Voltar para home page
Bem-estar

Veja algumas dicas de como tornar a casa mais segura para idosos

Cuidar dos idosos também envolve adaptar a casa para eles

Cuidar dos idosos também envolve adaptar a casa para eles

A melhor idade vem acompanhada de certas limitações que devem ser supridas não só com mudanças de hábitos, mas também com a adaptação da própria casa. É claro que nem todo idoso é dependente de cuidados, no entanto, a segurança em casa para a terceira idade é muito importante, visto que, as quedas são responsáveis por 56,6% das mortes acidentais de pessoas acima de 75 anos, segundo o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde. Por isso, evitar acidentes domésticos fazendo adaptações na casa para torná-la mais segura para os idosos é algo extremamente recomendado. Separamos algumas dicas para promover mais proteção aos idosos dentro de casa.

Promova a segurança na locomoção do idoso em casa

Para evitar quedas e permitir que os idosos se locomovam pela casa com segurança, algumas mudanças e adaptações serão bem-vindas. O ideal é que a casa disponha de um ambiente amplo e qualquer obstáculo que possa causar quedas deve ser retirado. Mesinhas de centro, cadeiras e outros móveis e objetos não devem estar no meio do caminho. É comum que em um cômodo com aparelhos eletrônicos, alguns fios fiquem espalhados pelo chão, mas para que o idoso não se enrosque neles e acabe tropeçando, é recomendado que os fios sejam fixados na parede.

O uso de tapetes deve ser evitado ao máximo e, caso seja indispensável, o tapete deve ser antiderrapante para evitar acidentes. Colocar um corrimão em todas as paredes que levam aos cômodos da casa também será benéfico para a locomoção, principalmente se o idoso já tiver algum problema de locomoção.

Adaptar o banheiro para a pessoa idosa é uma medida importante

O banheiro também é um local importante da casa que deve ser adaptado para manter a segurança dos idosos. Essa é uma das áreas com mais riscos, principalmente porque os azulejos lisos e molhados podem resultar em quedas graves até para os mais novos. Para prevenir acidentes com os idosos, é necessário colocar tapetes de borracha fixados no chão para evitar quedas. Colocar barras de apoio na parte de dentro do box, ao lado da pia e do vaso sanitário também são ótimas maneiras de dar mais comodidade para os idosos no banheiro. Outra mudança positiva é adaptar o assento do vaso sanitário, deixando na altura entre 43 e 45 cm, para facilitar o ato de sentar e levantar.

Mantenha as escadas seguras para os idosos

As escadas podem ser muito perigosas para quem não possui a mesma resistência e coordenação motora de antes, por isso, assegurar a segurança do idoso nesse local é indispensável. É importante que sejam implantados sinalizadores nos degraus para facilitar a visualização e que tenha um corrimão de apoio. O ideal é que todo degrau também possua fita antiderrapante e que o local da escada fique bem iluminado, assim como qualquer outro ambiente da casa.

Invista em móveis adequados para idosos

Opte sempre por mesas e demais móveis que tenham cantos arredondados para evitar lesões por atrito. A pele dos idosos é mais sensível, por isso, caso não tenha como trocar o móvel, coloque proteções nas partes pontiagudas. Outro ponto importante é que os móveis estejam sempre bem alocados e fixos no chão, caso o idoso necessite se apoiar neles. Certifique-se que as portas tenham uma largura mínima de 80 cm para que a passagem com andadores ou cadeiras de rodas seja fácil. A maçaneta deve ter a forma de alavanca, para evitar dificuldade para abrir a porta.

O ideal é que todos os móveis tenham a altura adequada para facilitar o sentar e o levantar. Opte sempre por cadeiras e poltronas com braço para oferecer um apoio maior. Uma mesa de cabeceira é importante para apoiar objetos e o ideal é ter sempre um telefone por perto contendo os números de emergência para facilitar o acesso em caso de acidentes.

Últimas novidades

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

Saúde

Câncer de ovário: causas, como identificar e tratamentos

O câncer de ovário é difícil de ser diagnosticado, sendo a segunda neoplasia ginecológica mais comum. Esse tipo de câncer é o mais letal entre os cânceres ginecológicos. Mais frequente em mulheres com mais de 40 anos, o câncer de ovário demora a apresentar sintomas, o que resulta no diagnóstico tardio. Estima-se que cerca de 75% dos casos são diagnosticados quando a doença já está avançada.

Como manter a diabetes controlada?

Saúde

Como manter a diabetes controlada?

A diabetes é uma doença metabólica em que o corpo não consegue produzir uma quantidade suficiente de insulina, hormônio responsável pelo controle da glicose no sangue. Com a falta da substância, o paciente diabético sofre com o aumento do nível de glicose na corrente sanguínea, que é o que chamamos de hiperglicemia. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que 9 milhões de pessoas têm diabetes, e infelizmente esse é um número que só cresce a cada ano. Então, o que fazer para manter a diabetes controlada? Separamos algumas dicas que podem ajudar no problema.

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Saúde

Escutar música alta pode comprometer a audição?

Ouvir música é um hábito que faz parte da vida de muita gente. Basta ir às ruas e observar a quantidade de pessoas com fones de ouvido imersos em seu próprio universo para se dar conta de como a música está presente em todo lugar. No entanto, é importante ficar atento ao volume e a frequência desse hábito. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), quase 50% das pessoas entre 12 e 35 anos correm o risco de sofrer perda auditiva por causa da exposição prolongada e excessiva a sons muito altos, o que corresponde a 1,1 bilhão da população.

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Exercício físico

Exercícios físicos na gravidez: qual a importância e os cuidados durante a prática

Quando uma mulher está grávida, surgem muitas dúvidas sobre a realização de atividades físicas durante a gestação e como isso deve ser feito sem prejudicar a saúde da nova mamãe ou do bebê que está a caminho. É importante conversar com o obstetra antes de dar início a essa rotina, mas geralmente os exercícios físicos são bastante benéficos para o desenvolvimento da gestação. Para entender melhor quais são os benefícios dessa prática, quais são os exercícios físicos mais indicados para mulheres grávidas e que cuidados são necessários, o Cuidados Mil preparou uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o assunto.

Ver mais