Voltar para home page
Bem-estar

Tempo seco: veja dicas para amenizar os efeitos da baixa umidade do ar

O tempo seco pode trazer uma série de incômodos para o corpo

O tempo seco pode trazer uma série de incômodos para o corpo

O tempo seco é um período que requer bastante atenção. Mais comum entre os meses de julho a outubro, a baixa umidade do ar pode causar alguns incômodos. Além de diminuir consideravelmente a qualidade do ar, o tempo seco provoca ressecamento do nariz (em alguns casos pode ocorrer até sangramento), irritação nos olhos, garganta seca e até dificuldade para respirar. Pessoas que já têm problemas respiratórios, como rinite, asma e bronquite, podem observar piora no quadro durante esse período. Alguns cuidados na rotina ajudam a reduzir os efeitos da baixa umidade. Veja 4 dicas abaixo!

1) Deixe o ar da sua casa mais úmido

Nos dias muito secos, é importante buscar formas de deixar os ambientes mais úmidos. Os umidificadores, aparelhos que liberam minúsculas gotas de água no ar, são ótimos para isso, mas existem outras formas de aliviar o desconforto. Especialistas indicam colocar uma bacia de água ou uma toalha molhada no ambiente, principalmente na hora de dormir. É bom evitar o uso de ar condicionado no período, pois a tendência é que ele deixe o clima mais seco ainda.

2) Mantenha o seu corpo bem hidratado

O cuidado com a hidratação do corpo deve ser redobrado quando o tempo estiver mais seco. Tomar bastante água é a principal recomendação e, inclusive, pode ajudar a aliviar incômodos como a garganta seca. Sucos naturais de frutas e água de coco também são opções indicadas. É importante beber pelo menos 2 litros de água por dia, mas essa quantidade varia para mais ou menos de acordo com o seu peso corporal. A baixa umidade do ar também pode deixar a pele e lábios ressecados, então invista em hidratações mais frequentes nessas áreas do corpo.

3) Olhos e nariz precisam de cuidados

O tempo seco costuma deixar os olhos irritados e mais ressecados. Além do desconforto causado, a baixa umidade deixa os olhos mais expostos a infecções, como a conjuntivite, ou outras alergias. No período, é importante utilizar lubrificantes oculares, colírios que ajudam a manter os olhos hidratados. O nariz é outra área que pode sofrer bastante com a baixa umidade do ar. Ressecamento e coceira são os problemas mais comuns, mas também pode haver sangramento nasal quando a secura é mais intensa. Uma dica é lavar as narinas com soro fisiológico.

4) Redobre a atenção com a limpeza da casa

Para aliviar os efeitos do tempo seco, mantenha a limpeza do ambiente sempre em dia. Isso porque a poeira pode agravar os sintomas, principalmente se um dos moradores tiver problemas respiratórios. Nesses casos, o ambiente precisa ser bem arejado e com boa iluminação natural. Evite tapetes e mantas no período - ou lave-as com mais frequência. As cortinas, estofados e colchões também precisam de higienização regular.

Últimas novidades

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

Saúde

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

A herpes labial é causada pelo vírus HSV (Herpes Simplex Virus) e se divide em dois tipos, o HSV-1, que geralmente fica alocado na cavidade bucal, e o HSV-2, que atinge os genitais. Ambos são extremamente contagiosos, mas o primeiro é o mais comum. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial da Saúde estima que 67% da população está infectada por ele.

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

Exercício físico

6 dicas para fazer exercício físico em casa de forma segura

A quarentena fez muita gente aderir aos exercícios físicos caseiros - e isso é um bom sinal. Ficar em casa sem se movimentar pode gerar diversos problemas de saúde típicos do sedentarismo. As dores na coluna são um dos principais exemplos. No entanto, para que a atividade física renda os benefícios desejados, é preciso cuidado e respeito aos limites do corpo.

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Bem-estar

5 dicas para voltar à rotina depois da pandemia

Os meses de isolamento por causa da pandemia do coronavírus podem deixar algumas consequências na vida da população mesmo quando a rotina voltar ao normal. As pessoas tiveram que se adaptar a um novo modo de vida em meio à incertezas sobre a saúde. A volta à vida normal, mesmo quando os casos da doença diminuírem consideravelmente, pode ser difícil para algumas pessoas.

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Alimentação saudável

Quais os benefícios das leguminosas para a saúde?

Você consome feijão todos os dias? Apesar de ser um item muito consumido no Brasil, pouca gente sabe da importância não apenas do feijão, mas de todas as leguminosas, para a saúde do nosso corpo. Assim como os legumes, verduras, frutas e hortaliças, as leguminosas devem fazer parte das refeições diariamente. Ricas em fibras, proteínas, carboidratos, também são uma fonte poderosa de ferro.

Ver mais