Voltar para home page
Bem-estar

Saúde mental na pós-pandemia: quais distúrbios psicológicos precisam da sua atenção?

Transtornos mentais podem surgir durante o isolamento social

Transtornos mentais podem surgir durante o isolamento social

Não há dúvidas de que o isolamento social e a pandemia vão deixar muitos efeitos na vida da população. Pessoas que tiveram a doença ou que sofreram a perda de um parente por causa da Covid-19 estão mais sujeitos a desenvolverem algum transtorno psicológico - desde o estresse pós-traumático até um episódio depressivo -, aqueles que passaram um tempo dentro de casa também podem sofrer com acometimentos diretos na saúde mental relacionados à experiência do isolamento social.

Na pós-pandemia, é preciso muita atenção aos sinais que indicam algum problema de natureza psicológica e, principalmente, se estão afetando a vida de modo geral, como relacionamentos e profissão. A ajuda de um profissional da saúde se torna essencial para desvendar e lidar com os efeitos da pandemia na saúde mental. Listamos abaixo alguns problemas psicológicos que podem surgir!

Síndrome de Burnout se caracteriza pelo esgotamento mental

Profissionais de diversas categorias tiveram que se adaptar ao trabalho em casa durante a pandemia. O home office pode ajudar aqueles que gastavam muito tempo no trajeto de casa ao emprego, mas mesmo assim é uma adaptação de espaço, horários e até mesmo de conciliar tarefas domésticas com o trabalho. Além disso, a incerteza econômica e medo de ficar desempregado podem ser uma pressão a mais na rotina de trabalho. Por outro lado, profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate da Covid-19 ou aqueles que trabalham em serviços essenciais estão mais sujeitos a enfrentarem um esgotamento físico e mental.

Especialistas já alertam para um possível agravamento dos casos da síndrome de Burnout. Também chamada de síndrome do esgotamento social, o problema se manifesta com quadros de muito estresse, desinteresse excessivo pelo trabalho e dificuldade para realizar tarefas simples durante o expediente. O Burnout também tem sintomas físicos, como insônia, dor de cabeça e muscular, muito cansaço e até batimentos cardíacos acelerados. Normalmente, a síndrome surge depois de períodos de pressão ou total descontentamento com a atividade que exerce.

O transtorno de ansiedade pode se manifestar em situações de incerteza sobre o futuro

Outro quadro que pode surgir durante a pandemia é a ansiedade. O problema deixa de ser uma reação natural do corpo quando passa a atrapalhar sua vida, impactando desde o apetite até o sono. Medo e insegurança também são emoções que podem coexistir nesse momento. A ansiedade se torna praticamente parte da rotina, se manifestando com dificuldade de concentração, preocupação excessiva, nervosismo e impulsividade. Durante uma crise de ansiedade, a pessoa pode experimentar sensações como tremores pelo corpo, palpitação e falta de ar, além de um medo que muitas vezes não tem uma explicação justificável. O período de isolamento traz situações desafiadoras que podem corroborar para o desenvolvimento do Transtorno de Ansiedade, principalmente pela instabilidade e incerteza sobre o futuro. Alguns psicólogos estão atendendo de forma virtual durante a pandemia. Considere buscar um atendimento se a situação estiver saindo do seu controle e impactando diretamente sua rotina cotidiana.

Isolamento social e perda de familiares são gatilhos para a depressão

A depressão é outra doença mental que precisa da sua atenção durante a quarentena. O isolamento social pode levar o indivíduo a situações extremas que impactam diretamente o humor. Os sinais mais comuns de um quadro depressivo são tristeza profunda, falta de interesse por atividades que antes faziam parte da rotina, alterações no sono (dormir de mais ou de menos), autocobrança, muito cansaço físico e mental e até mudanças no apetite. Outros sintomas também podem se manifestar em maior ou menor intensidade. É importante que a depressão seja acompanhada por um médico na medida em que pode demandar o uso de medicamentos como parte do tratamento. Procure ajuda!

Medo de contaminação pode levar a um quadro de TOC

A pandemia trouxe para a realidade da população algo que não era muito comum antes da doença: a preocupação excessiva com a higiene, tanto pessoal como em outros aspectos. Um exemplo disso são as compras do supermercado ou um delivery que passaram a ser limpas rigorosamente. Até os sapatos e roupas utilizadas na rua passam por todo um processo de desinfecção. No momento, a higienização das mãos e superfícies é totalmente válido como um método de prevenção da Covid-19, mas é preciso atenção com o Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC). A síndrome se manifesta de diferentes formas e uma delas está relacionada ao pensamento obsessivo em relação a contaminações, fazendo com que a pessoa afetada tenha ações repetitivas e exageradas, trazendo prejuízos à sua funcionalidade cotidiana.

Últimas novidades

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

Saúde

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

A herpes labial é causada pelo vírus HSV (Herpes Simplex Virus) e se divide em dois tipos, o HSV-1, que geralmente fica alocado na cavidade bucal, e o HSV-2, que atinge os genitais. Ambos são extremamente contagiosos, mas o primeiro é o mais comum. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial da Saúde estima que 67% da população está infectada por ele.

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

Exercício físico

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

A quarentena fez muita gente aderir aos exercícios físicos caseiros - e isso é um bom sinal. Ficar em casa sem se movimentar pode gerar diversos problemas de saúde típicos do sedentarismo. As dores na coluna são um dos principais exemplos. No entanto, para que a atividade física renda os benefícios desejados, é preciso cuidado e respeito aos limites do corpo.

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Bem-estar

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Os meses de isolamento por causa da pandemia do coronavírus podem deixar algumas consequências na vida da população mesmo quando a rotina voltar ao normal. As pessoas tiveram que se adaptar a um novo modo de vida em meio à incertezas sobre a saúde. A volta à vida normal, mesmo quando os casos da doença diminuírem consideravelmente, pode ser difícil para algumas pessoas.

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Alimentação saudável

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Você consome feijão todos os dias? Apesar de ser um item muito consumido no Brasil, pouca gente sabe da importância não apenas do feijão, mas de todas as leguminosas, para a saúde do nosso corpo. Assim como os legumes, verduras, frutas e hortaliças, as leguminosas devem fazer parte das refeições diariamente. Ricas em fibras, proteínas, carboidratos, também são uma fonte poderosa de ferro.

Ver mais