Voltar para home page
Plano de saúde

Saiba mais sobre o reajuste de plano de saúde para planos individuais

Tem dúvidas sobre reajuste anual do plano de saúde individual? Descubra como esse valor é calculado!

Tem dúvidas sobre reajuste anual do plano de saúde individual? Descubra como esse valor é calculado!

A taxa de reajuste no valor dos planos de saúde ocorre todos os anos. Essa porcentagem nem sempre é a mesma da inflação e, por isso, muitos ficam em dúvida sobre como esse cálculo é feito. Para ajudar, confira o conteúdo que preparamos com as regras para planos de Pessoa Física.

Quem define a taxa de reajuste em planos de saúde para Pessoa Física?

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a responsável por definir a taxa de reajuste do serviço - anualmente, entre os meses de maio e agosto, ela divulga o valor a ser ajustado. Essa cobrança, porém, só será aplicada no mês de aniversário do contrato do cliente.

Mas vale lembrar: considerando o período de defasagem entre a divulgação do valor e o mês de aniversário, o índice de reajuste pode ser aplicado de forma retroativa, contemplando o espaço entre as duas datas.

Como funciona o novo cálculo de reajustes da ANS

Para reajustes realizados a partir de 2019, a agência reguladora está considerando uma nova metodologia para calcular a taxa, que será resultado de duas amplas categorias: despesas assistenciais e inflação da economia.

A primeira representa 80% do valor final e considera a frequência de uso do plano pelos beneficiários, as novas tecnologias da saúde e os gastos médicos. Já a segunda, contempla os 20% faltantes e se refere ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Reajuste por faixa etária

Além da taxa anual, há também o reajuste pela idade do beneficiário - caso ele faça aniversário e troque de grupo, um valor será aplicado dentro dos limites de variação definidos pela ANS. Cada um desses grupos estão definidos em contrato. Para saber mais, confira as faixas etárias no documento.

Últimas novidades

Aprenda a comer melhor com 7 dicas para aproveitar a hora das refeições [Infográfico]

Alimentação saudável

Aprenda a comer melhor com 7 dicas para aproveitar a hora das refeições [Infográfico]

A alimentação carrega muitos significados em diferentes fases da vida e é essencial para a nossa saúde. Aprender a comer melhor é uma forma de absorver os nutrientes da forma correta e tem impactos diretos no seu dia a dia: ajuda a dormir melhor, ter mais disposição e evitar doenças. Com a correria do dia a dia e acúmulo de responsabilidades, o piloto automático acaba virando o estado normal sempre que é possível, principalmente na hora das tarefas que se repetem todos os dias, como o momento das refeições. Mudar sua relação com a comida nesse momento tão importante só trará benefícios para a sua vida. Veja como é simples!

Veja como adaptar seu treino de acordo com cada fase do ciclo menstrual

Exercício físico

Veja como adaptar seu treino de acordo com cada fase do ciclo menstrual

O corpo feminino passa por diferentes transformações ao longo da vida. A menarca (primeira menstruação), a gravidez, a menopausa… todos esses ciclos sofrem influência de um mecanismo hormonal que sabe exatamente onde precisa atuar em cada fase. A mulher adulta, portanto, passa por diferentes momentos ao longo do mês que determinam a sua rotina, humor e até a energia para realizar as atividades do cotidiano. É por isso que é muito normal estar mais ou menos disposta dependendo do dia. Acontece que a intensidade dos hormônios liberados em cada parte do ciclo podem alterar todo o corpo da mulher.

Hipotireoidismo e Hipertireoidismo: descubra as diferenças e os perigos de cada tipo de alteração da tireoide

Consulta

Hipotireoidismo e Hipertireoidismo: descubra as diferenças e os perigos de cada tipo de alteração da tireoide

Cansaço, sono desregulado e alterações no peso são alguns sinais que podem indicar problemas na tireoide. A glândula, que tem um formato parecido com uma borboleta e está localizada na parte da frente do pescoço, libera hormônios fundamentais para diferentes mecanismos do corpo humano. A baixa ou elevada produção dessas substâncias podem afetar muito a saúde e a qualidade de vida dos indivíduos.

5 sinais do seu corpo que indicam imunidade baixa

Saúde

5 sinais do seu corpo que indicam imunidade baixa

A imunidade baixa é, na maioria das vezes, associada a quadros de gripes, mas há muitos outros sinais que indicam problemas no sistema imunológico. Responsável pela defesa do organismo contra bactérias, vírus e fungos, esse sistema está presente em todo o corpo humano em forma de células e moléculas. A ação imunológica é capaz de manter o organismo livre de tumores, infecções e outras doenças graves.

Ver mais