Voltar para home page
Saúde

Saúde ocular: qual a diferença da miopia para o astigmatismo?

Tanto a miopia quanto o astigmatismo são doenças oculares muito comuns. Saiba mais sobre cada quadro

Tanto a miopia quanto o astigmatismo são doenças oculares muito comuns. Saiba mais sobre cada quadro

Os distúrbios oculares são problemas bem comuns, não à toa que é praticamente impossível não conhecer pelo menos uma pessoa que precise usar óculos de grau ou lentes de contato para conseguir enxergar bem. Dentre os problemas de visão mais comuns, podemos destacar a miopia e o astigmatismo, que podem ocorrer isoladamente ou em conjunto. Muitas pessoas ainda têm dúvidas e confundem os dois distúrbios, mesmo que eles sejam distintos. Veja a seguir quais são as diferenças entre miopia e astigmatismo para não errar mais!

Miopia: dificuldade para enxergar de longe é a principal característica

A miopia ocorre quando o globo ocular do paciente é um pouco mais longo do que o normal. Isso faz com que os raios de luz - e, consequentemente, as imagens - sejam focalizados antes de chegar na retina, e não diretamente nela, deixando a visão turva e com maior dificuldade para enxergar objetos que estão distantes. A vista borrada não é o único sintoma desta patologia: enxaquecas e fadiga ocular são outros sinais para ficar atento quando se trata da miopia. No geral, o paciente míope também costuma apertar os olhos como uma forma de ajustar a visão e aumentar a nitidez a longas distâncias, então se esse for o caso, é fundamental procurar um oftalmologista.

Astigmatismo pode deixar a visão embaçada e causar hipersensibilidade

Os pacientes diagnosticados com astigmatismo também sofrem com a visão embaçada, só que nesse caso não há nenhuma diferença entre objetos que estão longe ou perto. Ou seja, a pessoa que sofre com o problema tem dificuldade para enxergar independentemente da distância. Isso acontece devido às irregularidades no formato da córnea, cuja curvatura mais oval distorce os raios luminosos, formando vários pontos focais em múltiplas regiões do olho. O certo deveria ser o foco em apenas um ponto, que é na retina. Além da visão embaçada, outros possíveis sintomas do problema são dores de cabeça, dores nos olhos e hipersensibilidade à luz, podendo vir acompanhada de vertigem e enxaquecas em ambientes muito iluminados.

Tratamento da miopia e astigmatismo são bem parecidos

É normal que uma pessoa tenha esses dois problemas de visão em conjunto, mas nem sempre uma pessoa míope vai desenvolver astigmatismo ou vice-versa. Independente do problema ocular, o tratamento segue basicamente a mesma linha de raciocínio: em primeiro lugar, é necessário marcar uma consulta com um oftalmologista para identificar qual é o caso do paciente por meio de uma série de exames, como a acuidade visual e a medida da pressão intraocular. Com a confirmação do diagnóstico, o médico pode indicar tanto o uso de lentes de contato quanto o uso de óculos, que vai precisar de uma prescrição individualizada. Essa escolha, na verdade, vai de acordo com a preferência de cada pessoa e deve ser conversada com o oftalmologista.

Existem procedimentos cirúrgicos para a correção de ambos os problemas. No entanto, a recomendação é que tanto o grau da miopia quanto o grau do astigmatismo estejam estáveis há alguns anos antes de optar por essa alternativa.

Últimas novidades

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

Saúde

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

O câncer de ovário é difícil de ser diagnosticado, sendo a segunda neoplasia ginecológica mais comum. Esse tipo de câncer é o mais letal entre os cânceres ginecológicos. Mais frequente em mulheres com mais de 40 anos, o câncer de ovário demora a apresentar sintomas, o que resulta no diagnóstico tardio. Estima-se que cerca de 75% dos casos são diagnosticados quando a doença já está avançada.

Como manter a diabetes controlada?

Saúde

Como manter a diabetes controlada?

A diabetes é uma doença metabólica em que o corpo não consegue produzir uma quantidade suficiente de insulina, hormônio responsável pelo controle da glicose no sangue. Com a falta da substância, o paciente diabético sofre com o aumento do nível de glicose na corrente sanguínea, que é o que chamamos de hiperglicemia. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que 9 milhões de pessoas têm diabetes, e infelizmente esse é um número que só cresce a cada ano. Então, o que fazer para manter a diabetes controlada? Separamos algumas dicas que podem ajudar no problema.

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Saúde

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Ouvir música é um hábito que faz parte da vida de muita gente. Basta ir às ruas e observar a quantidade de pessoas com fones de ouvido imersos em seu próprio universo para se dar conta de como a música está presente em todo lugar. No entanto, é importante ficar atento ao volume e a frequência desse hábito. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), quase 50% das pessoas entre 12 e 35 anos correm o risco de sofrer perda auditiva por causa da exposição prolongada e excessiva a sons muito altos, o que corresponde a 1,1 bilhão da população.

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Exercício físico

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Quando uma mulher está grávida, surgem muitas dúvidas sobre a realização de atividades físicas durante a gestação e como isso deve ser feito sem prejudicar a saúde da nova mamãe ou do bebê que está a caminho. É importante conversar com o obstetra antes de dar início a essa rotina, mas geralmente os exercícios físicos são bastante benéficos para o desenvolvimento da gestação. Para entender melhor quais são os benefícios dessa prática, quais são os exercícios físicos mais indicados para mulheres grávidas e que cuidados são necessários, o Cuidados Mil preparou uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o assunto.

Ver mais