Saúde

5 doenças, além da Covid-19, que precisam da sua atenção em 2020

Saúde

5 doenças, além da Covid-19, que precisam da sua atenção em 2020

A pandemia do novo coronavírus impactou a vida das pessoas e sua relação com a própria saúde. Cuidados como o isolamento social, higienização constante das mãos com água e sabão ou álcool em gel e uso de máscara se tornaram a nova rotina para se manter longe da Covid-19. Entretanto, apesar de protegido contra o novo vírus, outras doenças podem ser tão preocupantes quanto e que necessitam de atenção, com uma vantagem: elas podem ser evitadas com os cuidados necessários.

Quais são as doenças cardiovasculares mais comuns?

Saúde

Quais são as doenças cardiovasculares mais comuns?

O coração é o órgão mais atingido pelo nosso ritmo de vida. Uma vida baseada em uma dieta inadequada - com abuso de industrializados e gorduras saturadas e pobre em legumes, verduras e frutas - acompanhada do sedentarismo, está relacionada ao aumento do risco de desenvolver doenças cardiovasculares. O tabagismo, obesidade e estresse também são fatores de risco que precisam de atenção.

Setembro amarelo: por que falar sobre a prevenção do suicídio é tão importante?

Saúde

Setembro amarelo: por que falar sobre a prevenção do suicídio é tão importante?

O setembro amarelo é um mês dedicado à prevenção do suicídio e é muito importante e divulgado em todo o Brasil. Essa data teve seu surgimento em 1994, quando um jovem chamado Mike Emme, de 17 anos, cometeu suicídio e, em homenagem à cor de seu carro, seus pais decidiram espalhar fitas amarelas por quem estivesse passando pelo mesmo problema.

Síndrome pós-COVID-19: o que se sabe sobre a condição?

Saúde

Síndrome pós-COVID-19: o que se sabe sobre a condição?

A Covid-19 tem afetado milhares de habitantes ao redor do mundo. Apesar da alta taxa de mortalidade, muitas pessoas se curaram ou manifestaram apenas efeitos leves. Mas será que a ação do SARS-CoV-2 pode deixar sequelas a longo prazo no organismo das pessoas que tiveram a doença? Como o sistema respiratório e o pulmão ficam depois da infecção? Com o tempo, ficou mais fácil de observar os efeitos do novo coronavírus.

Câncer de cólon: quais são as causas, sintomas mais comuns e como é feito o tratamento?

Saúde

Câncer de cólon: quais são as causas, sintomas mais comuns e como é feito o tratamento?

Um dos tipos mais comuns, o câncer de cólon atingiu cerca de 40.990 brasileiros apenas no ano de 2020, segundo os dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer). A doença se caracteriza por tumores localizados no intestino grosso, mas também pode atingir as áreas do ânus e reto. Apesar da complexidade, o diagnóstico precoce possibilita um tratamento mais eficaz e aumenta as chances de cura, principalmente quando a doença ainda não avançou para outros órgãos.

10 curiosidades sobre o pulmão

Saúde

10 curiosidades sobre o pulmão

O pulmão é um dos órgãos mais importantes do corpo. Vital para a nossa sobrevivência, é ele o epicentro do sistema respiratório, que oxigena o sangue e converte o tipo venoso (sangue rico em dióxido de carbono) em sangue arterial (rico em oxigênio). Por sua importância, ele deve ser muito bem preservado, não é mesmo? 

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

Saúde

Herpes labial: descubra o que é e como buscar tratamento

A herpes labial é causada pelo vírus HSV (Herpes Simplex Virus) e se divide em dois tipos, o HSV-1, que geralmente fica alocado na cavidade bucal, e o HSV-2, que atinge os genitais. Ambos são extremamente contagiosos, mas o primeiro é o mais comum. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial da Saúde estima que 67% da população está infectada por ele.

Como identificar a depressão em familiares e amigos próximos?

Saúde

Como identificar a depressão em familiares e amigos próximos?

A depressão é considerada uma das doença mais comuns do século. Apesar de afetar mais de 2 milhões de brasileiros, o transtorno ainda é cercado de tabus e dificuldade de diagnóstico. As causas da depressão não são totalmente claras, mas acredita-se que o distúrbio sofre interferências de fatores biológicos, sociais, comportamentais e ambientais. A doença pode se manifestar de diversas formas, mas normalmente os sinais mais comuns são tristeza profunda, perda de interesse por atividades que antes eram comuns na rotina, desânimo e isolamento social.