Voltar para home page
Bem-estar

Terapia ocupacional: o que é e quais os benefícios?

Entenda os benefícios da terapia ocupacional!

Entenda os benefícios da terapia ocupacional!

A terapia ocupacional é um importante método terapêutico para integrar pessoas que apresentam, na maioria das vezes, alterações cognitivas, motoras, emocionais, psicológicas e sociais - sejam derivadas ou não de traumas, problemas genéticos ou doenças adquiridas. A partir de atividades lúdicas, artísticas ou de lazer, a terapia ocupacional tem a intenção de promover mais autonomia para os pacientes e recuperar habilidades perdidas ou ainda não desenvolvidas. O tratamento pode beneficiar desde bebês até idosos e é indicado para diferentes condições.

O terapeuta ocupacional auxilia na reorganização da vida do indivíduo, tornando-o capaz de realizar atividades comuns. No geral, o especialista intervém na saúde mental e nas funções motoras, ajudando a ressignificar as ações e sentimentos e, consequentemente, fazer com que o paciente descubra a sensação de viver com saúde e bem-estar.

Terapia ocupacional: recuperação da autonomia e confiança de indivíduos

Um dos principais pilares da terapia ocupacional é trabalhar a autonomia e independência dos indivíduos em sua rotina. O tratamento pode ter diferentes abordagens: atividades de lazer, promoção do autocuidado e integração. Em todos eles, a intenção é, a partir dos diagnósticos e necessidades individuais, direcionar os pacientes para que tenham a capacidade de interagir com diferentes ambientes, pessoas e situações. A terapia é recomendada para qualquer um que tenha a necessidade de ressignificar sua rotina, principalmente aqueles que apresentam uma condição de saúde que prejudica o seu desempenho nas tarefas do dia a dia.

Terapia ocupacional beneficia diferentes perfis e faixas etárias

Ao incentivar o paciente a retomar sua independência, a terapia ocupacional influencia diretamente na qualidade de vida. Na primeira infância, por exemplo, a terapia pode ser um auxílio para o desenvolvimento de crianças, principalmente aquelas que possuem limitações cognitivas e psicomotoras. No tratamento, o especialista trabalha tanto com atividades de autonomia - como escovar os dentes ou se alimentar sozinho - quanto ações que estimulam o desenvolvimento físico e social da criança.

No campo educacional, a terapia ocupacional tem sido muito utilizada para acompanhar o desenvolvimento da criança. Além disso, o especialista é responsável por promover a inclusão de pessoas com deficiência nas escolas regulares. Na adolescência, a terapia ocupacional pode auxiliar os jovens a lidarem com todas as mudanças que surgem nessa fase da vida - que geralmente envolve alterações corporais, problemas psicológicos, agressividade ou timidez.

Já em idosos, a terapia ocupacional é uma importante ferramenta para a recuperação de perdas físicas, cognitivas e sociais - muito comuns no processo de envelhecimento. O método também pode ser utilizado para reabilitação de vítimas de acidentes ou com grupos com risco de exclusão social, incentivando novas percepções sobre o mundo e relações mais sólidas e fluidas.

Onde buscar a terapia ocupacional?

A terapia ocupacional é uma profissão de saúde regulamentada e apenas pessoas formadas podem exercê-la. Os atendimentos geralmente são feitos em instituições de reabilitação, casas de repouso, presídios, consultórios psiquiátricos, hospitais e creches.

Últimas novidades

Vacina para o novo coronavírus: conheça 2 pesquisas promissoras em andamento

Saúde

Vacina para o novo coronavírus: conheça 2 pesquisas promissoras em andamento

Os resultados de uma vacina contra a Covid-19 podem estar próximos. A pandemia do novo coronavírus alterou o modo de vida da sociedade. O isolamento social trouxe novas formas de consumo, hábitos e trabalho, além da forma como lidamos com a saúde. Desde então, muitos institutos de pesquisa espalhados pelo mundo estão estudando os efeitos do vírus e possibilidades de imunização.

Formigamento nas mãos: 5 principais motivos por trás do incômodo

Saúde

Formigamento nas mãos: 5 principais motivos por trás do incômodo

A sensação de formigamento nas mãos é algo comum para muita gente e, embora seja um sintoma simples, precisa de atenção. Isso porque diversos motivos podem estar por trás do formigamento, desde um problema de circulação até um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O indicado é observar o quadro e, dependendo da forma como se manifesta, o atendimento médico pode ser necessário.

Quais as principais causas de queda de cabelo?

Saúde

Quais as principais causas de queda de cabelo?

A queda de cabelo é um problema muito comum, mas quando identificar se está perdendo mais fios do que o considerado saudável? O normal é que uma pessoa perca de 100 a 150 fios por dia de forma natural para que o cabelo cresça novamente. Quando a quantidade ultrapassa isso, é sinal de que pode haver um problema clínico por trás. A queda excessiva de cabelo pode ser observada na escovação diária, durante a lavagem ou até mesmo depois de acordar, quando se percebe muitos fios no travesseiro.

Como lidar com os distúrbios do sono na quarentena?

Bem-estar

Como lidar com os distúrbios do sono na quarentena?

A quarentena tem afetado, em grande parte da população, o modo de viver e de interagir com o mundo. Viver numa situação de pandemia também trouxe muita preocupação, que se reflete em ansiedade e distúrbios do sono. Insônia, sono muito leve, acordar várias vezes, não conseguir manter uma rotina de sono ou se sentir extremamente cansado mesmo depois de dormir bem são os problemas mais comuns nesse período de isolamento social.

Ver mais