Voltar para home page
Saúde

Qual a importância do uso de máscaras na prevenção da Covid-19?

Entenda com as máscaras de proteção agem na prevenção do coronavírus

Entenda com as máscaras de proteção agem na prevenção do coronavírus

Uma das medidas de proteção contra o novo coronavírus é o uso da máscara de proteção. No Brasil, muitas cidades já consideram obrigatório o uso do acessório na rua e ambientes compartilhados, como transporte público e supermercados. As máscaras, juntamente com a higienização das mãos e o uso de álcool em gel 70%, estão entre as principais medidas de prevenção recomendadas pelo órgãos de saúde. Mas, você sabe por quê? Entenda como o uso de máscaras pode proteger você e sua família.

Máscara de proteção funciona como uma barreira contra o coronavírus

As máscaras de proteção funcionam como uma barreira física contra o vírus. A Covid-19 é uma doença que ataca o sistema respiratório, por isso os métodos de prevenção são os mesmos de outras infecções respiratórias. A transmissão costuma ocorrer pelo ar, por meio de gotículas de saliva, espirro ou tosse, ou pelo contato com secreções ou objetos contaminados, como superfícies. Por isso, o uso de máscaras pode reduzir consideravelmente os riscos de contágio.

As máscaras de proteção já são obrigatórias em muitos estados

Além do isolamento social, muitos estados do Brasil já estabeleceram como obrigatório o uso de máscaras nos transportes e nas áreas públicas, como ruas, supermercados e farmácias. Essas medidas são consideradas pelos principais órgãos de saúde como a forma mais eficaz de achatamento da curva de contaminação pelo vírus.

Confira as principais recomendações na hora de usar as máscaras

De acordo com o Ministério da Saúde, as máscaras devem ser trocadas a cada três horas, por isso o ideal é levar mais de uma na bolsa, caso o uso possa ultrapassar o tempo recomendado. As máscaras sujas devem ser descartadas e se forem reutilizáveis devem ser guardadas em uma sacola específica, que não seja usada para carregar outros objetos. As máscaras são pessoais e nunca devem ser compartilhadas, mesmo entre membros da mesma família. Lembre-se de sempre vesti-las antes de sair de casa para evitar qualquer risco de contaminação.

Máscaras caseiras são igualmente eficazes

Tanto a máscara cirúrgica quanto a máscara caseira feita de tecido são eficazes. Por isso, caso você não esteja encontrando máscaras prontas para comprar é possível fazer a sua em casa. O Ministério da Saúde elaborou algumas recomendações para te ajudar a confeccionar a própria máscara.

O ideal é usar um tecido grosso em duas camadas, podem ser usados tecidos de algodão, como cortinas, calças velhas e camisetas, além do tricoline e do TNT. As máscaras devem ter as medidas corretas de quem vai usar para garantir que o tecido fique bem ajustado ao rosto, cobrindo a boca, o nariz e o queixo sem deixar espaço nas laterais. Use elásticos ou tiras para amarrá-las acima das orelhas e abaixo da nuca e na hora de higienizá-las lave com água sanitária ou sabão, deixando de molho por cerca de 30 minutos. Vale lembrar que é preciso esperar secar até usar de novo porque elas não devem ser usadas úmidas.

Últimas novidades

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Saúde

Diabetes I e II: qual a diferença entre os dois tipos da doença?

Diabetes é uma das doenças mais comuns e que mais matam no mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), existem mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença no Brasil e os números não param de crescer. Em muitos casos, uma pessoa pode ser diabética sem saber. A diabetes pode se manifestar nos tipos I e II: com ações diferentes no organismo, cada uma demanda um cuidado específico. Entenda mais e veja como evitar as complicações graves.

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

Bem-estar

Quarentena: 5 práticas de autocuidado para deixar seus dias mais leves

As recomendações dos principais órgãos de saúde são claras: é preciso ficar em casa para se proteger do novo coronavírus. A quarentena, no entanto, pode ser muito estressante: afinal, estamos no meio de uma pandemia e longe dos amigos e família. Nesse momento, se promover alguns momentos de autocuidado e relaxamento podem ajudar. Pensando nisso, separamos 5 práticas para você cuidar do seu bem-estar físico e emocional e deixar os seus dias mais leves durante esse período difícil. Confira!

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

Saúde

Candidíase: o que causa e como aliviar o desconforto?

A candidíase é uma doença causada por fungos que, em geral, atinge mais a região genital do corpo. Apesar da infecção poder afetar ambos os sexos, as mulheres são as que mais sofrem com o incômodo. A candidíase causa muito desconforto e pode ser desencadeada por desequilíbrios no sistema imunológico, estresse e uso de roupas muito apertadas. Os sintomas mais comuns são ardência, coceira, inchaço, corrimento, dor ao urinar e durante as relações sexuais. Entenda mais sobre o problema e como aliviar!

Como manter o sono regulado na quarentena?

Bem-estar

Como manter o sono regulado na quarentena?

A má qualidade de sono pode trazer diversos prejuízos para a saúde do corpo e da mente. É durante a noite que o organismo passa por processos metabólicos importantes para o seu funcionamento. Dormir a quantidade de horas recomendadas é fundamental para que o corpo se recupere energeticamente. Durante a quarentena, no entanto, as mudanças de rotina, associadas com o estresse e alimentação, podem desregular o sono e até mesmo contribuir para a insônia. Confira algumas dicas de como combater esse problema e dormir melhor nesse período complicado!

Ver mais