Voltar para home page
Plano de saúde

Saiba mais sobre o reajuste de plano de saúde para planos individuais

Tem dúvidas sobre reajuste anual do plano de saúde individual? Descubra como esse valor é calculado!

Tem dúvidas sobre reajuste anual do plano de saúde individual? Descubra como esse valor é calculado!

A taxa de reajuste no valor dos planos de saúde ocorre todos os anos. Essa porcentagem nem sempre é a mesma da inflação e, por isso, muitos ficam em dúvida sobre como esse cálculo é feito. Para ajudar, confira o conteúdo que preparamos com as regras para planos de Pessoa Física.

Quem define a taxa de reajuste em planos de saúde para Pessoa Física?

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a responsável por definir a taxa de reajuste do serviço - anualmente, entre os meses de maio e agosto, ela divulga o valor a ser ajustado. Essa cobrança, porém, só será aplicada no mês de aniversário do contrato do cliente.

Mas vale lembrar: considerando o período de defasagem entre a divulgação do valor e o mês de aniversário, o índice de reajuste pode ser aplicado de forma retroativa, contemplando o espaço entre as duas datas.

Como funciona o novo cálculo de reajustes da ANS

Para reajustes realizados a partir de 2019, a agência reguladora está considerando uma nova metodologia para calcular a taxa, que será resultado de duas amplas categorias: despesas assistenciais e inflação da economia.

A primeira representa 80% do valor final e considera a frequência de uso do plano pelos beneficiários, as novas tecnologias da saúde e os gastos médicos. Já a segunda, contempla os 20% faltantes e se refere ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Reajuste por faixa etária

Além da taxa anual, há também o reajuste pela idade do beneficiário - caso ele faça aniversário e troque de grupo, um valor será aplicado dentro dos limites de variação definidos pela ANS. Cada um desses grupos estão definidos em contrato. Para saber mais, confira as faixas etárias no documento.

Últimas novidades

Vacina para o novo coronavírus: conheça 2 pesquisas promissoras em andamento

Saúde

Vacina para o novo coronavírus: conheça 2 pesquisas promissoras em andamento

Os resultados de uma vacina contra a Covid-19 podem estar próximos. A pandemia do novo coronavírus alterou o modo de vida da sociedade. O isolamento social trouxe novas formas de consumo, hábitos e trabalho, além da forma como lidamos com a saúde. Desde então, muitos institutos de pesquisa espalhados pelo mundo estão estudando os efeitos do vírus e possibilidades de imunização.

Formigamento nas mãos: 5 principais motivos por trás do incômodo

Saúde

Formigamento nas mãos: 5 principais motivos por trás do incômodo

A sensação de formigamento nas mãos é algo comum para muita gente e, embora seja um sintoma simples, precisa de atenção. Isso porque diversos motivos podem estar por trás do formigamento, desde um problema de circulação até um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O indicado é observar o quadro e, dependendo da forma como se manifesta, o atendimento médico pode ser necessário.

Quais as principais causas de queda de cabelo?

Saúde

Quais as principais causas de queda de cabelo?

A queda de cabelo é um problema muito comum, mas quando identificar se está perdendo mais fios do que o considerado saudável? O normal é que uma pessoa perca de 100 a 150 fios por dia de forma natural para que o cabelo cresça novamente. Quando a quantidade ultrapassa isso, é sinal de que pode haver um problema clínico por trás. A queda excessiva de cabelo pode ser observada na escovação diária, durante a lavagem ou até mesmo depois de acordar, quando se percebe muitos fios no travesseiro.

Como lidar com os distúrbios do sono na quarentena?

Bem-estar

Como lidar com os distúrbios do sono na quarentena?

A quarentena tem afetado, em grande parte da população, o modo de viver e de interagir com o mundo. Viver numa situação de pandemia também trouxe muita preocupação, que se reflete em ansiedade e distúrbios do sono. Insônia, sono muito leve, acordar várias vezes, não conseguir manter uma rotina de sono ou se sentir extremamente cansado mesmo depois de dormir bem são os problemas mais comuns nesse período de isolamento social.

Ver mais