar sintomas, possibilitando o diagnóstico apenas em graus mais avançados da doença.

Nutrientes e saúde mental: saiba como a deficiência de vitaminas e minerais pode afetar o psicológico

Saúde

Nutrientes e saúde mental: saiba como a deficiência de vitaminas e minerais pode afetar o psicológico

Todo mundo sabe o impacto que uma dieta rica e nutritiva exerce na prevenção doenças cardíacas e endócrinas, mas você costuma associar a saúde mental com a sua alimentação? A maioria das pessoas não. Estresse, cansaço mental e ansiedade são transtornos muito comuns. No caso da depressão, o Brasil é considerado o país da América Latina com mais casos: segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 5,8% dos brasileiros sofrem com o problema - no mundo todo, são 322 milhões de pessoas.

Como desacelerar antes de dormir? Veja os benefícios dessa prática na qualidade do seu sono!

Bem-estar

Como desacelerar antes de dormir? Veja os benefícios dessa prática na qualidade do seu sono!

Um dia cheio de tarefas, estresse ou ansiedade pode impactar diretamente o seu sono. Insônia e noites mal dormidas são uma resposta natural do nosso corpo a essas situações. Além de ter o humor e produtividade prejudicados no dia seguinte, qualquer alteração no período destinado ao descanso pode se refletir na saúde: é na hora de dormir que o nosso corpo repõe energia, fortalece o sistema imunológico, libera hormônios e estabiliza a memória.

Como a amamentação interfere a saúde das crianças?

Saúde

Como a amamentação interfere a saúde das crianças?

A amamentação é uma maneira eficaz, segura e acessível para criar vínculos de afeto e proporcionar todas as necessidades nutricionais que um bebê precisa para se desenvolver bem. O leite materno é a melhor estratégia para reduzir a mortalidade infantil e também tem implicações benéficas na saúde emocional da mãe. É por isso que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o aleitamento materno exclusivo até os seis meses e complementado até dois anos de idade.

Ver mais