Voltar para home page
Saúde

Telemedicina: o que é e para que serve? Entenda e saiba como usar o recurso

Entenda o que é a telemedicina e saiba como usar esse recurso do seu plano de saúde

Entenda o que é a telemedicina e saiba como usar esse recurso do seu plano de saúde

Em algumas situações como febre, gripe, cólica ou enjoos, muitas pessoas se perguntam se é necessário procurar um serviço de emergência, hospital ou médico especialista para averiguar a situação, ou até se seria o caso de tratar o problema de saúde em casa. Uma das alternativas para evitar desperdícios de recursos e de tempo, ajudando os pacientes a utilizar melhor os serviços de saúde, é a telemedicina. Confira como funciona esse serviço!

A telemedicina é um serviço 24h destinado a orientar os pacientes a navegar melhor pelo sistema de saúde

Hoje em dia, algumas operadoras de plano de saúde possuem canais especializados de telemedicina, onde por meio de plataformas online, você recebe a orientação de profissionais de saúde qualificados sobre a melhor forma de agir na sua situação. Seguindo protocolos clínicos, eles poderão responder questões sobre sintomas, como agir em caso de quedas, traumas, dúvidas sobre medicamentos e vários outros assuntos em tempo real e à distância.

Praticidade, agilidade e economia de tempo e recursos são os principais objetivos da telemedicina

Com estas plataformas, você não precisa sair de casa sem a certeza de que receberá o cuidado certo para o seu caso - em algumas situações, talvez nem seja necessário sair de casa. O profissional de saúde orienta e, se necessário, direciona o paciente para o local certo, evitando consultas desnecessárias e esperas longas nas emergências. Desta forma, você economiza seu tempo e também o dos pacientes nas filas de emergência, ao mesmo tempo que se poupa de correr riscos em ambientes hospitalares ou realizando exames sem necessidade.

Telelaudos e teleassistência são as principais áreas de atuação da telemedicina

Enquanto os telelaudos - laudo médico produzido à distância por meio de ferramentas tecnológicas, como a internet e plataformas de telemedicina, que reúne informações sobre o paciente, o exame realizado, sua hipótese diagnóstica, conduta médica utilizada, interpretação dos achados e conclusões - promovem o recebimento de exames para análise de especialistas, a teleassistência traz vários serviços da rotina clínica para o ambiente digital, como segunda opinião de diagnósticos, tudo por meio de plataformas digitais. Assim, sempre que você não tiver certeza de para onde se dirigir ou como proceder em caso de um problema de saúde, é só entrar em contato com a sua operadora – caso ela ofereça esse serviço - e seguir as orientações do especialista de plantão.

Últimas novidades

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

Saúde

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

O câncer de ovário é difícil de ser diagnosticado, sendo a segunda neoplasia ginecológica mais comum. Esse tipo de câncer é o mais letal entre os cânceres ginecológicos. Mais frequente em mulheres com mais de 40 anos, o câncer de ovário demora a apresentar sintomas, o que resulta no diagnóstico tardio. Estima-se que cerca de 75% dos casos são diagnosticados quando a doença já está avançada.

Como manter a diabetes controlada?

Saúde

Como manter a diabetes controlada?

A diabetes é uma doença metabólica em que o corpo não consegue produzir uma quantidade suficiente de insulina, hormônio responsável pelo controle da glicose no sangue. Com a falta da substância, o paciente diabético sofre com o aumento do nível de glicose na corrente sanguínea, que é o que chamamos de hiperglicemia. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que 9 milhões de pessoas têm diabetes, e infelizmente esse é um número que só cresce a cada ano. Então, o que fazer para manter a diabetes controlada? Separamos algumas dicas que podem ajudar no problema.

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Saúde

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Ouvir música é um hábito que faz parte da vida de muita gente. Basta ir às ruas e observar a quantidade de pessoas com fones de ouvido imersos em seu próprio universo para se dar conta de como a música está presente em todo lugar. No entanto, é importante ficar atento ao volume e a frequência desse hábito. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), quase 50% das pessoas entre 12 e 35 anos correm o risco de sofrer perda auditiva por causa da exposição prolongada e excessiva a sons muito altos, o que corresponde a 1,1 bilhão da população.

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Exercício físico

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Quando uma mulher está grávida, surgem muitas dúvidas sobre a realização de atividades físicas durante a gestação e como isso deve ser feito sem prejudicar a saúde da nova mamãe ou do bebê que está a caminho. É importante conversar com o obstetra antes de dar início a essa rotina, mas geralmente os exercícios físicos são bastante benéficos para o desenvolvimento da gestação. Para entender melhor quais são os benefícios dessa prática, quais são os exercícios físicos mais indicados para mulheres grávidas e que cuidados são necessários, o Cuidados Mil preparou uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o assunto.

Ver mais