Voltar para home page
Saúde

Especialidades da odontologia: conheça as 10 principais áreas e o que elas tratam

Há diferentes especialidades da odontologia para cuidar de determinadas partes da boca e problemas bucais

Há diferentes especialidades da odontologia para cuidar de determinadas partes da boca e problemas bucais

Assim como existem diversas especialidades na medicina, a odontologia também se divide em diferentes áreas. O dentista pode realizar restaurações, limpezas e raspagens, por exemplo, mas não é o mesmo profissional que sugere a utilização de aparelhos ortodônticos ou realiza cirurgias.

Quais as áreas de atuação do profissional de odontologia?

O Conselho Federal de Odontologia reconhece 23 especialidades dentro da área - e todas elas permitem a prescrição de medicamentos e solicitação de exames. Conheça os 10 principais atendimentos que você pode encontrar em uma clínica odontológica (e entenda a quem recorrer quando precisar):

1. Clínico Geral: cuidado com cáries e outros problemas comuns

O profissional tem conhecimento sobre os principais problemas e procedimentos odontológicos e pode averiguar e oferecer alguns cuidados - como aplicação de flúor, raspagem de tártaro, remoção de cáries e restaurações. Em casos em que é necessário um tratamento mais específico, o clínico faz o encaminhamento para outro especialista.

2. Dentística: estética e restauração dos dentes

Uma das especialidades mais conhecidas, o dentista atua na estética e restauração dos dentes. Esse é o profissional que realiza procedimentos mais populares, como clareamento dental e restaurações nos dentes comprometidos por cáries, fraturas ou abrasões.

3. Endodontia: tratamentos na parte interna do dente

Tem a função de tratar a polpa dentária, ou seja, a estrutura interna do dente. Uma cárie não tratada, por exemplo, pode atingir essa região - e esse especialista é o mais indicado para remover a parte contaminada. Nesse caso, é necessário realizar o tratamento de canal. Além disso, esse profissional atende casos de acidentes, avaliando possíveis fraturas nos dentes.

4. Ortodontia: especialista em aparelhos dentários

A principal função desse especialista é corrigir a posição dos dentes - na maioria das vezes, por meio de aparelhos móveis ou fixos. O profissional trata problemas como mordida cruzada, aberta e profunda, apinhamento dental (dentes tortos) e diastemas (espaços entre os dentes), contribuindo para a estética e boa mastigação.

5. Periodontia: cuidado com a gengiva

Nessa especialidade, o profissional atua no diagnóstico, prevenção e tratamento de complicações que atacam a gengiva e o suporte dos dentes. O problema mais comum é a gengivite, inflamação que pode ser percebida por meio do sangramento gengival. Quando não tratada, ela pode evoluir para periodontite e possível perda dos dentes.

6. Odontopediatria: saúde bucal infantil

Esse profissional atua na manutenção da saúde bucal infantil. O odontopediatra também acompanha o desenvolvimento da arcada dentária para prevenir e tratar malformações. O ideal é que as visitas sejam frequentes da primeira dentição até a troca dos dentes de leite pelos permanentes, evitando complicações desde cedo.

7. Radiologia: diagnósticos mais precisos

Essa especialidade é a mais usada para obter e confirmar diagnósticos. Por meio de exames de imagem é possível ver a estrutura intra-óssea (dentro do osso) - região que procedimentos simples não são capazes de analisar. Como resultado, é possível avaliar a condição óssea do paciente e diagnosticar lesões, perdas ósseas e outros problemas bucais. A radiologia é fundamental para todas as especialidades da odontologia.

8. Prótese dentária: reconstrução de dentes

Essa especialidade tem como objetivo a reconstrução e reposição de dentes quebrados ou ausentes - garantindo ao paciente saúde, conforto e também a questão estética. Entre suas responsabilidades, o profissional atua na confecção de coroas, próteses (removíveis ou fixas) e implantes.

9. Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofaciais: extração de dentes e outros procedimentos cirúrgicos

Especialista que atua em problemas mais invasivos, o cirurgião bucomaxilofacial realiza atendimentos em hospitais e consultórios. Ele é responsável por procedimentos em casos de malformações congênitas, tumores, enfermidades que atacam a articulação bucal ou retirada de sisos. O atendimento por esse especialista também pode ser em conjunto com outros profissionais, como neurologistas e oncologistas.

10. Urgência e Emergência

Apesar de parecerem sinônimos, a emergência e urgência tratam de necessidades diferentes. A primeira é relacionada a uma situação extrema onde há o risco de morte do paciente; já a segunda, embora também precise de um diagnóstico e tratamento imediatos, não coloca em risco a vida do indivíduo. Em odontologia, a urgência é mais comum, principalmente em casos onde há quadro de dores difíceis de suportar.

Últimas novidades

O que é autismo? Entenda mais sobre o Transtorno do Espectro Autista

Saúde

O que é autismo? Entenda mais sobre o Transtorno do Espectro Autista

O autismo (ou Transtorno do Espectro Autista, o TEA) é uma condição psiquiátrica que atinge aproximadamente 2 milhões de pessoas no Brasil. O transtorno leva a alcunha de “espectro” por interferir e dificultar várias áreas do desenvolvimento humano: socialização, comunicação verbal e não-verbal, aprendizagem e emoções. O TEA pode se manifestar em diferentes níveis e intensidade, o que define quais áreas serão mais afetadas.

O que 30 minutos de caminhada por dia fazem por você?

Exercício físico

O que 30 minutos de caminhada por dia fazem por você?

Além de garantir um corpo mais saudável, fazer exercícios físicos pode prevenir muitas doenças. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera o sedentarismo o quarto maior fator de risco de morte no mundo, mas nem todos têm tempo ou dinheiro para, por exemplo, frequentar uma academia. Por outro lado, caminhar é uma alternativa simples, fácil e indicada para todas as idades. Descubra os benefícios que apenas 30 minutos de caminhada por dia podem fazer por você!

Quando a febre indica que é hora de procurar um médico?

Saúde

Quando a febre indica que é hora de procurar um médico?

A febre é um aumento da temperatura corporal e costuma ser um sinal de que algo não vai bem. Geralmente, é indicativo de que o organismo está combatendo alguma infecção causada por algum vírus ou bactéria. A febre pode ser um sintoma de uma simples gripe, mas também de doenças mais graves, como dengue, zika e chikungunya, por isso é muito importante saber a hora certa de trocar os cuidados caseiros pela ajuda médica.

7 sinais que indicam a depressão

Terapias

7 sinais que indicam a depressão

A depressão é uma doença psiquiátrica séria que atinge, em média, 2 milhões de pessoas por ano em todo o Brasil. Por muito tempo tratada como um momento breve de tristeza, a depressão está desenhando seus contornos na medicina e sendo considerada como realmente é: uma doença real, perigosa e que pode ser fatal se não tratada corretamente. Para isso, é necessário que o paciente receba o máximo de apoio de familiares e amigos, além de tratamento,. Se você suspeita que algum conhecido pode estar entrando em depressão, fique atento a 7 sinais que ele pode manifestar.

Ver mais